Campina Grande: Sistema online vai informar horário e rota dos ônibus.


Vladimir Chaves

Usuários dos transportes coletivos de Campina Grande, em breve,  poderão consultar na internet horário e rotas dos ônibus. O sistema será implantado numa parceria da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) com a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e o Google Transit.

No sistema, os passageiros podem visualizar um mapa interativo, selecionar um ponto de parada específico e verificar qual rota passa por aquele determinado ponto. O planejamento do órgão é que o funcionamento deve começar em até oito semanas, no final de junho ou início de julho.

A Prefeitura de Campina Grande é a quarta cidade selecionada para o Google Transit no Nordeste (as outras são Fortaleza, Recife e Salvador). No Brasil, existem 22 cidades cobertas pelo sistema - 14 destas foram sedes da Copa do Mundo 2014. As demais são regiões metropolitanas.

O Google Transit no Google Maps é uma ferramenta de planejamento para transporte público que combina os dados mais recentes da STTP com o alcance do Google Maps. Ele integra paradas, trajetos, grades de horários e informações sobre tarifas de transporte público para facilitar e agilizar o planejamento de viagens.

O banco de dados possui informações que incluem linhas, rotas, horários, número de paradas, distância e, em alguns casos, o total da tarifa. O sistema pode ser acessado a partir do Google Maps, em versões desktop ou dispositivos móveis iOS e Android.

Projeto piloto
A iniciativa em 2013 partiu de técnicos da STTP, lotados na Gerência de Transportes, e sob a coordenação do servidor Hélder de Barros. Os dados captados através de várias ferramentas como o GPS, permitiram a criação, o armazenamento e alimentação do Sistema de Informação, Operação e Monitoramento de Transporte Público (SIOM). O sistema é um projeto piloto que busca o serviço de rastreamento e monitoramento dos ônibus de Campina Grande, integrando-o ao sistema de bilhetagem eletrônica em funcionamento no município.


O Departamento de Sistemas e Computação da UFCG, através do Laboratório Analytics, coordenado pelo professor Nazareno Andrade, é parceiro da STTP no reconhecimento da excelência da ferramenta que vem sendo desenvolvida. A parceria foi viabilizada através de um projeto da HP Brasil, financiado através da Lei de Informática e do Programa de Extensão Universitária (Proext) do Ministério da Educação.

sábado, 23 de maio de 2015

 Nenhum comentário

Silas Malafaia rebate ofensas de Lula contra pastores evangélicos.


Vladimir Chaves

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o pastor Silas Malafaia rebateu as ofensas que o ex-presidente Lula, fez aos evangélicos. Reunido com um grupo de sindicalistas, Lula atacou os evangélicos afirmando que nos discursos os pastores evangélicos dizem que tudo é culpa do diabo, para depois pedir dinheiro para salvar os fiéis.

Em resposta Malafaia disse; “Você está enganado, Lula. Nós sabemos que o diabo odeia o ser humano, mas não tiramos as responsabilidades das pessoas de suas ações. Por exemplo, o mensalão não foi o diabo não. Foi o PT”.

Malafaia citou ainda as ações do PT durante as eleições como diminuir a conta da energia elétrica para ganhar votos e o resultado da política econômica que tem feito milhares de trabalhadores perderem seus empregos.

Malafaia lembrou que o diabo é o pai da mentira e quem mente descaradamente fica parecido com ele. “Lula, que tal você falar toda a verdade e parar de enganar o povo brasileiro? Dizer que você sempre soube dessa safadeza, dessa cachorrada do seu partido e que você sempre foi o mandão. Não se pareça com o diabo não, Lula. A mentira é do diabo”.


Na defesa dos evangélicos, Silas Malafaia ainda fez menção ao vício do ex-presidente. “Lula, você sabia que Jesus liberta da cachaça? É Lula, Jesus liberta o homem da cachaça e transforma ele desse vício miserável! Que Deus te abençoe, que Deus abençoe o povo brasileiro!”

 Nenhum comentário

Crise, que crise? De janeiro a maio senadores torraram R$ 6,3 milhões com cota parlamentar


Vladimir Chaves

Fora os salários de R$ 33,7 mil e os auxílios-moradia no valor de R$ 5,5 mil pago aos parlamentares que não ocupam imóveis funcionais, o governo já repassou R$ 6,3 milhões aos senadores da República para a quitação das despesas realizadas por meio da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar dos Senadores (CEAPS).

A CEAPS destina-se ao ressarcimento das despesas efetuadas com o aluguel de imóvel para a instalação de escritório de apoio à atividade parlamentar, aquisição de material de consumo para uso no escritório, locação de meios de transportes destinados à locomoção dentro do estado de origem, hospedagem e alimentação do parlamentar ou de servidores comissionados e efetivos lotados em seu gabinete, entre outras despesas.

O valor da Cota Parlamentar é diferente para cada estado da Federação, porque leva em consideração o preço das passagens aéreas de Brasília até a capital do estado pelo qual o senador foi eleito. Os parlamentares do Distrito Federal, por exemplo, recebem R$ R$ 21.045,20. Já os do Acre podem ser reembolsados em até R$ 44.276,60.

Este ano, as despesas com passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais, têm liderado os reembolsos do governo. Os 81 senadores pagaram R$ 2 milhões em passagens, valor que, no entanto, é inferior ao desembolsado em 2014. No ano passado, até o fim de abril, R$ 2,2 milhões já haviam sido utilizados em viagens.

Ao contrário do esperado, o campeão dos gastos com passagens não pertence a um dos estados mais distantes da capital. Trata-se do senador Lindbergh Farias, representante do Rio de Janeiro, que gastou R$ 71,7 mil apenas em passagens aéreas. Completam a lista dos que mais “voaram”, os senadores Randolfe Rodrigues, R$ 62,9 mil, Magno Malta, R$ 60,8 mil, José Pimentel, R$ 52,7 mil, e Regina Sousa, R$ 50,1 mil.

O bilhete mais caro (R$ 6.032,94) foi adquirido pelo senador Jader Barbalho para ir para Brasília no dia 27 de abril e retornar a Belém no dia 30, junto com um servidor do Senado. Hélio José, Vicentinho Alves e Lúcia Vânia foram os que mais pouparam, com gastos entre R$ 365,60 e R$ 753,93. Cristovam Buarque e Reguffe, também representantes do Distrito Federal, não utilizaram a verba para a compra de passagens.

Os dispêndios com locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes foram de R$ 1,5 milhão até o momento. O Senador Ciro Nogueira (PI) foi o mais reembolsado pelo governo (R$ 94,1 mil), seguido de Ivo Cassol (RO), R$ 73,7 mil, e Vicentinho Alves (TO), R$ 70,3 mil. Esse último gastou R$ 25 mil em serviços de táxi aéreo no estado de origem e ao menos R$ 30,1 mil em combustível, já que um reembolso de R$ 15,1 mil não está detalhado.

Dentro da mesma modalidade de despesa, os gastos com alimentação também impressionam. O senador Dário Berger (SC), por exemplo, pagou uma conta de R$ 1.377,75 no Royal Tulip Brasília Alvorada, em fevereiro deste ano. Flexa Ribeiro (PA), por sua vez, desembolsou R$ 4.580,00, referente ao fornecimento de alimentos por empresa especializada em comidas caseiras.

Os parlamentares foram ressarcidos em R$ 1,1 milhão, referentes ao aluguel de imóveis para escritório político e demais despesas concernentes a eles. Lindbergh Farias (RJ), Edison Lobão (MA) e Aloysio Nunes (SP) lideram os desembolsos, tendo gasto R$ 39,4 mil, R$ 36 mil e R$ 32,2 mil, respectivamente.

Os senadores também têm direito a reembolsos de serviços de segurança particular. O direito foi exercido por oito deles: Fernando Collor (AL), José Agripino (RN), Edison Lobão (MA), Telmário Mota (RR), Flexa Ribeiro (PA), Fátima Bezerra (RN), Waldemir Moka (MS) e Eduardo Amorim (SE). Ao todo os parlamentares gastaram R$ 150,2 mil com os serviços de segurança, montante que em sua maioria (R$ 104,1 mil) foi utilizado para ressarcir Collor.

Os senadores ainda gastaram R$ 184,9 mil com aquisição de material de consumo para uso no escritório político, R$ 734,2 mil com a contratação de consultorias e assessorias para apoio ao exercício do mandato e R$ 555,8 mil com a divulgação da atividade parlamentar.

 Nenhum comentário

Justiça da Paraíba condena 40 ex-prefeitos e vereadores por improbidade administrativa.


Vladimir Chaves

O Tribunal de Justiça da Paraíba divulgou o segundo lote de sentenças referentes à improbidade administrativa. O lote conta com 68 ações julgadas, e dizem respeito aos processos relacionados à Meta 4 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

De acordo com o coordenador da meta, O juiz Aluízio Bezerra Filho, o grupo especial de juízes e assessores julgou 68 processos, dos quais, 40 réus foram condenados, 24 tiveram absolvições e 4 julgamentos foram referentes à embargos de declarações.

O objetivo da Meta 4, gerida, no âmbito do Judiciário estadual, pelo desembargador Leandro dos Santos, é identificar e julgar, até 31 de dezembro de 2015, 70% das ações envolvendo improbidade administrativa e crimes contra a administração pública, que foram distribuídas judicialmente até 31 de dezembro de 2012.

O magistrado assegurou, ainda, que esses resultados são diretamente direcionados a sociedade paraibana, que pode verificar a ocorrência da identificação e devida punição dos maus gestores. “A análise dos processos acarreta em perda de mandato e direitos políticos, pagamento de multas, além de outras penas”, asseverou Leandro dos Santos.

Veja a relação dos ex-prefeitos e vereadores que foram condenados:

01. Gilberto Muniz Dantas, ex-prefeito de Fagundes
02. Luciano Morais da silva, ex-prefeito de Salgadinho
03. Antônio Martiniano dos Santos, ex-prefeito de Assunção
04. Erivan Dias guarita, ex-prefeito de Monte Horebe
05. Juraci Pedro Gomes, ex-prefeito de Sossego
06. Maria Luiz do Nascimento Silva, ex-prefeita de Sobrado
07. Adão Luiz de Almeida, ex-presidente da Câmara de Tavares
08. Alessandro Alves da Silva, ex-prefeito de Pilõezinhos
09. João Bosco Nonato Fernandes, prefeito de Uiraúna
10. Maria Joaquina,Vieira, vereadora de Uiraúna
11. Geraldo Luiz de Araújo, vereador de Uiraúna
12. Francisco Alves Queiroz, vereador de Uiraúna
13. Maria dos Remédios Martins de Oliveira, vereadora de Uiraúna
14. Maria Dulcimar Rocha Duarte, vereadora de Uiraúna
15. Francisco Francinaldo da Silva, vereador de Uiraúna
16. Ricardo Jorge de Farias Aires, ex-prefeito de Cabaceiras
17. Antônio Medeiros Dantas, ex-prefeito de Cuité
18. Flávio Romero Guimarães, ex-Secretário de Educação de Campina Grande
19. Francisco Rosado da Silva, ex-prefeito de Nova Olinda
20. Edvardo Herculando de Lima, ex-prefeito de Lagoa Seca
21. Paulo da Cunha torres, ex-prefeito de Riachão
22. Alysson José da Silva Azevedo, ex-prefeito de Baraúna
23. José Severiano de Paulo Bezerra Silva, ex-prefeito de Tavares
24. João Bosco Cavalcante, ex-prefeito de Serra Grande
25. José Alencar Lima, ex-prefeito de Santana dos Garrotes
26. Edmislon Alves dos Reis prefeito de Teixeira
27. Elias Germano Queiroz, e vice-prefeito de Teixeira
28. Ernani de Sousa Diniz, ex-prefeito de Diamante
29. Francisco Umberto Pereira, ex-prefeito de Santana de Mangueira
30. João Luiz de Lacerda Júnior, ex-prefeito de Amparo
31. Jorge Urçulo Ribeiro Coutinho, ex-prefeito de Gurinhém
32. Euridíce Moreira da Silva, ex-prefeita de Itabaiana
33. José Benício de Araújo Filho, ex-prefeito de Pilar.

 Nenhum comentário

“Gabinete Rural” encurta distância entre vereador Galego do Leite e população


Vladimir Chaves

Cumprindo um compromisso de campanha de que asseguraria o exercício do seu mandato próximo da comunidade, o vereador Galego do Leite (PMN) mantém desde 2013 o projeto “Gabinete Rural”, que consiste em atender pessoalmente a população da zona rural de Campina Grande, para ouvir as demandas, pleitos e sugestões em geral da comunidade.

“A principal função é, realmente, manter essa proximidade. Eu sou um vereador acessível, como não poderia ser diferente, mas, às vezes, fica difícil para um trabalhador ou uma trabalhadora da zona rural ter que se deslocar até Campina Grande, para nos procurar. Assim, encurtamos essa distância garantindo nossa presença junto à comunidade”, explicou o vereador.

O “Gabinete Rural” funciona na comunidade Queimada da Ema, distrito de Catolé de Boa Vista, sempre na última sexta-feira do mês. Além de receber a população, Galego do Leite se desloca pela região, indo até as casas das pessoas que solicitam sua presença. “Não é um gabinete estático. A gente vai aonde somos chamados, conversamos, ouvimos atentamente a população”, conta o parlamentar.

Uma das principais demandas apresentadas a Galego do Leite no “Gabinete Rural” era a obra da rodovia PB 138, já executada pelo governo estadual. Atualmente, segundo o parlamentar do PMN, as reivindicações giram em torno de perfuração de poços, construção de cisternas, limpeza de açudes, manutenção das estradas vicinais, instalação de passagens molhadas e suporte do carro-pipa. Todas as solicitações são encaminhadas aos poderes públicos.


“Estar junto da população, dos amigos da zona rural, é algo que, na verdade, faz parte da minha rotina, do meu dia a dia. O ‘Gabinete Rural’ é um projeto específico, mas eu sempre estou disponível e jamais me distanciei nem vou me distanciar do ambiente onde sempre estive e das pessoas com quem sempre convivi”, complementou Galego do Leite.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

 Nenhum comentário

Exemplo: “Sítio São João” não utilizará água de Boqueirão durante o período junino.


Vladimir Chaves

O “Sítio São João” uma das maiores atrações turísticas do “Maior São João do Mundo” em Campina Grande, não utilizará água do Açude de Boqueirão, durante as festividades juninas.

A iniciativa tem recebido elogios dos campinenses que enfrentam uma ameaça de colapso no abastecimento de água da cidade, já que o manancial que fornece água para o município (Açude de Boqueirão), encontra-se com pouco mais de 19% da sua capacidade de armazenamento.

A diretoria do arraial alugou um tanque com capacidade de 12 mil litros, que será abastecido por carros pipas. Estudos estão sendo feitos para saber da viabilidade da perfuração de um poço.

“Não seria politicamente correto usarmos a água da Cagepa em um momento tão grave” disse João Dantas, vereador e diretor do arraial.

O Arraial Sítio São João, foi idealizado pelo dramaturgo João Dantas,  e durante o “Maior São João do Mundo”, é visitado por milhares de turistas. O local é uma montagem cenográfica que relembra um vilarejo rural do século XIX, e oferece atrações musicais e pratos regionais.

 Nenhum comentário

Prefeito Romero Rodrigues desapropria terreno da Energisa e assegura moradia de 500 famílias.


Vladimir Chaves

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, assinou na manhã desta sexta-feira, 22, no bairro do Belo Monte, o Decreto 4.166, declarando de interesse social para fins de desapropriação toda a faixa de terra de domínio da rede da Energisa, que avança entre as comunidades do Belo Monte, Jardim Europa, Jardim América e Nova Brasília. A iniciativa garante moradia para mais de 500 famílias, ameaçadas de sair do local por conta de uma decisão judicial que determinava a demolição das suas casas. “Estamos adquirindo a área e, em seguida, haverá a sua doação a todos os moradores”, assegurou o prefeito.

O drama dos moradores surgiu quando uma ação judicial pediu a desocupação da área onde mais de 500 habitações foram edificadas ao longo de nove anos de forma irregular. Essas casas estão localizadas sob uma linha de alta tensão de domínio da companhia de eletricidade Energisa. Por conta disso, o Poder Judiciário determinou a demolição das unidades e a retirada de todas famílias. Mas após uma audiência na 4ª Vara da Fazenda Pública, no dia 16 de março, foi concedido um prazo de 150 dias para que os moradores buscassem uma solução.

Assim que houve a decisão judicial, a população buscou apoio do prefeito Romero Rodrigues para que fosse encontrada uma solução para o caso. Houve, então, uma reunião na capela da comunidade, durante o período da “semana santa”, quando o prefeito assumiu o compromisso de buscar uma saída.

Também foi firmado um convênio entre a PMCG e a Energisa para o deslocamento e modernização da rede de energia do setor, num investimento que será da ordem de R$ 800 mil, tendo aquela empresa sido representada pelo diretor Alexandre Suassuna.

Em seu discurso, o prefeito informou ainda que enviará à Câmara Municipal um projeto de lei para “desafetar” a área, possibilitando a doação individual dos terrenos onde hoje residem os moradores do setor.


As comunidades beneficiadas manifestaram a sua gratidão ao prefeito. Por isso, a solenidade foi marcada por uma série de pronunciamentos de agradecimento, tendo falado o padre João Barbosa (pároco do Sagrado Coração de Jesus); líderes comunitários Edvaldo Belo (do Belo Monte), Albanita Almeida (Clube de Mães de Nova Brasília), Evandro Júlio (Sab de Nova Brasília) e Cleonice Gomes (Clube de Mães do Belo Monte).

 Nenhum comentário

Saúde: Deputado diz que falta competência, responsabilidade e planejamento na gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PT).


Vladimir Chaves

Por falta de uma gestão eficiente a população de João Pessoa, voltou a ser penalizada. Desta vez, o descaso atingiu o já precário serviço de saúde pública da Capital. Segundo o deputado federal Wilson Filho (PTB), à falta de responsabilidade da gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PT), levou o Ministério da Saúde, a suspender os repasses financeiros de 120 unidades de equipes de saúde da família (PSF). 

“Ontem o Ministério da Saúde suspendeu o pagamento de 120, equipes de saúde da família, porque a Prefeitura de João Pessoa, há três meses não alimenta o sistema com os dados que permitem que o Governo Federal faça o pagamento” denunciou o deputado.

De acordo com Wilson Filho, falta planejamento, competência e responsabilidade ao prefeito Luciano Cartaxo, para gerir uma cidade de quase um milhão de habitantes.

“Indignação, essa é a palavra que reflete o sentimento de todos nós pessoenses com mais essa atitude que prova a falta de planejamento e gestão do Prefeito Cartaxo. Lamento muito esta situação criada pela falta de responsabilidade na gestão da saúde de João Pessoa. Vou até o Ministério pedir um treinamento para os gestores de saúde da Capital. Não podemos ter recursos suspensos, ainda mais nos dias de hoje onde temos leis para que haja a transparência da aplicação do dinheiro que é pago por todos nós” disse.

 Nenhum comentário

Deputada comunista quer limitar em 20% as programações religiosas na TV


Vladimir Chaves

A deputada Jandira Feghali (PCdoB), desenterrou um Projeto de Lei de 1991, que proíbe as emissoras de televisão de transmitirem mais que 20% de sua programação com programas religiosos.

O projeto de lei estava arquivado no Senado depois de passar duas décadas em discussões.


Confira integra do Projeto de Lei 1441/2015:

quinta-feira, 21 de maio de 2015

 Nenhum comentário

Racionamento: Cagepa decide poupar a pouca água que resta em Boqueirão


Vladimir Chaves

Açude de Boqueirão
Com mais de seis meses de atraso, finalmente a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), percebeu que é preciso poupar a pouca água que resta no Açude Epitácio Pessoa (Açude de Boqueirão) devendo anunciar nos próximos dias o aumento do racionamento de água para Campina Grande e os 18 municípios que são abastecidos pelo Açude de Boqueirão.

A decisão foi tomada durante reunião da Comissão Especial de Acompanhamento Sobre a Gestão das Águas (Ceasga) do Ministério Público da Paraíba.

“Estamos saindo desta reunião com uma definição racional do problema. Chegamos a resultados objetivos, garantindo e dando uma segurança maior à população que sofre com a escassez de água”, disse o procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora.

Atualmente, o Açude de Boqueirão encontra-se com pouco mais de 19% da sua capacidade de armazenamento. Desde dezembro do ano passado que a Cagepa adota um racionamento paliativo, suspendendo o fornecimento de água por apenas 16 horas. O novo racionamento deve ser de 60 horas, atingindo uma população de um milhão de habitantes.

 Nenhum comentário

Brasil despenca no ranking mundial de capital humano


Vladimir Chaves

O Fórum Econômico Mundial divulgou o seu mais recente ranking de capital humano, organizado a partir de um índice que mede como 124 economias estão desenvolvendo e aplicando seus recursos de pessoal de forma produtiva ao longo do tempo. De acordo com o novo ranking, o Brasil caiu 21 posições e foi do 57º para o 78º lugar. Para organizar a lista, o Fórum Econômico Mundial leva em conta 46 indicadores em 2 eixos: aprendizado (participação e qualidade da educação formal e do treinamento no local de trabalho) e emprego (coisas como nível de desemprego e subemprego, participação feminina e composição da força de trabalho).

Entre os fatores que puxam a performance brasileira para baixo estão a baixa qualidade da educação primária, entre as 16 piores do ranking (109ª posição), e a taxa de jovens que saem do ensino básico com habilidades mínimas (91º lugar). O que ajuda o Brasil são as taxas de desemprego moderadas para a população entre 25 e 64 anos (entre as 40 mais baixas do mundo) e a qualidade do treinamento dentro das empresas (39º lugar). Na comparação da América Latina, o Brasil está atrás de Bolívia (73º) e Paraguai (75º) e na frente de Venezuela (91º) e Honduras (96º). Os líderes da região são Chile (45º), Uruguai (47º) e Argentina (48º). Entre os BRICS, estamos atrás de Rússia (26º) e China (64º) e na frente de Índia (100º) e África do Sul (92º). De acordo com o relatório, o Brasil é um dos países onde “os realizadores de negócios acham difícil encontrar pessoal qualificado”.

O primeiro colocado no ranking do Fórum Econômico Mundial é a Finlândia, seguida da Noruega, da Suíça, do Canadá, do Japão e da Suécia.

 Nenhum comentário

Oposição vai ingressar com ação criminal contra a presidente Dilma.


Vladimir Chaves

Lideres dos partidos de oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT), reunidos na tarde de hoje (21), em Brasília, decidiram ingressar na Procuradoria Geral da República com uma ação por crime comum contra a Presidente da República.

A ação sustenta-se nas denuncias feita pelo Tribunal de Contas da União, de que o governo teria praticado as chamadas “pedaladas fiscais”, que consiste em crimes contra as finanças públicas e falsidade ideológica.

“A ação conjunta das oposições reforça esse movimento que busca reparar os enormes danos que os governos do PT vêm causando ao país” disse o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves.

 Nenhum comentário

‘Não vamos mais dar dinheiro para quem rouba o povo’ senador Cássio Cunha Lima.


Vladimir Chaves

“Não vamos mais dar dinheiro a um Governo que insiste em roubar o povo brasileiro”, sentenciou da tribuna, o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), ao discutir a MP 665/2014, que altera as regras do seguro-desemprego, abono salarial e seguro-defeso. O Plenário decidiu que a votação dessa Medida Provisória ocorrerá na próxima terça-feira (26).

Ao declarar que o PSDB não irá apoiar essa proposta, que prejudica o trabalhador brasileiro, Cássio disse que a má gestão do governo do PT levou o Brasil a viver uma situação caótica no cenário econômico, com quadro recessivo, queda do emprego e a volta da inflação.

“A bancada de sustentação do governo vem defender o indefensável, porque, se tivermos o mínimo de respeito aos nossos eleitores, se tivermos a menor consideração que seja ao voto que recebemos para que aqui estejamos, defendendo os nossos Estados, é óbvio que vamos votar contra essas medidas”, afirmou Cássio.

 Nenhum comentário

Presidente da AESA sugere que Campina Grande utilize as águas do Açude Velho e Bodocongó.


Vladimir Chaves

Durante a reunião extraordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba, organizada pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba – AESA – e que contou com a presença da Agência Nacional das Águas –ANA – para discutir a grave situação do Açude Epitácio Pessoa, responsável pelo abastecimento de Campina Grande e mais 19 municípios, pouco se acrescentou e o encontro resumiu-se a discursos vazios, cansativos onde quase todos fizeram uma meia culpa sem apresentar alternativas para os que dependem do precioso líquido do Açude de Boqueirão (um milhão de paraibanos).

A surpresa ficou por conta da sugestão do presidente da AESA, João Fernandes, que sugeriu que a cidade de Campina Grande, utilize como alternativa para crise hídrica que enfrenta a utilização das águas do Açude Velho, Bodocongó e Zé Rodrigues.

Segundo João Fernandes, Campina Grande está permitindo a evaporação das águas desses mananciais que poderiam ser melhor utilizadas. “Nós temos que dá uma destinação mais inteligente, mais racional, por que é que não podemos usar as águas de Bodocongó, do Açude Velho e do José Rodrigues? que dizem que não é uma água muito boa mas, trata-se na captação e faz um tratamento bem feito da água que eu garanto que fica água potável”

A reunião aconteceu no dia de ontem (20), no Colégio Estadual da Prata.

 Nenhum comentário

UM BILHÃO: Câmara aprova construção do shopping dos deputados; Veja os votos dos deputados da Paraíba.


Vladimir Chaves

A Câmara dos Deputados aprovou por 273 votos a 184, uma emenda a uma medida provisória do ajuste fiscal que viabiliza a construção de um shopping para os deputados em um novo anexo. Promessa do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), o prédio tem custo estimado em cerca de R$ 1 bilhão e abrigará gabinetes, lojas e vagas de estacionamento.

Para o líder do Psol, Chico Alencar (RJ), a questão real são os interesses em jogo, em torno do negócio de R$ 1 bilhão, as empresas que comporão a parceria público-privada e as lojas comerciais a serem exploradas. “Entraremos na justiça contra esse esbulho. Vários parlamentares compartilham da nossa indignação”, escreveu Alencar em sua página no Facebook.

Deputados da Paraíba que votaram favorável a construção do shopping:
Damião Feliciano – SIM
Hugo Mota – SIM
Manoel Junior – SIM
Veneziano Vital do Rêgo – SIM
Aguinaldo Ribeiro – SIM
Wellington Roberto – SIM
Rômulo Gouveia – SIM
Wilson Filho – SIM
Benjamim Maranhão - SIM

Deputados que votaram contra a construção do shopping.
Pedro Cunha Lima – NÃO
Luiz Couto – NÃO

Obs: Efraim Filho não participou da votação.



 Nenhum comentário

Anísio Maia afirma que alguns deputados paraibanos fazem marketing com a miséria dos atingidos pela seca.


Vladimir Chaves

O deputado estadual Anísio Maia (PT), voltou a defender a criação do Fundo Permanente de Combate aos Efeitos da Seca, ao tempo que criticou os deputados federais da Paraíba, que segundo ele não mostram disposição política para trabalhar por ações eficazes que tragam soluções de convivência com os efeitos da seca. De acordo com ele alguns deputados da Paraíba estão usando o sofrimento dos paraibanos para si promoverem politicamente.

“Temos que enterrar a indústria da seca, mas muitos parlamentares federais de nossa bancada preferem fazer uso do marketing pessoal em torno de ações para captar verbas irrisórias”, declarou Anísio.

Ele lamentou ainda a falta de união da classe politica em torno de um projeto comum que promova o bem estar daqueles que sofrem com o efeito da seca. Segundo Anísio Maia, muitos dos deputados buscam “miudezas”, “migalhas” do governo federal.  

“Vi notícia sobre um deputado que comemorava a promessa da liberação de R$ 19 milhões pelo Ministério da Integração Nacional para combate à seca na Paraíba. É isso que a gente quer? É dessa forma que a gente deve tratar as ações emergenciais? Através de benesses? Através da bondade de um ministro? Através de migalhas?”, indagou o petista, numa referência ao deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), que recentemente anunciou com pompas a liberação de 19 milhões por parte do Ministério da Integração Nacional.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

 Nenhum comentário

Prefeitura de Campina Grande anuncia construção de 50 barragens subterrâneas.


Vladimir Chaves

As comunidades rurais de Campina Grande serão beneficiadas com um programa de barragens subterrânea. De acordo com o secretário de Agricultura do município, Fábio Medeiros, serão implantadas, inicialmente 50 barragens. A iniciativa foi determinada pelo prefeito Romero Rodrigues, levando-se em conta a necessidade de melhoria das condições de vida e de trabalho do homem do campo, sobretudo neste momento de grave crise hídrica regional.

Segundo o secretário, o projeto a ser executado será o maior programa de construção de barragens subterrâneas da história da cidade com recursos próprios. A previsão é de um investimento inicial de aproximadamente R$ 80 mil.

A meta da Secretaria de Agricultura é implantar pelo menos 15 barragens em cada distrito de Campina Grande, beneficiando as comunidades dos distritos de São José da Mata, Galante e Catolé de Boa Vista. O distrito do Marinho, com menor população também será contemplado com pelo programa, uma vez que a ordem do governo Municipal é atender indistintamente a todas as áreas da zona rural campinense.


Além das barragens subterrâneas, o prefeito Romero Rodrigues, tem como meta a perfuração de poços artesianos, ampliação do programa de cisternas e campanhas educativas para o uso racional da água.

 Nenhum comentário

Renato Gadelha apela para que Ricardo Coutinho reveja a decisão de não ajudar “O Maior São João do Mundo”.


Vladimir Chaves

O líder da oposição, deputado estadual Renato Gadelha (PSC), usou a tribuna do Plenário José Mariz para solicitar ao governo do estado que reveja ato do poder executivo que suspendeu por 60 dias ajudas para festas e eventos na Paraíba.

Renato argumentou que a decisão do governador atinge diretamente o “Maior São João do Mundo”, em Campina Grande. “Apelo à Sua Excelência que repense esta decisão. Não se pode discriminar desta forma o maior evento em número de público do país e faz parte do nosso calendário turístico, além de atrair público de todo o Brasil e de outros países” disse.

O deputado lembrou a exposição gerada pela festa de Campina Grande e a cobertura que a grande mídia tem realizado. “Tudo isso movimenta a cidade e gera uma grande receita para o município. Em Campina, o São João gera mais negócios e receitas que o Natal”.

Gadelha afirmou que “as festividades dignificam a nossa cidade e toda a Paraíba e é comparada às grandes festas internacionais. Por tudo isso, espero que o governador se sensibilize e reveja essa decisão, podendo apoiar, de forma decisiva, este evento que é marca registrada de Campina Grande e da nossa gente”.

 Nenhum comentário

Imprensa nacional divulga os nomes dos 30 deputados federais mais ricos do Brasil, dois são da Paraíba.


Vladimir Chaves

O Portal Terra publicou matéria listando os 30 deputados federais mais ricos do Brasil, dentre os milionários dois são paraibanos; o deputado Aguinaldo Ribeiro (21º) e Wilson Filho (25º).

Confira os 30 deputados federais mais ricos do Brasil:

1º- Edmar Arruda (PSC-PR) - Patrimônio total declarado: R$ 21.573.936,04.

2º- Magda Mofatto (PR-GO) - Patrimônio total declarado: R$ 20.972.443,86

3º- Afonso Motta (PDT-RS) Patrimônio total declarado: R$ 19.035.011,69

4º-
Felipe Maia (DEM-RN) Patrimônio total declarado: R$ 15.488.385,08

5º-
Sergio Zveiter (PSD-RJ) Patrimônio total declarado: R$ 14.957.047,28

6º-
Jorge Côrte Real (PTB-PE) Patrimônio total declarado: R$ 14.449.563,79.

7º- Marinaldo Rosendo (PSB-PE) Patrimônio total declarado: R$ 13.026.174,80.

8º-
Dilceu Sperafico (PP-PR) Patrimônio total declarado: R$ 12.246.244,09

9º-
Felipe Carreras (PSB-PE) Patrimônio total declarado: R$ 11.707.580,13

10º-
Leopoldo Meyer (PSB-PR) Patrimônio total declarado: R$ 11.009.212,61

11º
- Carlos Gaguim (PMDB-TO) Patrimônio total declarado: R$ 10.346.563,22

12º- Bonifácio Andrara (PSDB-MG) Patrimônio total declarado: R$ 9.048.176,68

13º- Izalci (PSDB-DF) Patrimônio total declarado: R$ 8.903.714,51

14º- Celso Maldaner (PMDB-SC) Patrimônio total declarado: R$ 8.316.425,28

15º-
Luiz Carlos Heinze (PP-RS) Patrimônio total declarado: R$ 7.813.656,75

16º- Cesar Souza (PSD-SC) Patrimônio total declarado: R$ 7.340.459,92

17º-
Leonardo Picciani (PMDB-RJ) Patrimônio total declarado: R$ 7.259.014,81

18º-
Jorge Boeira (PP-SC) Patrimônio total declarado: R$ 5.937.214,98

19º-
Arolde de Oliveira (PSD-RJ) Patrimônio total declarado: R$ 5.933.267,70

20º- Jovair Arantes (PTB-GO) Patrimônio total declarado: R$ 5.898.908,01

21º- Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) Patrimônio total declarado: R$ 5.890.360,73

22º- Irajá Abreu (PSD-TO) Patrimônio total declarado: R$ 5.750.552,90

23º- Adilton Sachetti (PSB-MT) Patrimônio total declarado: R$ 5.687.705,96

24º-
Gonzaga Patriota (PSB-PE) Patrimônio total declarado: R$ 5.641.880,68

25º- Wilson Filho (PTB-PB) Patrimônio total declarado: R$ 5.611.270,23

26º Elcione (PMDB-PA) Patrimônio total declarado: R$ 5.173.997,99

27º- Heraclito (PSB-PI) Patrimônio total declarado: R$ 5.161.172,12

28º-
Fabio Faria (PSD-RN) Patrimônio total declarado: R$ 5.064.671,50

29º-
César Messias (PSB-AC) Patrimônio total declarado: R$ 4.425.700,00


30º-
André Figueiredo (PDT-CE) Patrimônio total declarado: R$ 4.344.667,78

 Nenhum comentário

“Presidente Dilma, pega esse dinheiro gasta na saúde e na educação dos nossos filhos” Quilombola Zumira Cirino.


Vladimir Chaves

As redes sociais têm funcionado cada vez mais como uma “válvula de escape” para o registro da indignação do povo brasileiro que já não acredita na classe politica do país. E o acesso a essa importante ferramenta da tecnologia já chega aos recantos mais longínquos e esquecidos pelos governantes.

Um exemplo disso vem do Quilombo Serra Feia, localizado no pequeno município de Cacimbas, na Paraíba, distante 300 km de João Pessoa. Onde a quilombola Zumira Cirino, em um vídeo desabafa sua indignação contra o descaso do prefeito da cidade, Léo Terto, e as falsas promessas da presidente Dilma Rousseff.

No vídeo ela denuncia que a água da comunidade está sendo contaminada por carcaças de animais jogadas no leito no manancial, citando o prefeito de Cacimbas, Léo Terto, ela reclama que as máquinas do PAC, não estão servido a comunidade como deveria

O maior desabafo é contra presidente Dilma Rousseff, sentindo-se enganada ela reclama das falsas promessas da presidente.

“Quero saber presidente Dilma, porque a gente está passando por tantas dificuldades, quero saber porque a senhora  prometeu e não tá cumprindo com o que prometeu com o povo brasileiro, a senhora prometeu que ia tirar a miséria do Brasil, a senhora colocou mais miséria no Brasil, a senhora prometeu que não ia faltar pão na mesa dos brasileiros, a senhora tirou o pão da mesa dos brasileiros, a senhora prometeu na corrupção e a corrupção tá aumentando presidente Dilma, nós estamos virando escravo” desabafa Zumira


Confira o vídeo da senhora Zumira Cirino: 


 Nenhum comentário

CMCG: Sessão Especial buscará soluções contra fechamento da ALA pediátrica da FAP


Vladimir Chaves

Diante da ameaça de fechamento da Ala Infantil do Hospital da FAP, (Fundação Assistencial da Paraíba), os vereadores, Antônio Alves Pimentel Filho e Alexandre do Sindicato, apresentaram requerimento em conjunto, solicitando a realização de uma Sessão Especial, com o objetivo de debater e tentar intermediar a grave crise.

Segundo o vereador Presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Pimentel Filho, dada a gravidade do problema a Sessão Especial será agendada na manhã desta quarta-feira (20).

”O que esta Casa quer, é ajudar, abrir caminhos e portas, para que os problemas sejam solucionados, pois a FAP, iniciou sua história de atendimento humanizado para a população de Campina Grande, através do atendimento pediátrico, então, desta forma, pelo respeito histórico que esta Casa Legislativa tem, trataremos este problema com toda isenção e responsabilidade, para descobrir a verdade e consequentemente unir forças para que a decisão seja anulada pelos diretores daquela unidade hospitalar” disse Pimentel Filho.

Da mesma forma, o vereador Alexandre do Sindicato, considerou como imprescindível esta mediação da Câmara, entre o Município e o Hospital, para que a população campinense não fique completamente desamparada com este fechamento.

“Caso este fato lamentável e temerário ocorra, prejudicará fatalmente o atendimento pediátrico em nossa cidade, através da sobrecarga dos hospitais da Criança e Clipse, que mesmo com o apoio da FAP, ainda vivem lotadas de crianças” alertou Alexandre do Sindicato.

 Nenhum comentário

Câmara dos Deputados aprova aumento da tributação de produtos importados.


Vladimir Chaves

Dando sequencia a politica de subserviência ao Governo Federal, a Câmara dos Deputados, aprovou mais uma Medida Provisória editada pela presidente Dilma Rousseff. Desta vez a MP 668/15, que aumenta a tributação sobre produtos importados.

Por 323 votos a 125 e 5 abstenções os deputados aprovaram o texto base, de autoria do deputado Manoel Junior (foto), que aumenta as alíquotas de duas contribuições que incidem sobre as importações, o PIS/Pasep-Importação de 1,65% para 2,1% e a Cofins-Importação de 7,6% para 9,65%.

Quatro destaques que buscavam mudar o texto também foram derrotados pelos aliados da presidente Dilma Rousseff. Um dos destaques pretendia excluir o aumento da tributação sobre os produtos farmacêuticos (medicamentos a granel, soros, derivados de sangue, contraceptivos). O aumento da tributação deve 
majorar o preço dos medicamentos em 6,5%.

Haverá aumento ainda de vários tipos de produtos como: de perfumaria, toucador e de higiene (perfumes, xampu, escova de dente), alimentos como peixes e carnes e até produtos minerais e químicos, plásticos, borrachas, vidros e outros.

Com o reajuste dos tributos, o Governo Federal prever uma arrecadação extra de R$ 694 milhões em 2015 e de R$ 1,19 bilhão anualizada.

Confira os votos dos deputados da Paraíba.

Efraim Filho (DEM) – Não votou.
Damião Feliciano (PDT) – SIM.
Hugo Mota (PMDB) – SIM.
Manoel Junior (PMDB) – SIM
Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) – SIM.
Aguinaldo Ribeiro (PP) – SIM.
Wellington Roberto (PR) – SIM
Rômulo Gouveia (PSD) – SIM
Pedro Cunha Lima (PSDB) – NÃO.
Luiz Couto (PT) – SIM
Wilson Filho (PTB) – SIM
Benjamim Maranhão (Solidariedade) – NÃO.

 Nenhum comentário