Brasil tem 5,2 milhões de crianças na extrema pobreza e 18,2 milhões na pobreza


Vladimir Chaves


Os indicadores sociais revelam uma realidade perversa para crianças e jovens no Brasil. No ano passado, 12,5% da população brasileira de 0 a 14 anos vivia na extrema pobreza e 43,4% na pobreza, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta semana.

Em números absolutos, são 5,2 milhões de brasileiros de 0 a 14 anos na extrema pobreza – o equivalente a quase toda a população da Dinamarca – e 18,2 milhões na pobreza – pouco mais do que o número de habitantes do Chile.
No Brasil, 10% mais ricos ganham cerca de 17,6 vezes mais que os 40% mais pobres

A pesquisa mostrou um outro dado alarmante: entre todos os grupos etários, o porcentual de pobreza por contingente populacional tem maior concentração nas crianças e jovens.

Segundo o IBGE, é considerado em situação de extrema pobreza quem dispõe de menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 140 por mês. Já a linha de pobreza é de rendimento inferior a US$ 5,5 por dia, o que corresponde a cerca de R$ 406 por mês. Essas linhas foram definidas pelo Banco Mundial para acompanhar a pobreza global.

Em relação a 2016, houve uma ligeira piora. Há dois anos, 11,4% dos brasileiros entre 0 e 14 anos estavam na extrema pobreza e 42,9% na pobreza.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

É nesta segunda a diplomação de Bolsonaro e Mourão Cerimônia acontece no plenário do Tribunal Superior Eleitoral


Vladimir Chaves


A diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e de seu vice, general Hamilton Mourão, acontece nesta segunda-feira (10), às 16h. A solenidade acontece no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, Distrito Federal.

De acordo com a legislação eleitoral brasileira, antes de um presidente eleito tomar posse, o TSE deve comprovar que ele cumpriu todas as formalidades legais. A diplomação é um atestado de que as eleições ocorreram regularmente e que os candidatos foram efetivamente escolhidos pela maioria do povo.

Os dois cumpriram os pré-requisitos necessários para que a cerimônia aconteça, como a aprovação das contas de campanha pela Corte. A data previamente definida era a terça-feira dia 11, mas foi antecipada em um dia devido à próxima cirurgia do presidente eleito.

O procedimento, previamente marcado para o 12 de dezembro, foi adiado para depois da posse.

 Nenhum comentário

Bruno Cunha Lima anuncia saída do Solidariedade


Vladimir Chaves


“Eu não sou guiado por circunstâncias. Eu faço escolhas”. A frase é do deputado estadual Bruno Cunha Lima e foi dita ao anunciar a sua saída do partido Solidariedade. Ele tomou a decisão após o indicativo da ida do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, para a legenda e a solicitação de que ambos fizessem uma composição para direção estadual do partido.

Bruno explicou que tem uma maneira de pensar e atuar na política que diverge do sistema, impossibilitando uma composição dentro do Solidariedade. De acordo com o parlamentar, para evitar problemas futuros, ele tomou a decisão de deixar a legenda. “Por eu entender que não tem condições de se fazer composição, decidi sair para evitar divergências futuros e poder seguir fazendo política como acredito, alinhado à renovação que as pessoas querem.”

O deputado informou ainda não tem definição sobre sua filiação a um novo partido, apesar de já ter sido procurado por dirigentes de outras duas legendas. Revelou também que vem se dedicando ao projeto da criação de uma fundação, que atuará na formação de jovens líderes e abrigará ações de combate ao câncer, inclusão da pessoa com deficiência.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Multidão prestigia abertura do “Natal Iluminado 2018” e festeja a passagem da “Caravana da Coca-Cola” com Papai Noel


Vladimir Chaves


Um grande público, formado por milhares de pessoas de todas as idades, especialmente crianças, prestigiou com entusiasmo e emoção ao lançamento oficial, na noite de ontem, 5, do projeto Natal Iluminado 2018, em evento que contou com um espetáculo de luzes, música e uma programação especial voltada para a família, como acontece todos os anos.

A iniciativa da Prefeitura Municipal de Campina Grande se consolida cada vez no calendário turístico da cidade. A programação de abertura do Natal Iluminado começou por volta das 18h30min com a apresentação do Coral da Escola Municipal Leonardo Vitorino, do bairro do Pedregal, integrado por 22 crianças, que cantaram músicas natalinas sob a regência do maestro Herbert Silva Bezerra. Em seguida, aconteceu o acendimento da árvore de Natal de 22 metros, instalada próximo ao Monumento dos Pioneiros.

Assim que a árvore natal gigante foi ligada, um show pirotécnico e uma série de apresentações artísticas ocorreram nas proximidades do Parque da Criança e da Praça José Américo, área que também foi especialmente decorada para integrar a estrutura natalina da cidade. Foram atrações o DJ Moisés Vitalic e saxofonista Jardel Max.

Uma das novidades deste ano foi a integração ao evento da Caravana da Coca-Cola, um projeto de marketing ousado que percorre várias cidades do Brasil. O comboio mágico chegou, por volta das 21h, ao Açude Velho, após percorrer por mais de duas horas um roteiro que incluiu o centro da cidade e vários bairros. Os cinco caminhões da caravana foram recepcionados por uma multidão considerável que ocupou boa parte da área próxima à Estátua dos Pioneiros e a Praça José Américo.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico do Município, Rosália Lucas, a programação foi coroada de sucesso, pois atraiu um público expressivo. “De fato, em nome do prefeito Romero Rodrigues, fizemos questão de agradecer aos milhares de campinenses que estivaram na noite desta quarta-feira em nossa programação natalina”, afirmou, informando que ao longo do mês de dezembro serão realizados outros eventos destinados a manter viva a chama dos tradicionais festejos natalinos da cidade", ressaltou.

Campina tem mais de 200 mil lâmpadas de LED no Natal Iluminado

Os números impressionam, mas é a beleza de todos os utensílios e o encantamento com o clima natalino que transformarão a cidade de Campina Grande durante este mês. São mais de 200 mil lâmpadas de LED, 500 adornos, mais de 25 mil metros de mangueira, três árvores gigantes de natal e milhares de outros equipamentos que irão embelezar a cidade no Natal Iluminado deste ano.

No total, a iluminação natalina da cidade está espalhada por 16 pontos, contemplando também os distritos de Galante e São José da Mata. Locais tradicionais como a sede da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), o Açude Velho, a Praça da Bandeira e a Avenida Brasília prometem encantar pessoas de todas as idades.

Este ano, a Prefeitura de Campina Grande está investindo aproximadamente R$1 milhão no projeto, que há anos tem tornado a cidade mais bonita e transformado o ambiente da Rainha da Borborema. A Praça José Américo, que fica próximo ao Parque da Criança e ao Açude Velho, também deverá ser um dos locais mais visitados por turistas e campinenses.

“Todo o esforço que temos feito para concretizar esse projeto tem o objetivo de transformar a cidade num espaço verdadeiramente com clima natalino. Há muito tempo a população de Campina clamava por isso e temos conseguido nos últimos anos atrair os olhares e a atenção de quem passa pelas ruas da cidade”, observou o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que lamentou não estar na cidade por conta de compromissos oficiais em Brasília.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

"O STF é uma vergonha". Projeção de protesto iluminado no prédio do Supremo vira notícia no mundo


Vladimir Chaves


A atitude arbitrária do ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, ao tentar intimidar cidadãos de manifestarem indignação contra o STF, terminou por causar um efeito contrário ao desejo de Lewandowski, que mandou prender um cidadão pelo fato do mesmo ter dito que tinha vergonha do STF.

Numa atitude drástica o ministro mandou prender o advogado Cristiano Caiado de Acioli, pelo fato dele ter tido ao ministro que tinha vergonha do STF, durante um voo com destino a Brasília.

Em sinal de protesto, o Movimento Brasil Livre (MBL) projetou no prédio do Supremo a frase “Vergonha STF”. A imagem, ganhou as redes sociais causando uma repercussão negativa contra a suprema corte no mundo inteiro.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Feira Central de Campina Grande terá funcionamento normal no feriado de 8 de dezembro.


Vladimir Chaves


Comerciantes da Feira Central de Campina Grande, através da Associação dos Feirantes do Mercado Central (AFEMEC), solicitaram da administração do mercado central para que a feira tenha funcionamento normal no feriado do dia 8 de dezembro, (Nossa Senhora da Imaculada Conceição).

Segundo o administrador do Mercado Central, Aguinaldo Batista, a pedido dos próprios comerciantes a feira funcionará normalmente no sábado, 8 de dezembro.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Quase um terço das cidades brasileiras corre o risco de virar desertos de notícia, diz pesquisa


Vladimir Chaves


Pelo menos 30% dos municípios brasileiros correm o risco de virar “desertos noticiosos”, áreas sem cobertura de jornalismo local. Essas localidades, mapeadas pela pesquisa Atlas da Notícia, têm apenas um ou dois veículos jornalísticos e abrigam 34 milhões de pessoas.

Caso essas cidades deixem de ter jornais impressos, sites de notícias, revistas, rádios ou redes de televisão, elas podem se juntar aos outros 51% de municípios brasileiros encontrados pela pesquisa que não têm cobertura alguma. Nesses “desertos”, moram 30 milhões de pessoas.

Somados os percentuais das duas categorias, são 81% de cidades no Brasil em situação de vulnerabilidade. O quadro é preocupante, segundo analisa Angela Pimenta, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), instituição que realizou o Atlas da Notícia.

“Nesses locais, a dependência dos veículos é maior em relação ao poder público para verba de publicidade, e há uma cultura menos difundida da liberdade de expressão”, disse ela ao Centro Knight. “O poder público não tem escrutínio jornalístico. E o direito à informação, previsto na Declaração dos Direitos Humanos, não é atendido”.

Os piores cenários estão nas regiões Norte (onde 70% das cidades são “desertos”) e Nordeste (64% de “desertos”), especialmente em municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Localidades sem veículos de jornalismo têm população média de 11 mil habitantes. As cidades com risco de perderem cobertura jornalística local, por sua vez, têm média populacional ligeiramente maior, de 65 mil pessoas.

Este é outro ponto de alerta, de acordo com Sérgio Spagnuolo, fundador e editor do Volt Data Lab, agência de jornalismo de dados que desenvolveu o levantamento. “Esses ‘quase desertos’ vão pegar cidades maiores e jogar nesse mundo dos desertos de notícias. São cidades mais desenvolvidas, com mais pessoas, se tornando desertos”, disse ao Centro Knight.

A pesquisa também verificou uma dependência maior de cobertura feita por rádios e jornais impressos, sobretudo fora dos grandes centros urbanos, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Pela primeira vez, o Atlas da Notícia mapeou todos os tipos de veículos de imprensa e encontrou 32,1% de rádios, 27% de impressos, 22,2% de televisões, 18,4% de meios digitais e 0,4% de revistas.

A dependência do jornalismo impresso é ainda mais significativa quando se considera que, dentre os 81 veículos fechados no Brasil desde 2011, 46 eram jornais, de acordo com dados da pesquisa. “Há nesse panorama duas crises: a crise político-econômica, que pressiona esses meios sobretudo na questão do financiamento, e a disrupção digital”, analisa Pimenta.

Para Pimenta, a falta de verba pode também influenciar a qualidade do jornalismo produzido, já que o trabalho de reportagem exige recursos.

“Há uma tendência de sair da reportagem para produzir opinião e colunismo. Se não existe a matéria prima da reportagem para sustentar análises e opiniões sobre a vida local, o resultado é um jornalismo mais fragilizado para essas populações”, observou ela.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Deputado diz que reforma do Código Tributário pode alavancar economia do pais.


Vladimir Chaves


Para o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), a economia brasileira só será alavancada quando todos os municípios forem tratados de forma isonômica no Código Tributário, especificamente o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“A distribuição das verbas precisa ter um critério universal, a economia brasileira só será alavancada quando os municípios forem tratados de forma igualitária” disse o deputado.

Justificando sua tese o parlamentar citou como exemplo o caso de Campina Grande, que com uma população de 407 mil habitantes recebeu no ano de 2017, R$ 73 milhões do FPM, mesmo valor que recebeu a cidade de Alagoinha na Bahia, com 155 mil habitantes.

Em 2017, a cidade de João Pessoa com 801 mil habitantes recebeu R$ 226 milhões de FPM, já a cidade de Aracaju com 641 mil habitantes recebeu R$ 213 milhões.

O Código Tributário foi criado em 1966, dando privilégios as capitais, que tem direito a 10% do FPM.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

ANP cobra esclarecimentos sobre preços de combustíveis a distribuidoras


Vladimir Chaves


A ANP solicitou hoje (27/11), em um prazo máximo de 15 dias, esclarecimentos às principais empresas distribuidoras sobre os preços dos combustíveis. O pedido atende à atribuição legal da Agência de zelar pela proteção do consumidor quanto a preços, qualidade e oferta de produtos, prevista na Lei Nº 9478/97 e na Resolução CNPE Nº 4/2002.

Agência tem adotado várias medidas para dar maior transparência à formação de preços e solicitado informações dos agentes periodicamente. Dessa forma, foi observada a redução significativa de preços da gasolina A pela Petrobras, sem que essa decisão tenha chegado ao consumidor final.

De acordo com a pesquisa de preços divulgada pela ANP na semana passada, o valor da gasolina C*, que estava, na média nacional, em R$ 2,1381, no dia 18 de setembro, tinha se reduzido para R$ 1,6761. No entanto, apenas R$ 0,04 tinham sido repassados ao consumidor final. O último acompanhamento da ANP, divulgado esta semana, indica que embora o preço da gasolina C* tenha caído cerca de R$ 0,51 nos dois últimos meses, só cerca de R$0,26 foram repassados pelas distribuidoras. O consumidor final, por sua vez, somente constatou uma redução da ordem de R$ 0,10 nos preços praticados na bomba.

* O preço da gasolina C é composto por 73% do preço da gasolina A praticado pela Petrobras (venda às distribuidoras) mais 27% do preço do etanol. O valor não considera tributos.

 Nenhum comentário

Comissão de Direitos Humanos quer prisão de jovem que reagiu a um assalto agredindo o bandido.


Vladimir Chaves


A Comissão de Direitos Humanos de Minas Gerais, por meio de um pedido feito junto à promotoria de Belo Horizonte, conseguiu autorizar a prisão do estudante de 21 anos que reagiu a um assalto com arma de brinquedo e espancou o bandido. O caso aconteceu na última quinta-feira (22), no bairro Camargos, região Oeste de Belo Horizonte.

De acordo com a presidente da Comissão, Gizelle Rosário Leitte, o jovem agiu com “demasiada força e não deu chances de defesa ao bandido”.

"Não precisava ele ter sido violento daquele forma, a vítima já estava no chão e ele continuou as agressões. O único criminoso nessa história é o estudante, que despejou todo seu ódio e rancor em cima da vítima. Ele deve ser preso e pagar pelo que fez. Nenhum ser humano merece passar pelo que aquele assaltante passou." Disse Gizelle.

O jovem foi conduzido pela polícia e responderá pelos crimes de tentativa de homicídio e lesão corporal grave sem chances de defesa da vítima, e pode pegar até 8 anos de prisão.

 Nenhum comentário

Após aumento do STF, líderes do Congresso se articulam para “engordar” seus contracheques.


Vladimir Chaves


Agora que o reajuste do salário dos ministros do STF foi sancionado por Michel Temer, o Congresso Nacional já se movimenta para engordar seu contracheque.

Deputados e senadores vão se agarrar ao argumento de que há pressão dos servidores.

O reajuste para ministros do STF, de R$ 33 mil para R$ 39 mil, foi aprovado no Senado no dia 7 de novembro, e sancionado por Temer nesta segunda-feira (26).

terça-feira, 27 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Deputado Moacir Rodrigues envia carta ao ministro Paulo Guedes sugerindo ações voltas para o desenvolvimento do Nordeste.


Vladimir Chaves


Eleito tendo como principal proposta a luta pela segurança hídrica da população paraibana, o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), tem buscado soluções para o estado, antes mesmo de assumir o mandato, para isso tem tido uma agende marcada por reuniões e encontros com técnicos e representantes dos mais variados seguimentos da sociedade paraibana.

Essa semana o deputado eleito enviou carta ao futuro Ministro da Economia, Paulo Guedes, sugerindo ações pontuais que podem alavancar o desenvolvimento das pequenas e médias cidades não só do Estado da Paraíba, mas de todo o Nordeste.

O deputado eleito ao lado do seu irmão e prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, estão entre as primeiras lideranças da Paraíba a declararem apoio ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, inclusive são responsáveis pela expressiva votação do presidente no Compartimento da Borborema (nos dois turnos).

Confira a integra da carta:

Campina Grande, 22 de novembro de 2018.
Sr. Futuro Ministro da Economia
Coordenador do Grupo Técnico de Economia e Comércio Exterior
PAULO ROBERTO NUNES GUEDES

Ministério Extraordinário de Transição

Centro Cultural Banco do Brasil
St. de Clubes Esportivos Sul Trecho 2 - Edifício Tancredo Neves, Brasília - DF, 70200-002

Assunto: Ideias e proposições conceituais relacionadas às políticas públicas a serem desenvolvidas para pequenas e médias cidades do Nordeste do Brasil.
Sr. Coordenador Técnico e Futuro Ministro da Fazenda,

1.                     Ao cumprimentá-lo, e já na condição de deputado estadual eleito no Estado da Paraíba, venho apresentar a principal demanda da nossa Região Nordeste: retirar as cidades pequenas e médias do isolamento econômico.
2.                     O cenário desses cidades é de total dependência de programas sociais e receitas previdenciárias e isso retira dessa população o protagonismo econômico que pode mudar as vidas de milhões de pessoas para melhor.

 3.                    Precisamos de pôr um fim de uma vez por todas na “Indústria da Seca” e para este ponto temos uma proposição que é a contratação de requalificação dos Estudos e Análises sobre o Projeto de Transposição de Águas do Rio Tocantins em Interligação com a Bacia do Rio São Francisco. A matéria já foi objeto de complexo Estudo Técnico no âmbito do Ministério da Integração Nacional em 2003, nos termos do Processo de n° 59602.000417/2017-92, de autoria do Consórcio ENGERCORPS-HARZA.

4.                     A nossa proposição acima não retira a importância da conclusão das obras da Transposição do Rio São Francisco que tem se mostrado um projeto de vital importância para a garantia de recursos hídricos para ao abastecimento populacional e sobrevivência de criações. Entretanto, a saída para o desenvolvimento econômico dos Estados beneficiados seria a interligação das Bacias do Rio Tocantins e Rio São Francisco. O projeto uma vez executado  potencializaria a vazão de água em 100m³/s em direção as áreas beneficiadas, o que garante acúmulo de água para geração de energia hidrelétrica no Lago de Sobradinho e demais Usinas, reduz a estimativa de gastos com a revitalização do Rio São Francisco, promoverá a perenização de centenas de Rios e refletirá na possibilidade de instalação de 2 milhões de hectares de projetos de irrigação. Com isso, estabeleceremos segurança hídrica para 20 milhões de pessoas, que serão beneficiadas com o acesso inédito à água. É o projeto que levará ao fim a “indústria da seca”.

5.                     Outro ponto, todos os estudos na área de energias renováveis apontam o Nordeste Brasileiro como a “Mina de Ouro” do mapa solar brasileiro. Essa reserva energética precisa de um plano de incentivo para que nossa matriz energética se transforme na de menor custo do mundo e isso possibilitará uma redução importante no Custo Brasil e incluirá de vez o Nordeste no cenário de desenvolvimento. A energia renovável colocará o Brasil entre os países com a matriz energética limpa e do futuro e garantirá recursos para que os produtores rurais possam investir na produção.

6.                     Um último tópico que gostaria registrar é sobre o perverso critério de distribuição da Transferência Constitucional do Fundo de Participação dos Municípios. Notadamente o Decreto-Lei 1.881, de 27 de agosto de 1981, legislação que já beira os 40 anos, associado com a Lei Complementar de n° 62, de 28 de dezembro de 1989, com quase 30 anos de vigência, conceituam e definem os critérios do FPM de modo defasado e arcaico, prejudicando milhares de cidades que não se encaixam no perfil de tamanho populacional e privilegiando as capitais dos Estados Brasileiros. A regra estipulada no Decreto-Lei de n° 1.881/81 apenas aponta que as cidades acima de 156.216 habitantes terão o mesmo fator de distribuição de recursos do FPM, conforme Art. 1º, alínea “e”. Portanto, cidades do porte de Campina Grande (400 mil habitantes) recebem quase o mesmo volume de recursos que cidades com cerca de 160 mil habitantes. O reflexo dessa disparidade na distribuição de recursos é a incapacidade orçamentária para prover os munícipes de cidades do porte de Campina Grande-PB da oferta de melhores serviços básicos de saúde e educação, além de uma série de outros investimentos que poderiam ter o efeito de melhorar a qualidade de vida dos seus residentes.

7.                     Ciente dos grandes desafios que serão o pilar de transformação desse imenso Brasil, deixo aqui minha contribuição e minha disponibilidade em debater as pautas do Nordeste e da Paraíba.                

MOACIR RODRIGUES

Deputado Estadual Eleito - Paraíba

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Quadrilhão do PT: Juiz torna réus Lula, Dilma, Palocci e Mantega.


Vladimir Chaves


O juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10º Vara Federal do Distrito Federal, aceitou nesta sexta-feira, 23, denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2017 contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, os ex-ministros da Fazenda Antonio Palocci e Guido Mantega e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Com a decisão, os petistas se tornam réus e serão julgados pelas acusações do inquérito conhecido como “quadrilhão do PT”, em que são acusados do crime de organização criminosa.

Ao receber uma denúncia do Ministério Público Federal (MPF), o magistrado não faz juízo sobre o mérito da acusação e observa apenas se há indícios suficientes para que a ação penal seja aberta e os acusados sejam julgados, após a oitiva de testemunhas e a apresentação das defesas.

Formulada em setembro do ano passado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a denúncia aceita hoje acusa os ex-presidentes de terem liderado, durante seus governos, entre meados de 2003 e maio de 2016, uma organização criminosa que lesou a Petrobras.

Segundo a acusação formulada por Janot, foram desviados da estatal petrolífera 1,5 bilhão de reais ao longo dos catorze anos em que a suposta organização criminosa vigorou. Conforme as investigações da Operação Lava Jato, os valores possibilitaram o pagamento de propinas pelas empreiteiras Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, Mendes Júnior, Galvão Engenharia e Engevix, que tinham contratos com a Petrobras.

“Verificou-se o desenho de um grupo criminoso organizado, amplo e complexo, com uma miríade de atores que se interligam em uma estrutura de vínculos horizontais, em modelo cooperativista, nos quais os integrantes agem em comunhão de esforços e objetivos, bem como em uma estrutura mais verticalizada e hierarquizada, com centros estratégicos, de comando, controle e tomadas de decisões mais relevantes”, afirmou o então procurador-geral.

Revista Veja.

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Cirurgia de Bolsonaro é adiada para depois da posse


Vladimir Chaves


Prevista para 12 de dezembro, a cirurgia para retirada da bolsa de colostomia usada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro foi adiada. A informação consta de boletim médico emitido hoje (23) à tarde pelo Hospital Israelita Albert Einstein. Bolsonaro esteve no Einstein nessa manhã e foi submetido a exames laboratoriais, de imagem e a consultas médicas.

Segundo os médicos, ele "encontra-se bem clinicamente e mantém ótima evolução, porém os exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais". Devido a esse quadro, a equipe informou que decidiu, em reunião multiprofissional, "postergar a realização da reconstrução do trânsito intestinal."

Bolsonaro será reavaliado em janeiro para definição do momento ideal da cirurgia. Assinam o boletim os médicos Antônio Luiz Macedo, cirurgião, Leandro Echenique, clínico e cardiologista, e Miguel Cendoroglo, diretor superintendente do Albert Einstein.

O presidente eleito chegou no final da manhã de hoje a São Paulo para realizar os exames pré-operatórios. A avaliação médica precede a realização da terceira cirurgia a que Bolsonaro será submetido, desde que foi esfaqueado no abdômen por Adélio Bispo, durante ato político, em Juiz de Fora (MG), em 6 de setembro.

Ele fez uma cirurgia inicial, de grande porte, na Santa Casa de Juiz de Fora, depois uma segunda, já no Einstein, para corrigir a aderência. A estimativa é que o período de recuperação dessa terceira cirurgia demore de 10 a 15 dias.

Bolsonaro decolou de Brasília para São Paulo e pousou no aeroporto de Congonhas. Ele foi para o hospital de carro, escoltado por policiais federais. Um forte esquema de segurança foi montado nos arredores do Albert Einstein.

A retirada da bolsa de colostomia estava prevista para 12 de dezembro - 20 dias antes da posse, marcada para 1º de janeiro. Uma nova data só será marcada em janeiro.

 Nenhum comentário

56ª fase da operação Lava Jato: PF na caça de corruptos em vários estados.


Vladimir Chaves


Fase 56 da Lava Jato cumpre, na manhã desta sexta-feira (23), 68 mandados de busca e apreensão; 14 de prisão temporária e 8 de prisão preventiva nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. Operação foi batizada de “sem fundos.

O Petros, Fundo Petrobras de Seguridade Social, investiu na execução da obra para alugar o prédio à empresa estatal por 30 anos. Acontece que, segundo a PF, graças ao superfaturamento dos contratos, as empreiteiras desviavam recursos e pagavam propinas milionárias.

Segundo a PF, a construção da sede da Petrobras na Bahia, assim como contratos de gerenciamento da construção, de elaboração de projetos de arquitetura e de engenharia foram superfaturados e direcionados para viabilizar o pagamento de propina a funcionários da estatal.

Segundo MPF, construtoras superfaturavam os contratos da obra e tiravam dali os recursos p/ propina. "Isso implicou estrondoso aumento do valor do empreendimento, que passou de R$ 1,3 bilhão", diz MPF. Ex-diretor de serviços da Petrobras, Renato Duque, foi beneficiário do esquema

O prédio foi construído por OAS e Odebrecht. O MPF identificou 2 esquemas simultâneos de pagamentos de propinas, que duraram até 2016, quando a Lava Jato já estava em andamento: OAS acertou propinas de 7% a 9% do total do contrato e Odebrecht fixou os repasses em 7%.

A propina desviada chegou a quase 10% do valor total da obra. Foram desviados, segundo o MPF, cerca de R$ 68 milhões. Entre os beneficiários: funcionários da Petrobras e da Petros e o PT (por meio do ex-tesoureiro, João Vaccari Neto).

Foi apurado na 56ª fase que OAS e ODEBRECHT pagaram a dirigentes da Petrobras, da Petrus e ao PT propinas no valor de, ao menos, R$ 68.295.866,00.

 Nenhum comentário

Amoedo defende que BNDES seja transformado numa agência de análises de projetos.


Vladimir Chaves


Em suas redes sociais o ex-candidato à Presidência da República, João Amoedo (NOVO), defendeu que o BNDES seja transformado numa agência de análises de projetos, confira:

“O BNDES recebe recursos do FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador, que destina 40% da verba para o banco. Este fundo é abastecido, principalmente, pelo PIS, tributo cobrado das empresas no faturamento e na folha de pagamento, aumentando os valores dos produtos, serviços e tornando as contratações mais caras.

Além disso, o BNDES recebeu do Tesouro Nacional (dinheiro dos nossos impostos), entre 2007 e 2014, mais de R$400 bilhões.

Parte desses recursos foi utilizado para financiar empresas envolvidas em escândalos e grandes obras em outros países. Enquanto isso, o brasileiro sofre com uma infraestrutura precária.

O BNDES precisa ser revisto e, aproveitando o corpo técnico e qualificado, ser transformado em uma agência de análise de projetos, especialmente de infraestrutura.

Dessa forma o BNDES poderia auxiliar municípios, estados e governo federal em suas decisões de investimento, funcionando assim com mais transparência, solidez fiscal e sem financiar empresas amigas do governo e ditaduras.”

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Campina Grande dá exemplo ao país reduzindo número de feriados.


Vladimir Chaves


Quando considerado apenas os feriados nacionais o Brasil surge na sétima posição entre as nações com maior número de feriados, 12 no total, entretanto os feriados estaduais e municipais que somados ao “jeitinho brasileiro” de “enforcar” as sexta ou segundas-feiras quando os feriados caem na quinta ou na terça, podem colocar o Brasil no topo das nações preguiçosas.

Segundo estudos feitos pela empresa americana de consultoria Mercer, a quantidade de feriados revelam o quão é produtivo os países. De acordo com a Consultora Mercer, quanto menos feriados, mais produtivos é considerado o mercado de trabalho, o que atrai investidores estrangeiros.

Já estudos divulgados pela Fecomércio-RJ (Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro) revelaram que em 2015, em decorrência dos feriados o setor deixou de movimentar cerca de R$ 92,7 bilhões

CAMPINA GRANDE

Talvez pensando nisso a Câmara Municipal de Campina Grande, aprovou Projeto de Lei 122/2018, de autoria do vereador Antônio Alves Pimentel, excluindo do calendário de feriados municipal os dias alusivos ao Carnaval e a Quarta-feira de Cinzas, além do dia 24 de junho (Dia de São João), feriado esse considerado como um dos mais prejudiciais a economia do município, visto que é a data do ápice do “Maior São João do Mundo”, momento em que cidade é tomada por turistas.

FERIADOS NACIONAL

Confraternização Universal: 1º de janeiro
Carnaval: data móvel
Cinzas (até as 14h): data móvel
Paixão de Cristo: data móvel
Tiradentes: 21 de abril
Dia Mundial do Trabalho: 1º de maio
Corpus Christi: data móvel
Independência do Brasil: 7 de setembro
Nossa Senhora Aparecida: 12 de outubro
Finados: 2 de novembro
Proclamação da República: 15 de novembro
Natal: 25 de dezembro.

RANKING DOS PAÍSES COM MAIOR NÚMERO DE FERIADOS:

Colômbia e Índia - 18 feriados.
Tailândia e Coreia do Sul - 16 feriados.
Finlândia e Rússia - 14 feriados.
Brasil, Peru e África do Sul - 12 feriados.
Estados Unidos, Noruega, Portugal - 10 feriados.

 Nenhum comentário

Deputado paraibano é eleito para 1ª vice-presidência da Executiva Nacional do PSL


Vladimir Chaves


O deputado federal reeleito Luciano Bivar (PSL-PE) foi reconduzido à presidência do Partido Social Liberal (PSL) em eleição para a formação da nova Executiva Nacional. Ele liderava a sigla até se afastar para o período eleitoral, quando o partido foi presidido interinamente por Gustavo Bebianno.

Já o paraibano e deputado federal eleito Julian Lemos (PSL-PB) foi eleito 1º vice-presidente da legenda. Foram eleitos ainda Antônio Eduardo de Rueda na vice-presidência e Flávia Francischini, esposa do deputado federal delegado Fernando Francischini (PSL/PR), como Secretária-Geral da sigla.

Filhos de Bolsonaro, Flávio e Eduardo também compõem a nova Executiva do PSL.

O senador eleito pelo Rio, Flávio Bolsonaro, será secretário de formação política, enquanto o deputado federal reeleito por São Paulo, Eduardo Bolsonaro, será o secretário de assuntos parlamentares do partido.

Veja a nova composição da Executiva Nacional do PSL:

Luciano Bivar - presidente

Antonio de Rueda - vice-presidente

Flavia Francischini - secretária-geral

Julian Lemos - 1º vice-presidente

Gustavo Bebianno - 2º vice-presidente

José Tupinambá - tesoureiro

Flávio Bolsonaro - secretário de Formação Política

Eduardo Bolsonaro - secretário de assuntos parlamentares

terça-feira, 20 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Movimento Brasil Livre (MBL) vai lançar seu braço no movimento estudantil.


Vladimir Chaves


Lideranças do Movimento Brasil Livre, revelaram que estudantes de mais de 3.000 escolas já se cadastraram para participar dos eventos organizados pelo MBL

Segundo os organizadores palestras, encontros e vídeos-aulas serão ministrados com o objetivo de municiar os alunos com argumentos ideológicos que possam se contrapor a doutrinação esquerdista em salas de aulas. “Nada melhor, pra contrapor um professor ideológico, do que um corpo de alunos também ideológicos” disse.

Eles adiantaram ainda que o movimento não participará das eleições de entidades como a UNE (União Nacional dos Estudantes) e a Ubes (União Brasileira dos Estudantes Secundaristas).

Pedro D’eyrot, um dos fundadores do MBL, explicou: “Consideramos esse modelo obsoleto (movimento estudantil da Ubes e UNE) e nosso objetivo é tornar esse tipo de organização insignificante.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Cuba afronta soberania do Brasil, afirma senador Álvaro Dias.


Vladimir Chaves


Ao comentar sobre o abandono do programa social “Mais Médicos” pelo regime cubano, o senador Alvaro Dias disse:

“Nenhum governo estrangeiro pode interferir em um programa do governo brasileiro. Muito menos um governo autoritário como o de Cuba, que afronta a nossa soberania”

sábado, 17 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Seleção para preencher vagas de médicos cubanos ocorre ainda este mês


Vladimir Chaves


O Ministério da Saúde informou hoje (16) que fará ainda este mês a seleção para contratar profissionais brasileiros em substituição aos cubanos que fazem parte do Programa Mais Médicos. A pasta finaliza nesta sexta-feira a proposta de edital para preencher 8.332 vagas deixadas pelos cubanos. As medidas são pauta de reunião do governo brasileiro com representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

A expectativa do ministério é que os médicos brasileiros selecionados nesta nova etapa comecem a trabalhar nos municípios imediatamente após a seleção, o que deve ocorrer ainda este ano.

Uma coletiva de imprensa foi agendada para o início da próxima semana para esclarecer detalhes do edital de seleção e da chamada para inscrições de médicos brasileiros no programa.

O rompimento do acordo com Cuba foi informado na última quarta-feira (14) pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, após novas exigências anunciadas pela equipe de transição para a continuidade do Mais Médicos. Entre as medidas, estão fazer o Revalida – prova que verifica conhecimentos específicos na área médica, receber integralmente o salário e poder trazer a família para o Brasil.

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Chega em Barra de São Miguel tubulação de adutora que beneficiará Paraíba e Pernambuco


Vladimir Chaves


Já está em Barra de São Miguel, no Cariri paraibano, a tubulação que captará água do Rio Paraíba para atender cidades da Paraíba e Pernambuco, conforme Termo de Cooperação entre os Governos da Paraíba e Pernambuco para a construção de adutora.

Além de Barra de São Miguel, o sistema levará água para Santa Cruz do Capibaribe e outras sete cidades pernambucanas, beneficiando 230 mil pessoas. Serão investidos R$ 82 milhões.

De acordo com informações apuradas pelo Blog do Bruno Lira, a obra contará com duas frentes de trabalho: uma saindo de Barra de São Miguel com destino ao Rio Paraíba e outra de Barra de São Miguel sentido Santa Cruz do Capibaribe.
O Governo da Paraíba vai construir uma Estação de Tratamento de Água em Barra de São Miguel, que representa R$ 950 mil de investimento. A obra vai beneficiar cerca de 3 mil habitantes e será feita pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), que ainda vai recuperar uma Estação Elevatória de Água Tratada e um Reservatório Elevado.

Blog do Bruno Lira

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

“Vejo com preocupação a ausência do governador eleito no encontro com Bolsonaro” deputado Moacir Rodrigues.


Vladimir Chaves


O deputado estadual eleito, Moacir Rodrigues (PSL), viu com preocupação a ausência do governador eleito da Paraíba, João Azevedo (PSB), no encontro nacional dos governadores eleitos com o presidente Jair Bolsonaro e sua equipe econômica.

“Vejo com bastante preocupação a ausência do governador eleito na reunião dos governadores eleitos com o Presidente Jair Bolsonaro. Não é o momento de excluir o Estado da Paraíba de uma importante rodada de apresentações sobre as nossas principais demandas. O Presidente eleito quer conhecer a realidade dos Estados e deve haver por parte do governador eleito da Paraíba uma postura institucional, deixando de lado o palanque eleitoral. Precisamos dar um passo à frente da política com P minúsculo!” disse Moacir.

O encontro aconteceu na tarde de ontem (14) com a presença de 18 governadores e um vice-governador eleitos, do Nordeste apenas o governador do Piauí e o vice da Bahia não boicotaram o encontro. Cada governador eleito teve facultada a palavra por seis minutos, para apresentarem as demandas prioritárias dos seus estados.

Participaram os governadores eleitos de Acre, Amazonas, Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Tocantins, Piauí e o vice-governador da Bahia.

 Nenhum comentário