PMJP: Aberta a temporada de “caça” aos comissionados aliados de Agra.


Vladimir Chaves

Ao que parece a prefeitura de João Pessoa abriu a temporada de caça aos aliados do ex-prefeito Luciano Agra (PEN) e até mesmo dos militantes do PPS, partido presidido pelo atual vice-prefeito da Capital, Nonato Bandeira.

O blog tomou conhecimento que dezenas de servidores comissionados da prefeitura de João Pessoa, tiveram esse mês uma infeliz surpresa no momento que receberam seus contracheques. Segundo a fonte, sem nenhum aviso prévio, houve um corte linear de 30% nos vencimentos dos comissionados, e que a justificativa da prefeitura seria a de que houve erro no sistema.

Ainda de acordo com a fonte, alguns comissionados com salários de R$ 1.500,00, tiveram seus proventos reduzidos para R$ 800,00. “Cortaram e nem me avisaram, sabemos que o corte foi feito nos salários dos servidores que vieram da gestão passada, sei que é para forçar o nosso pedido de demissão, quero saber onde fica o dialogo desse governo.” lamentou o servidor.

O blog foi informado ainda, que no dia de ontem (14), o secretário adjunto da Secretária de Comunicação, Fábio Barros, foi exonerado e que o cargo fazia parte da cota do PPS, partido do vice-prefeito. 

Vladimir Chaves

sábado, 15 de março de 2014

 Nenhum comentário

Líder do PMDB na Câmara diz que depois de ser “agredido” pelo PT agora é alvo da “máquina” petista.


Vladimir Chaves

O tempo voltou a esquentar entre o líder do PMDB na Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha, e o Partido dos Trabalhadores, via redes sociais o deputado afirmou que foi agredido pelo PT, e por ter reagido, agora passou a ser alvo “máquina” petista.

“Fui agredido pelo PT, reagi, passando a ser mais agredido pela máquina deles, de todas as maneiras tentam colocar mentiras como verdades” denunciou o parlamentar.

Em postagens feitas no seu Twitter, ele diz que a bancada do PMDB na Câmara Federal abriu mão de indicar nomes para os ministérios e que o partido não pediu cargo ao governo. Cunha insinua ainda, que a matéria ( House of Cunha) publicada na edição de 14.03.2014 da Revista Isto É, foi feita a pedido do PT, com o objetivo de agredi-lo moralmente, que se trata uma matéria mentirosa e que não foi ouvido pelos jornalistas responsáveis pela matéria.


Confira as postagens:


Confira a matéria da Revista Isto É:

 Nenhum comentário

Deputado Wilson Filho cobra atenção do Governo Federal para o iminente colapso no abastecimento de água na Paraíba.


Vladimir Chaves

O deputado federal Wilson Santiago Filho (PTB), voltou a cobrar providencias do Governo Federal para a grave crise no abastecimento de água dos paraibanos. No sertão cidades como a de Cajazeiras (60 mil pessoas), a população vive momentos de penúria, o Açude de Engenheiro Ávido, responsável pelo abastecimento da cidade encontra-se com apenas 12% de sua capacidade, já o Açude Epitácio Pessoa (Açude de Boqueirão) que abastecesse Campina Grande e mais 23 municípios (um milhão de pessoas) está com 33,2% de sua capacidade, mas apenas 17,2% desta água servem para o consumo humano.

As criticas do deputado, deve-se ao desleixo do Governo Federal para com o problema não só da Paraíba, mas de todo o Nordeste. Segundo Wilson Filho, já passou da hora do governo oferecer uma atenção ao Nordeste.

“O Nordeste e a Paraíba tem que se tornarem prioridade também, corremos sério e real risco de não termos água em mais de 100 cidades paraibanas. Temos que agir! Estamos em situação de emergência há três anos” disse o deputado.

Para o deputado falta vontade politica do Governo Federal, para solucionar o problema dos nordestinos, citando os 12 bilhões que o governo está investindo no setor elétrico e quase nada para o problema da seca.

“12 bilhões de investimento para o setor elétrico, isso é uma prova de que quando se quer se faz, ninguém em Brasília está vendo essa nossa situação! E ainda vão aumentar os nossos impostos... Parece brincadeira.” Desabafou Wilson Filho.


Vladimir Chaves

 Nenhum comentário

Professora faz desabafo contra paralisação de 3 dias nas escolas.


Vladimir Chaves

Uma carta aberta de autoria de uma professora da rede estadual de educação do Rio Grande do Sul, está circulando nas redes sociais e tem recebido centenas de elogios. Na carta a professora Carla Sotero, faz um desabafo contra a paralisação de três dias, ao tempo que faz uma declaração de amor a profissão e compromisso com a educação e seus alunos.

Confira a integra da carta:
“Odeio…odeio quando falam de forma generalizada da classe dos professores estaduais.

Faço parte deste grupo por opção, e não por obrigação. E o dia em que eu estiver descontente, aborrecida, procurarei outra forma de me realizar, afinal, com todas as mazelas, me qualifiquei muito pra fazer o que faço.

E me realizo muito, acreditem…acho que por isso faço muito bem, e assumo sem vaidade.

Na atual conjuntura, não vejo esta paralisação ou greve, como queiram chamar o movimento, como oportuna.

Eu ainda nem conheço ao menos meus alunos deste ano que, por óbvio, não têm culpa alguma de fazermos parte de um contexto histórico onde não tivemos, até o presente momento, um sindicato que pudesse nos representar à altura de uma modificação fundamentada.

Trazemos nas costas um Plano de Carreira elaborado em pleno regime militar, retrógado e engessado.

Tudo evolui: a medicina, a engenharia, as artes… mas muitos educadores ainda estão enraizados numa situação perdida e passível urgentemente de modificação. E os educadores modificam ou não a educação.

Nosso plano de carreira deve ser reformulado, como as leis, as normas, as estradas, os viadutos, a comunicação… enfim, tudo que careça de um estudo sensato e focado no melhor de cada área.

Não farei greve pra concordar com um grupo que não pensa no coletivo, mas apenas em seu umbigo prestes a aceitar algum beneficio.

Não farei greve onde houverem representantes de um governo caótico e perdido, em que de um lado se luta e de outro se comemora alianças.

Não farei greve enquanto meu compromisso maior são seres humanos, em especial num espaço de vulnerabilidade social onde minha presença e ação vai muito além um estático conteúdo.

Não farei greve enquanto conhecer as famílias e saber que, se não estiverem na escola, seus filhos ficarão à margem de uma realidade sem proteção e alimento.

Não farei greve enquanto eu aceitar ser professora… ser responsável, a cada dia, pela construção de uma rua, de um bairro, de uma cidade melhor.

Não farei greve com base na decisão de uma minoria.

Não farei greve enquanto eu ver que, cada dirigente de sindicato, usa os professores para degrau político.

Não farei greve até que me mostrem uma saída melhor, que não seja a de prejudicar tantos e tantos sujeitos em desenvolvimento.

Me desculpem, mas não me colocarei como peça de manobra.

E vejam, em momento algum me vitimizo, em momento algum acuso alguém. Somente me posiciono face à história, face às minhas escolhas.

sabem o quanto sou autêntica e transparente.

Se forem participar de deste ou de outro movimento, desejo sorte.

Se também encontrarem outra forma de mudar este quadro complexo, sem prejudicar meu objetivo maior que é o aluno em sala de aula…contem comigo.

Também não peço desculpas se alguém se sentir ofendido…todos me conhecem e sabem o quanto respeito o sentimento e ideia do outro.

Só por favor me deixem ser o que sou… e segunda-feira estarei em sala de aula sim, pois para os meus alunos, em pleno início de período letivo eu digo…SIM!

Carla Sotero
com muito orgulho Professora de Educação Física

com muita luta,  Mestre em Educação.

 Nenhum comentário

Presidente do PT vai a Caracas prestar solidariedade ao ditador da Venezuela


Vladimir Chaves

Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende o diálogo entre Nicolás Maduro e a oposição e Dilma Rousseff tenta intermediar uma negociação, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, embarca na sexta-feira, 14, para Caracas como integrante de um grupo que classifica o atual momento da Venezuela como obra da "violência fascista" de "setores minoritários da extrema direita" e acusa os EUA de "agressões políticas" contra Caracas.


Falcão e a secretária nacional de Relações Institucionais do PT, Monica Valente (mulher do ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares), fazem parte de uma comitiva do Foro de São Paulo que se encontrará com Maduro e com o chanceler venezuelano, Elías Jaua, no sábado, em Caracas, para prestar solidariedade ao governo chavista.


sexta-feira, 14 de março de 2014

 Nenhum comentário

Comissão Permanente de Educação da CMCG visita obras de reforma do Colégio Estadual Severino Cabral.


Vladimir Chaves

A Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal de Campina Grande esteve na manhã de hoje (14), inspecionando as obras de reforma do Colégio Estadual de Ensino Médio Severino Cabral. A inspeção deu-se em virtude das denuncias de estudantes, professores e pais de alunos, de que as obras de reforma do educandário estavam abandonadas o que não permitiu o início do ano letivo de 2014.

Estiveram presentes os vereadores Miguel Rodrigues (presidente da Comissão), Vaninho Aragão e Hercules Lafit, que na oportunidade reuniram-se com professores e servidores da instituição, ouvindo reclamações e sugestões dos mesmos. Uma das reclamações foi a de que falta sintonia entre a equipe de governo com a escola, os professores esperam ainda que exista uma reforma de fato, para isso é preciso ampliar as dependências da escola com a construção de um estacionamento, ginásio coberto, ampliação e melhorias do refeitório e da cozinha.

Na oportunidade os vereadores comprometeram-se em intermediar uma reunião entre o vice-governador Rômulo Gouveia e a comunidade escolar, requerer a Mesa Diretora da Câmara uma audiência pública para tratar dos problemas da escola, solicitar ao prefeito Romero Rodrigues, a doação de um terreno que fica ao lado da escola, para ampliação do espaço da instituição.

Ainda na reunião o vereador Vaninho, informou que em contato com a Secretaria de Educação do Estado, foi comunicado que o ano letivo da escola terá inicio na próxima semana e que as aulas acontecerão provisoriamente no Colégio Estadual da Prata. 


ÁREA EXTERNA DA ESCOLA


REFEITÓRIO DA ESCOLA



 Nenhum comentário

CMCG irá sugerir que deputados e senadores façam “greve” em protesto a morosidade das obras de transposição das águas do São Francisco.


Vladimir Chaves

A Câmara Municipal de Campina Grande irá apreciar na próxima semana requerimento de autoria do vereador Lula Cabral (PRB), que sugere à bancada dos deputados federais e senadores paraibanos que realizem uma paralisação de dois dias no Congresso Nacional em protesto a morosidade das obras de transposição das águas do Rio São Francisco.

“Eu acho que o momento é de nos unirmos, independente da cor partidária devemos exigir respeito ao Nordeste, espero que essa Casa aprove e que os parlamentares atendam o nosso apelo” disse Lula Cabral.

No momento o vereador recebeu a solidariedade de vários parlamentares, o que leva a crer que o requerimento será aprovado na próxima semana. Dentre estes o vereador Bruno Cunha Lima (PSDB), que já antecipou seu voto.


“Que haja uma paralisação da bancada nordestina, porque enquanto estamos padecendo com o problema da seca o Governo Federal gasta dois bilhões no Porto de Mariel em Cuba, dinheiro brasileiro” desabafou Bruno.

 Nenhum comentário

Senado também aprova investigação da Petrobras


Vladimir Chaves

Por unanimidade, a Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado aprovou requerimento do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) para a criação de uma missão especial para acompanhar os deputados que irão à Holanda apurar as denúncias que envolvem a Petrobras.

“Como disse ontem [quarta-feira] no Plenário, eu tinha certeza de que meus colegas iriam aprovar o requerimento. No Senado temos a obrigação de fiscalizar atos do governo federal. As denúncias são graves e exigem nosso empenho, bem como o dos colegas deputados, que criaram uma Comissão Externa da Câmara para apurar as acusações que pesam contra a Petrobras”, disse Bauer.

O caso envolve denúncias de que a empresa holandesa SBM Offshore teria pago US$ 250 milhões, de 2005 a 2011, em propina. Deste montante, US$ 139 milhões teriam sido pagos a funcionários da estatal brasileira. A SBM Offshore, que aluga plataformas para companhias de petróleo, tem contratos com a Petrobras e já admitiu que uma investigação interna deverá apura tais práticas.

O presidente da CRE, senador Ricardo Ferraço (PMDB/ES), vai informar à Mesa do Senado a aprovação do requerimento ainda na tarde desta quinta-feira (13). Os nomes e a quantidade dos participantes ainda não foram definidos. Na opinião de Bauer, seriam suficientes de dois a três parlamentares. A decisão será tomada pela Comissão. Ferraço comentou que a tendência é esta, incluindo representantes da oposição e do governo.

quinta-feira, 13 de março de 2014

 Nenhum comentário

Ex-prefeito de João Pessoa fica preso em elevador e pede socorro pelas redes sociais.


Vladimir Chaves

A poucos instantes o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra, recorreu às redes sociais para pedir socorro depois de ficar preso em um elevador. Alegando que depois de dois apagões no Bairro de Manaíra, ele terminou preso no elevador do Edifício Rio Amazonas. 

confira a postagem: 


 Nenhum comentário

Verão sem chuvas aumentará nos próximos anos, diz Inpe


Vladimir Chaves

A falta de chuvas durante o verão se tornará cada vez mais frequente no Brasil  nos próximos anos, segundo o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Gilvan Sampaio. A razão é o aumento da temperatura em todo o globo terrestre, o que tende a potencializar a intensidade dos eventos climáticos no futuro. "Os extremos climáticos serão mais frequentes. Quando chove, chove com maior intensidade. O período seco será mais prolongado e intenso", diz Sampaio. Para o especialista, o setor elétrico brasileiro, cujo sistema que é predominantemente hidroelétrico, precisa estar preparado para lidar com as mudanças climáticas.

Mudanças climáticas — O aumento das temperaturas tem colocado em xeque uma máxima conhecida entre os especialistas em meteorologia de que, no Brasil, o verão é chuvoso e o inverno, seco. Em 2014, tem ocorrido o oposto, com o verão extremamente seco. A causa é um bloqueio atmosférico formado por uma massa de ar quente e seca, que tem impedido o avanço das frentes frias causadoras das chuvas.

De acordo com Sampaio, normalmente, esse sistema de alta pressão se forma no meio do oceano Atlântico. Porém, essa massa se posicionou mais próxima ao continente desta vez. Além de impedir as chuvas, o sistema de alta pressão se caracteriza por temperaturas elevadas, como pode ser observado nos sucessivos recordes de temperaturas registrados nas principais cidades brasileiras nas últimas semanas.

A ocorrência desse fenômeno gera o aumento da temperatura dos oceanos, intensificando o processo de evaporação. Com isso, nuvens mais profundas são formadas e, uma vez "furado" o bloqueio atmosférico, chuvas mais intensas ocorrem. No fim de semana passado, uma frente fria conseguiu superar a massa de ar quente e seca, ocasionando chuvas no Sul e no Sudeste.

Contudo, o especialista do Inpe afirmou que a massa de ar quente e seca voltará a ganhar força nas duas próximas semanas, elevando novamente as temperaturas. "A expectativa é que, em março, o bloqueio atmosférico se dissipe. Mas aí só estará restando um mês de chuvas", afirma.

A falta de chuvas, aliada ao consumo elevado de energia, contribuiu para reduzir significativamente o nível dos reservatórios das hidrelétricas. Os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste, o maior e mais importante do país, operam com 35,5% da capacidade, menor nível desde 2001.

Chuva e calor — Os modelos meteorológicos mostram uma mudança no comportamento das chuvas, segundo Sampaio. Em termos de volume, não há nenhuma alteração significativa, exceto no possível aumento das precipitações na região Sul (especialmente no Rio de Grande do Sul). Contudo, o que se projeta são chuvas cada vez mais intensas e concentradas, com longos períodos sem chuvas e temperaturas mais altas. "Episódios o como do Espírito Santo no fim do ano passado ou de Petrópolis há dois anos se tornarão cada vez mais comuns", comentou.

Sampaio afirmou que, com o aumento de temperatura, em regiões do país com alta disponibilidade hídrica, as chuvas tendem a ser cada vez mais fortes, tendo em vista a intensificação do processo de evaporação. Em regiões com menor disponibilidade hídrica, o movimento é o inverso e a tendência é de as secas se tornarem cada vez mais severas. "Além disso, observa-se que a frequência de dias e noites mais frias está diminuindo, enquanto está aumentando a frequência de dias e noites mais quentes", explica.

O aumento de temperatura também favorece a formação de bloqueios atmosféricos, como o observado atualmente. "A frequência de bloqueios como o atual pode aumentar, mas não sabemos qual o período de recorrência. Em vez de ocorrer, por exemplo, a cada quarenta anos, isso pode ocorrer a cada trinta anos, vinte anos ou dez anos. Não sabemos exatamente", diz o pesquisador do Inpe.

Sobre a situação atual, Sampaio afirma que os dados meteorológicos não apontam para a formação da chamada Zona de Convergência do Atlântico Sul, caracterizada por chuvas intensas e constantes. "Apostar que em março irá chover em nível suficiente para compensar a falta de chuvas em janeiro e em fevereiro é bastante arriscado. Não há nenhuma indicação de que está sendo formada essa zona de convergência, que faria chover por seis ou sete dias seguidos", afirma.




Fonte: Exame.

 Nenhum comentário

Prefeitura de Campina Grande fará consulta pública sobre Plano Municipal de Resíduos Sólidos


Vladimir Chaves

A Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), realizará nesta sexta-feira, 14, uma audiência pública com a população campinense e representantes da sociedade civil organizada, para discussão da versão preliminar do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. A audiência acontecerá às 8h30 no auditório da Vila do Artesão, localizado na Avenida Almeida Barreto.

Durante a audiência pública, a versão preliminar do Plano será disponibilizada para consulta e apreciação. Em seguida, será concedido espaço para os participantes apresentarem suas opiniões e propostas. Todas as contribuições serão analisadas e poderão ser anexadas, ou não, ao Plano Municipal de Resíduos Sólidos.

Os campinenses poderão consultar a versão preliminar do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos na Coordenadoria de Meio Ambiente da Sesuma, localizada na Avenida Dr. Severino Cruz, 695, às margens do Açude Velho. O documento, que poderá ser consultado nas versões impressa e digital, ficará à disposição do público até o próximo dia 27, no horário das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Na audiência pública a apresentação do Plano será realizada pelo secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre, e pelo engenheiro José Dantas, da empresa Ecosam - Consultoria em Saneamento Ambiental Ltda. Ambos apresentarão o diagnóstico atual da gestão de resíduos sólidos urbanos e o prognóstico que aponta cenários prospectivos, metas e prazos das principais diretrizes e estratégias para que o município promova a gestão integrada de resíduos sólidos urbanos nos próximos 20 anos. 


Segundo Geraldo Nobre, a audiência pública será uma oportunidade para que toda a sociedade possa conhecer o Plano, debater e apresentar sugestões sobre ações que poderão ser implementadas à gestão dos resíduos sólidos gerados no município. A audiência pública contará ainda com as presenças dos comitês Executivo e Sustentação do Plano, lideranças de bairros, Sociedades de Amigos de Bairro (SABs), associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

 Nenhum comentário

IRRELEVÂNCIA: Câmara de Campina Grande passa quase duas horas discutindo “voto de aplausos a um voto de repudio”


Vladimir Chaves

Ainda em ritmo de carnaval a Câmara Municipal de Campina Grande, na manhã de hoje (13), levou 1h46min - UMA HORA E QUARENTA E SEIS MINUTOS, ainda fantasiada de represente do povo. No inicio da sessão até que alguns vereadores ensaiaram levar a serio os anseios da população, tratando de temas de interesse da cidade, tais como o iminente colapso no abastecimento de água, educação, saúde, segurança...

No entanto ficou apenas no ensaio, até que entrou na pauta de votação o requerimento nº 3140\2013 de autoria do vereador Alexandre do Sindicato, propondo voto de aplausos para Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, pela aprovação de um voto de repudio ao Governador do Estado Ricardo Coutinho.


Dada à absurda falta de relevância do requerimento, vários vereadores se revezaram nos microfones do plenário, apelando para que o vereador Alexandre do Sindicato retirasse o requerimento da pauta de votações. No entanto, o parlamentar não só manteve o requerimento como insinuou que os vereadores não queriam votar por estarem com medo governador.


Após o pronunciamento do vereador Alexandre do Sindicato, a sessão desandou levando praticamente todos os vereadores a usarem dos microfones do plenário, até mesmo os que nunca falam nas sessões a exemplo do vereador Buchada. Atônitos os cidadãos que si encontravam nas galerias da Casa, tentavam entender todo o escarcéu formado.



Leia alguns trechos das discussões que levaram uma hora e quarenta e seis minutos, até que o presidente da Câmara, Nelson Gomes, perdeu a paciência e encerrou a sessão sem que a Câmara tenha aprovado um só projeto em favor da cidade.

Alexandre do Sindicato: “Essa Casa tem que dizer a Assembleia Legislativa; vocês estão de parabéns por ter 36 deputados, que não são capachos do governador, como nós também não somos eu não fui eleito para agradar a todos.”


Nelson Gomes
: “Vamos esquecer os pré-candidatos não podemos deixar que essa Casa, se transforme num palanque eleitoral”

Miguel Rodrigues: “Precisamos preservar a imagem dessa instituição e votarei contra esse requerimento para preservar a sua imagem”

Laffit: “Hoje eu estou triste por fazer parte dessa Casa, quantos projetos da saúde, educação estão encalhados e nós discutindo essas besteiras”

Olímpio Oliveira: “Que historia é essa de dizer que essa Casa teme de medo do governador, de que os deputados não são capachos, e nós somos? e nós somos? isso aqui é um colegiado, isso aqui é uma instituição que os meus interesses de cunho pessoal não pode se sobrepor ao interesse da Casa ou da cidade, tens alguma coisa contra o governador¿ Futrica politica eu não participo” Olímpio Oliveira.

Galego do Leite: “Começamos bem essa sessão discutindo saúde, infraestrutura, obra parada, mas infelizmente hoje vamos acabar mal, que não vai nos levar a lugar algum, muito blá, blá, bla que não vai nos levar a lugar algum”



Napoleão Maracajá: “São os impostos, o suor de cada dia do cidadão que mantém essa Casa, e não é para esse tipo de discussão, é de uma infertilidade, esse debate é estéril e não produz nada eu espero que sirva de lição, o ser humano tem que aprender com os erros. Hoje essa casa num tema estéril, infértil. Honestamente eu espero que nunca mais se traga a essa Casa tema de tamanha inutilidade, porque o dinheiro do povo merece respeito”

Vereador Buchada: “Se o colega vereador quiser retirar o requerimento ele retire, se botar em votação eu voto a seu favor”

 Nenhum comentário

Wilson Filho é o novo coordenador da bancada paraibana no Congresso Nacional


Vladimir Chaves

O deputado federal Wilson Filho (PTB) é o novo coordenador da bancada federal paraibana, eleito democraticamente pelos deputados e senadores paraibanos, Wilson passa a gerenciar os trabalhos da bancada em 2014.

“Assumo, a coordenação da bancada federal paraibana, com o objetivo de dá continuidade aos trabalhos em prol do desenvolvimento da Paraíba, um novo desafio que vou encarar com muita honra, coragem e vontade de trabalhar e acertar!” disse. 

 Nenhum comentário

Câmara dos deputados aprova convocação do ministro Aguinaldo Ribeiro.


Vladimir Chaves

A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados aprovou requerimento do deputado Danilo Forte (PMDB), convocando o Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP), para dá explicações sobre as suspeitas de privilegiar liberação de emendas para aliados.

A decisão dos deputados representa mais uma derrota para presidente Dilma Rousseff, em menos de 24 horas essa é a terceira derrota do Governo Federal, ontem o Congresso aprovou com estrondosa margem de votos, a criação de uma comissão para investigar denuncia de pagamentos de propinas na Petrobras, hoje a convocação da presidente da Petrobrás, Graça Foster, e do Ministro das Cidades.

Vladimir Chaves

quarta-feira, 12 de março de 2014

 Nenhum comentário

Deputado denuncia situação de penúria e abandono das Forças Amadas do Brasil.


Vladimir Chaves

Da tribuna da Câmara dos Deputados o deputado Protógenes Queiróz (PC do B) alertou para a situação de penúria e de abandono em que se encontram as Forças Armadas e toda a infraestrutura de segurança pública no país.

“Hoje pela manhã tivemos uma sessão solene em homenagem às Forças Armadas, mas, na verdade, foi discutida a situação de penúria em que se encontram as Forças Armadas e as estruturas de estado ligadas à segurança pública. Cabe a nós, na Câmara Federal e no Senado, cabe a nós no Congresso Nacional apreciarmos com toda a urgência projetos de interesse nacional que estejam vinculados às Forças Armadas e à estrutura de segurança do estado, em especial às forças policiais que dão sustentação a essa democracia” denunciou.

 Nenhum comentário

Farra: Deputados estaduais da Paraíba torram R$ 9,8 milhões em verba indenizatória


Vladimir Chaves

Os deputados paraibanos receberam, a título de verba indenizatória, um total de R$ 9.883.240,67 durante o ano passado, conforme os dados computados no Portal Sagres do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB). Os valores de cerca de R$ 30 mil mensais para cada um, além do salário de R$ 20.042, são declarados individualmente à Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e publicizados genericamente pelos legisladores como ressarcimento do apoio à atividade parlamentar, alimentação, verba assistencial, divulgação de mandato, apoio técnico e material impresso.

A Resolução 1.629/2013, aprovada em dezembro passado, permite ressarcir despesas parlamentares com aluguel de imóvel, taxas de condomínio e IPTU, contas de telefone, água, internet e energia, locação de veículos, aeronaves ou embarcações (e combustível), assinatura de TV a cabo, viagens e hospedagem, entre outros.

O teto da "Verba Indenizatória de Apoio Parlamentar" (VIAP) mensal foi fixado em R$ 35 mil para este ano, um aumento R$ 5 mil sobre o valor anterior, de R$ 30 mil. Segundo o documento encaminhado pela assessoria de comunicação da ALPB ao G1, o valor pode ser fixado anualmente, através de ato da Mesa Diretora.

Os valores variáveis ressarcem despesas dos parlamentares no exercício de suas funções, conforme os gastos apresentados na prestação de contas, mas são também válidos para o mês seguinte, caso não totalmente utilizados no período válido.

Oito deputados estaduais, porém, utilizaram a verba integral, mensalmente, em 10 parcelas fixas de R$ 30 mil: Antonio Mineral (PSDB), Vituriano de Abreu (PSC), Edmilson Soares (PEN), Trocolli Junior (PMDB), Janduhy Carneiro (PTN), João Henrique (DEM) e José Aldemir (PEN). Durante o ano, cada um recebeu R$ 300 mil da VIAP.

Ainda conforme o Sagres, os deputados que mais receberam foram o presidente da casa legislativa estadual, Ricardo Marcelo (PEN) e Anísio Maia (PT). Cada um foi ressarcido em R$ 330 mil nas suas despesas.
Também receberam o valor anual de R$ 300 mil os deputados; Branco Mendes (PEN), Carlos Batinga (PSC), Daniella Ribeiro (PP), Gervásio Maia (PMDB), Gilma Germano (PPS), Domiciano Cabral (DEM), Lindolfo Pires (DEM), Olenka Maranhão (PMDB), Doda de Tião (PTB) e Wilson Braga (PV). Os deputados Raniery Paulino (PMDB), Márcio Roberto (PMDB), Jutay Meneses (PRB), João Gonçalves (PSD) receberam mais de R$ 290 mil cada.

Além do salário de R$ 20.042 e gratificações que compõem a remuneração, os deputados paraibanos também recebiam 13º e 14º salários, pagos no início de fim de cada ano, cujos benefícios foram extintos após votação unânime em março do ano passado.


Portal G1

 Nenhum comentário

Depois de protesto inusitado do boneco “Zé Buraco” prefeitura de João Pessoa atende apelo dos moradores.


Vladimir Chaves

Os moradores da Rua Tenente José Fernandes Bezerra - Conjunto Funcionários II, em João Pessoa, depois de quase dois anos de muita cobrança finalmente foram atendidos pela Prefeitura Municipal de João Pessoa. Vários buracos e água estagnada tiravam o sossego dos pedestres e motoristas que transitavam pela rua.

Fazendo uso da criatividade os moradores, buscaram um meio inusitado para chamar a atenção do prefeito Luciano Cartaxo, criando o personagem “Zé Buraco”, registrado por esse blog, e na manhã de hoje, a população da Rua Tenente José Fernandes Bezerra, tive a grata surpresa com a chegada da “Operação Tapa Buraco”.

“Obrigado a todos nós que pagamos, cobramos e exigimos nossos direitos, está ai a Operação Tapa Buraco, fazendo valer nosso IPTU” disse um dos moradores. 
ANTES


DEPOIS

terça-feira, 11 de março de 2014

 Nenhum comentário

CMCG solicita ao Governo do Estado a construção de Adutora de Engate Rápido partindo de Acauã.


Vladimir Chaves

A Câmara Municipal de Campina Grande aprovou, na manhã desta terça-feira, um requerimento de autoria do vereador Olimpio Oliveira solicitando ao Governo do Estado a construção de uma "Adutora de Engate Rápido", com o objetivo de trazer as águas do Açude de Acauã para complementar o abastecimento de água de Campina Grande, especialmente, para dar suporte ao abastecimento dos segmentos da construção civil e da indústria, objetivando desafogar o consumo intenso das águas do Açude de Boqueirão. 

Olímpio propõe que a Adutora de Engate Rápido faça a integração com a Estação de Tratamento de Gravatá, de onde seria distribuída para Campina Grande. “São apenas 45 Km de distância, com o custo avaliado em 8 milhões e com o prazo de execução de apenas 90 dias, ou seja, é uma obra relativamente barata, mas de grande importância econômica e social para a nossa cidade”, explicou Olímpio.

O requerimento reproduz uma ação que já vem sendo desenvolvida nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Piauí, onde diversas adutoras emergenciais já estão sendo construídas. Os tubos contam com sistema de engate rápido e junta travável, que permite a montagem com rapidez de canalizações na superfície do terreno, dispensando a abertura de valas.

Atualmente, o Açude de Acauã conta com 75 milhões de metros cúbicos de água. É o 4º maior volume de água armazenado da Paraíba, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba – AESA, inclusive, um volume maior do que manancial que abastece João Pessoa, Gramame/Mamuaba, atualmente com 52 milhões de metros cúbicos de água.

Confira quais são os 5 açudes com o maior volume de água na Paraíba*
1. Açude Mãe D’água – Coremas – 145 milhões de metros cúbicos;
2. Açude Epitácio Pessoa – Boqueirão – 137 milhões de metros cúbicos
3. Açude Coremas – Coremas – 134 milhões de metros cúbicos;
4. Açude de Acauã – Itatuba – 75 milhões de metros cúbicos;
5. Açude de Araçagi – Araçagi – 63 milhões de metros cúbicos.


*Dados da AESA – Pesquisa realizada em 11 de março de 2014

 Nenhum comentário

Comissão Permanente de Educação da CMCG visitará obras paralisadas no Colégio Severino Cabral


Vladimir Chaves

A Câmara Municipal de Campina Grande realizará nos próximos dias uma visita às obras de reforma do Colégio Estadual de Ensino Médio Severino Cabral, em contato com o blog o presidente da Comissão Permanente de Educação, Esporte e Turismo, o vereador e professor Miguel Rodrigues (foto), adiantou que irá manter contato com a diretora do educandário, no sentido de agendar uma visita com as presenças dos demais vereadores.

O parlamentar disse que tomou conhecimento pelos meios de comunicação sobre a triste realidade vivida pelos estudantes do “Severino Cabral”, e que pretende reunir-se com a direção do colégio, alunos e representantes da 3ª Região de Ensino na tentativa de encontrar uma solução para o grave problema.

As obras de reforma do colégio tiveram inicio no dia 29 de novembro de 2013, e no momento encontram-se paralisadas, segundo a direção do educandário não existe data para o inicio das aulas dos 360 alunos matriculados. 

 Nenhum comentário

Prefeitura de João Pessoa falta com a verdade quando diz que os ACSs terão estabilidade de emprego através do regime celetista.


Vladimir Chaves

Apesar de todo o escarcéu promovido pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo e seus auxiliares, dando conta de que agora os 743 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de João Pessoa, terão vinculo efetivo com o município e estabilidade no trabalho, isso não é verdade.

Quando afirma que é tempo de governar com responsabilidade e com o coração, o prefeito peca feio, ao tentar criar no imaginário destes servidores de que daqui pra frente eles terão vinculo efetivo com o município e estabilidade no emprego, através de um contrato em regime celetista.

O regime celetista não efetiva o servidor e muito mesmo oferece estabilidade no emprego, e como se não bastasse ainda é questionável do ponto vista legal. Tomemos como exemplo a cidade de Campina Grande, quando na gestão do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) adotou-se esse regime para algumas categorias, que depois de anos de serviços prestados foram demitidos sem direito trabalhista algum, mesmo estando com suas carteiras de trabalho assinada pelo município. 

 Nenhum comentário

Dilma rejeita nome de Vitalzinho pela terceira vez.


Vladimir Chaves

A imprensa nacional “pois por terra” todo o esforço dos assessores do senador Vital do Rêgo (PMDB), que durante toda a semana tentaram passar para os paraibanos que o senador havia recusado o convite da presidente Dilma Rousseff, para assumir o Ministério do Turismo.

Na verdade é a presidente que não aceita o nome do senador Vital do Rêgo, indicação feita pelo PMDB. 

Os bastidores da reunião de hoje (10) entre a presidente Dilma Rousseff, o presidente do PMDB, Valdir Raupp e o presidente da Câmara, Henrique Alves, terminaram vazando e revelando que o entrave para o PMDB emplacar mais um ministério na verdade é o nome do senador paraibano. Sem saída o PMDB, acatou as exigências da presidente e rifou em definitivo o nome de Vital do Rêgo.

No balcão de negócios entre PT e PMDB, ainda permanecem os estados Rondônia, Tocantins, Alagoas, Paraíba, Maranhão, na próxima quarta feira as cúpulas realizam um novo encontro para “baterem o martelo”.

Veja matéria publicada pelo Portal IG

Dilma rejeita ministério a Vital do Rêgo

Essa saída honrosa já começou a ser desenhada pelos líderes na tarde desta segunda-feira. O líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), que lidera a rebelião do partido contra a aliança, disse que Vital desistiu de ser ministro “em apreço ao PMDB da Câmara”.

Antes da reunião com Raupp e Alves, Dilma já havia comunicado a decisão ao vice-presidente Michel Temer (PMDB-AL), a Renan e aos líderes do governo, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), e do PMDB na Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), em reunião no início da manhã.

O nome de Vital do Rêgo já havia sido rejeitado duas vezes por Dilma no ano passado, para a pasta da Integração Nacional e para o Ministério do Turismo. O senador e o próprio PMDB defendem que ele se tornou merecedor da pasta depois de ter atuado em favor do governo na condução da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, em 2013.

No entanto, Dilma não aceita esta argumentação e quer usar a pasta da Integração Nacional para forçar Eunício a não se candidatar ao governo do Ceará, onde Dilma quer apoiar o candidato indicado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes.


A sequência de reuniões entre a presidente e os caciques do PMDB serviu para tensionar ainda mais a crise na aliança firmada entre PT e PMDB para reeleger Dilma Rousseff e o vice Michel Temer. O PT aposta que ao PMDB não resta caminho mais viável eleitoralmente do que persistir na aliança. Já o PMDB, diante da inflexão de Dilma, se debate para encontrar formas de pressão.

Na pauta de reunião da bancada peemedebista da Câmara, chamada pelo líder Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a terça-feira (11), está a criação de uma comissão externa para investigar o suposto pagamento de propina a funcionários da estatal na Holanda. Além disso, os peemedebistas querem aprovar a realização de uma pré-convenção do partido em abril. Este evento, no entanto, não teria valor legal algum, já que a convenção, marcada para junho é que tem poder deliberativo. O objetivo da pré-convenção seria apenas de sinalizar para a presidente a intenção do partido em romper a aliança.

Outro entrave para o rompimento da aliança são os próprios caciques do PMDB que não aceitam entregar os cargos e têm segurado a bancada. O senador José Sarney não abre mão do Turismo e da pasta de Minas e energia. Temer, além de ser vice de Dilma e presidente licenciado do partido ainda, é dono de indicações para o Ministério da Agricultura e da Secretaria de Aviação Civil.

Da mesma forma que não houve acordo em relação aos cargos, não houve também acordo em relação às alianças. As divergências no Rio de Janeiro e no Ceará são os pontos conflitantes para os dois partidos e onde não houve avanço nas conversas. Na próxima quinta-feira. As cúpulas do PT e do PMDB voltarão a se reunir par fechar acordo para alianças em Rondônia, Tocantins, Alagoas, Goiás, Maranhão e Paraíba. Já há acordo para que os dois partidos estejam juntos nas eleições para os governos do Distrito Federal, Amazonas, Pará, Sergipe e Mato Grosso.

segunda-feira, 10 de março de 2014

 Nenhum comentário

PLEBISCITO: Federalização da educação básica.


Vladimir Chaves

A decisão sobre a federalização da educação básica poderá ser submetida a voto popular por meio de um plebiscito. É o que prevê o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 460/2013, que a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pode analisar em reunião marcada para quarta-feira (12), às 10h. A proposta, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), estava na pauta da reunião do último dia 26, mas houve um pedido de vista coletivo.


É a seguinte a pergunta proposta para o plebiscito: a educação básica pública e gratuita deve passar a ser da responsabilidade do governo federal? Esse questionamento poderá ser feito ao eleitorado brasileiro simultaneamente ao primeiro turno das eleições de 2014.

 Nenhum comentário