Primeiro-ministro israelense visita o Brasil, economia, diplomacia e segurança são alguns do temas da agenda.


Vladimir Chaves


O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, chega nesta sexta-feira (28), ao Rio de Janeiro. É a primeira vez dele no Brasil onde fica até terça-feira (1º), quando participa da cerimônia de posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Nesta sexta-feira, eles almoçam no Forte de Copacabana. Também estarão presentes os futuros ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Fernando Azevedo (Defesa).

Netanyahu desembarca no momento em que Bolsonaro defende a transferência da Embaixada do Brasil em Israel, de TelAviv para Jerusalém. O primeiro país a adotar a mudança foi os Estados Unidos.

Antes de embarcar rumo ao Brasil, Netanyahu, postou elogios ao Brasil em suas redes sociais. Confira:

“Estou saindo agora em uma visita ao Brasil a convite do seu Presidente. Vou reunir-me com o Presidente eleito Bolsonaro e com os seus ministros da defesa, finanças e negócios estrangeiros.

Discutiremos os laços israelenses com o maior país da América Latina, o quinto país mais populoso do mundo. O Brasil é um país enorme com enorme potencial para o estado de Israel, economicamente, diplomaticamente e vis-à-vis segurança”

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Chega logo 2019!


Vladimir Chaves



A imprensa rabujo associada aos abutres que sobrevivem politicamente da miséria dos nordestinos espalhando que o Brasil possui, desde de 2004, tecnologia para dessalinizar água salgada semelhante a de Israel, a tecnologia que o Brasil utiliza através do “Programa Água Doce” é um embrião perto da gigante utilizada por Israel.

O sistema de dessalinização usado no Nordeste é capenga, caro e muito mal dessaliniza água salobra de poços, enquanto que o sistema de Israel tem potencial para dessalinizar água do mar com alta concentração de sal e numa quantidade milhares de vezes superior ao “sisteminha” brasileiro.

 Nenhum comentário

Regulamentada Lei de Bruno Cunha Lima, que assegura transporte de cães e gatos em ônibus intermunicipal


Vladimir Chaves


A Lei estadual 11.251 de autoria do deputado estadual Bruno Cunha Lima (SD), assegura o direito aos tutores de levar os animais de pequeno porte e de cães-guia nos veículos que fazem o transporte rodoviário intermunicipal.

De acordo com a Lei, os animais deverão ser transportados em local definido pela empresa e que lhes ofereça condições de proteção e conforto. Também garante que os tutores de animais serão orientados pela empresa de ônibus a adquirirem, com antecedência, passagem extra para que possam conduzir o animal ao seu lado.

Bruno destacou a importância que os pets têm para as pessoas e em muitos casos são considerados membros da família. De acordo com ele, o projeto garante uma alternativa de transporte para os animais, pois muitas vezes os tutores não contam com veículo próprio para se deslocar.

A Lei fixa algumas regras como o peso de até oito quilos para cães e gatos transportados e o limite de dois animais por passageiro. No transporte, o tutor deve apresentar documento de que o animal encontra-se com a saúde em dia, além do cartão de vacinação. Os animais deverão ser transportados em caixas de transporte específica. No caso de cães guias, é liberado o transporte junto ao seu tutor. Neste caso, não há limite em relação ao peso do animal.

 Nenhum comentário

Confiança do comércio atinge maior nível desde abril de 2013


Vladimir Chaves


O Índice de Confiança do Comércio (Icom), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 5,7 pontos de novembro para dezembro deste ano. Com o resultado, o indicador passou para 105,1 pontos e atingiu o maior patamar desde abril de 2013 (105,6 pontos).

A alta da confiança em dezembro atingiu empresários de 11 dos 13 segmentos pesquisados pela FGV. Os empresários estão mais confiantes tanto em relação ao presente quanto ao futuro.

O Índice de Situação Atual, que mede a opinião sobre o presente, subiu 4,1 pontos, para 97,4 pontos, a terceira alta seguida. Esse é o maior valor desde abril de 2014 (99,8 pontos). Já o Índice de Expectativas, que mede a percepção sobre os próximos meses, também registrou o terceiro resultado positivo consecutivo, ao subir 7 pontos e atingir 112,5 pontos, o maior valor desde fevereiro de 2011 (115,9 pontos).

De acordo com o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler, é a primeira vez desde março de 2014 que o índice ultrapassa os 100 pontos, limite que identifica a transição para níveis elevados de confiança.

Segundo ele, depois da greve dos caminhoneiros e das incertezas do período eleitoral, os comerciantes esperam aumento de vendas neste final de ano e têm boas expectativas para o começo de 2019.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Pastora paraibana deve disputar o Prêmio Nobel da Paz


Vladimir Chaves


A pastora paraibana Morgana Macena de Santana será lançada como candidata ao Prêmio Nobel da Paz junto ao Nobel Institute de Oslo. A postulação será redigida pela professora Clarissa Xavier Machado, Vice-Presidente da Associação Duna juntamente ao CEO e Project Manager Paulo Fernando de Barros.

De acordo com a Associação Duna, a proposta que será apresentada indica Morgana Macena para o Prêmio Nobel devido ao seu trabalho em prol dos direitos, da segurança, da proteção, da educação, da paz e do bem-estar infantil.

Ela ainda possui iniciativas no âmbito dos Direitos Humanos, Dignidade da Pessoa Humana, o Direito de ter uma família e o Direito da criança a uma vida sem violência com a finalidade de atuar para melhoria e desenvolvimento humano integral da criança, a fim de solucionar questões que impedem a criança de uma vida plena e saudável tais como: desaparecimento de crianças (rapto, sequestro, fuga, venda para adoção ilegal/ clandestina) crianças moradoras de rua, crianças órfãs e a situação dos orfanatos, pornografia infantil virtual e assédio sexual, bullying e cyberbullying, estupro de vulnerável, pedofilia, venda de menores, escravidão infantil, trabalho infantil, menores infratores, maioridade penal, tráfico de drogas (mulas do tráfico), a situação das crianças nas favelas do Brasil, a situação das crianças no sertão do Brasil, a situação das crianças indígenas do Brasil, a situação das crianças na Amazônia (Brasil), a situação das crianças em países de guerra e o acolhimento no Brasil, a saúde da criança, direito de nascer e aborto.

sábado, 22 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Defesa Civil e STTP reúne-se com comerciantes da Feira Central


Vladimir Chaves


A Defesa Civil e a Superintendência de Transito e Transporte Público (STTP) esteve reunida com comerciantes da Feira Central de Campina Grande e representantes do Comitê Gestor do Foro de Salvaguarda da feira.  
O encontro aconteceu na parte interna do Mercado Central, momento em que os representantes do poder público puderam ouvir as inúmeras demandas dos comerciantes.

Para o representante da STTP, o senhor Roberto Loureiro, é preciso que todos tomem consciência da necessidade de um ordenamento na Feira Central no sentido de facilitar o acesso dos órgãos de segurança, bem como facilitar a mobilidade no interior da feira.

Já o Coordenador da Defesa Civil, Ruiter Sansão, informou que o órgão continua realizando um levantamento completo de todas as áreas de riscos, e que as marquises é hoje a maior preocupação do órgão que inclusive já notificou dezenas de proprietários de imóveis.


Outros encontros estão agendados com representantes do poder públicos com o objetivo de pontuar e apresentar soluções. Mobilidade e segurança são os principais problemas discutidos entre representantes do governo e comerciantes.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

PF faz “pente fino” nos endereços dos advogados de Adélio Bispo, autor do atentado contra Bolsonaro.


Vladimir Chaves


A Polícia Federal realiza na manhã deste sexta-feira, 21, mandados de busca e apreensão em endereços dos advogados de Adélio Bispo de Oliveira, o autor do atentado que quase matou o presidente eleito Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral.

Adélio conta que é ex-servente de pedreiro e estava desempregado, mas está sendo defendido por advogados caríssimos, que usaram até um jatinho para ir a Juiz de Fora, cidade onde o atentado aconteceu e Adélio foi preso.
Os advogados contaram inicialmente que uma congregação religiosa estava pagando os honorários, mas depois se recursaram a revelar quem realmente os financiava.

Agora, a Polícia Federal realiza mandados de busca e apreensão para revelar quem realmente está por trás da defesa de Adélio.

As informações são do G1.

 Nenhum comentário

João Dantas é diplomado no Instituto Histórico de Campina Grande na cadeira do poeta Ronaldo Cunha Lima.


Vladimir Chaves


O produtor cultural, pesquisador, cenógrafo, teatrólogo e vereador João Dantas (PSD), que atualmente lidera a bancada governista na Câmara Municipal, foi diplomado como membro do Instituto Histórico de Campina Grande, para ocupar a cadeira número 39 que tem como patrono o poeta Ronaldo Cunha Lima.

Recebendo o diploma das mãos do presidente Wanderley de Brito, João Dantas agradeceu afirmando que é uma responsabilidade enorme que recai em seus ombros a de ocupar a cadeira do poeta Ronaldo Cunha Lima. Após recitar alguns verso do ex-governador, Dantas relatou algumas das ações em prol da cultura e do patrimônio histórico de Campina Grande.

João Dantas é um pesquisador da cultura e do homem nordestino. Desenvolveu longa pesquisa de campo sobre o cangaço, visitando e entrevistando parentes de cangaceiros do bando de Lampião. Além disso, João Dantas esteve à frente diversas atividades que buscam a valorização da cultura e da história de Campina Grande.

Sítio São João

Também idealizou e fundou o Sítio São João, com a proposta de valorizar a cultura popular, o sítio é um espaço cenográfico que remonta a um vilarejo rural da década de 30, com imóveis como a casa de farinha, o engenho de cana, a bodega, uma difusora, entre outros. Em parte do dia acontece apresentações de trios de forró. Hoje o Sítio São João é uma das principais atrações turísticas do Brasil durante o período junino.

Na Câmara Municipal

Na Câmara Municipal de Campina Grande, João Dantas tem um histórico de proposituras que buscam valorizar o patrimônio histórico e cultural de Campina Grande. Dantas é um dos idealizadores e o autor do Projeto de Lei que criou o monumento aos Tropeiros da Borborema, localizado no antigo posto Berro D’água, em homenagem aos 150 anos de Campina Grande.

Outra bandeira encampada por João Dantas visa a criação do Memorial do Maior São João do Mundo, onde seria construída uma estátua de São João Batista com mais de 75 metros de altura, sendo assim, a maior escultura católica do mundo, ultrapassando em altura, o Cristo Redentor no Rio de Janeiro e a estátua de Santa Rita de Cássia no Rio Grande do Norte.

João é o autor do Projeto de Lei que cria o Memorial Urbano de Campina Grande. Este projeto visa identificar todos os monumentos e estátuas de Campina Grande através de placas de metal padronizadas, onde nelas serão contadas as histórias dos personagens ali retratados.

Outro projeto dele visa criar o Memorial Poeta Ronaldo Cunha Lima, em homenagem a um dos homens públicos mais importantes de Campina Grande e da Paraíba. João pretende criar um museu com todas as obras literárias, toda sua atuação parlamentar no Congresso Nacional e ainda como prefeito de Campina Grande e Governador da Paraíba.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

A “Venezuela brasileira”: Quase metade da população da Bahia abaixo da linha de pobreza.


Vladimir Chaves


A Bahia tinha cerca de 6,9 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza em 2017, de acordo com dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número corresponde a 44,8% da população. A avaliação do IBGE se baseia no critério definido pelo Banco Mundial para países de renda média, de US$ 5,50 por dia em paridade de poder de compra (PPC), o que equivalia, em 2017, a cerca de R$ 406 mensais.

O índice atingido pela Bahia é bem maior do que a média nacional. No ano passado, em todo o país, cerca de 55 milhões de pessoas (26,5% da população) estavam abaixo da linha da pobreza. Desse total, a maior parte - 25 milhões - se concentra na região Nordeste. O porcentual da Bahia é equivalente ao de toda a região e ocupa a 8ª posição entre todos os estados.

Quando se considera apenas a capital baiana, a proporção de pessoas abaixo da linha da pobreza é quase metade da encontrada em todo o estado, correspondendo a 24,2% da população municipal (cerca de 715 mil pessoas). O índice é um pouco menor do que a média nacional e é o 13º mais alto entre as capitais.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

QUEM É DAMARES ALVES?


Vladimir Chaves


"Damares Alves cresceu no Sergipe, mas morou em várias cidades do Nordeste na juventude; de origem humilde, ela é filha de um pastor e de uma dona de casa. Quando criança, aos 6 anos de idade, foi abusada sexualmente. A violência foi tão brutal que a tornou incapaz de gerar uma criança em seu útero.

No final da década de 80, no Sergipe, Damares fundou o comitê estadual do Movimento Nacional Meninas e Meninos, cuja principal função era a proteção de crianças moradoras de rua. Nesse período, por diversas vezes, transformou seu próprio apartamento em lar temporário para essas crianças. Outras vezes, para entender o problema na pele, dormiu nas ruas de Aracajuao lado delas. Também atuou na defesa dos direitos da mulheres pescadoras e trabalhadoras do campo. Existe ainda hoje, no povoado Siririzinho, na cidade de Siriri, em Sergipe, um centro social que recebeu, em 1987, o seu nome: Damares Alves.

Como advogada, trabalhou na Secretaria de Turismo da Prefeitura de São Carlos (SP). Em 1998, se mudou para Brasília para trabalhar como assessora parlamentar na Câmara dos Deputados. Em 2015, se tornou assessora jurídica do senador Magno Malta (PR-ES).

Não tem filhos biológicos mas adotou uma indiazinha que foi salva da prática de infanticídio, comum em algumas tribos do Norte quando há o nascimento de bebês gêmeos ou com qualquer tipo de deficiência. A experiência a motivou a criar o Movimento Atini que busca no Congresso Nacional meios de proteger crianças indígenas que correm o risco de ser sacrificadas.

Foi uma das fundadoras do Movimento Brasil Sem Aborto, a entidade organizada mais influente na defesa dos nascituros no Brasil. É palestrante reconhecida nacionalmente pelo combate à pedofilia e coordenadora do Movimento Nacional Brasil Sem Drogas.

Advoga voluntariamente, há 30 anos, para mulheres em situação de vulnerabilidade social e violência doméstica e é coordenadora do Instituto Flores de Aço, com sede em Brasília, que milita em defesa dos direitos da mulher.

Estao postando um vídeo da futura ministra Damares Alves onde ela conta uma experiência que teve com Deus na sua infância. No vídeo ela diz que sobe no pé de goiaba que tinha onde morava com um frasco de veneno na mão. Ela iria cometer o suicídio após ser violentada sexualmente aos 6 anos de idade, mas Jesus apareceu pra ela, subiu no pé de goiaba e a livrou de cometer o ato.
E tem pessoas debochando dessa experiência. Debochando de uma experiência que ela teve com Deus.

Se você tirou sarro da experiência e do testemunho de Damares Alves, ore e peça pra Deus te dar mais sabedoria e conhecimento!"

sábado, 15 de dezembro de 2018

 1 comentário

Bolsonaro deve extraditar o terrorista Battisti para a Itália


Vladimir Chaves


Dirigindo-se ao ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, indicou hoje (14), na sua conta no Twitter, que, no que depender dele, o italiano Cesare Battisti, cuja prisão foi determinada, poderá ser extraditado.

A postagem foi feita por Bolsonaro nos dois idiomas – português e italiano.    
“Obrigado pela consideração de sempre, senhor ministro do Interior da Itália. Que tudo seja normalizado brevemente no caso deste terrorista assassino defendido pelos companheiros de ideais brasileiros. Conte conosco.”

Mérito
A reação foi uma resposta à postagem de Matteo Salvini. “Darei grande mérito ao presidente Jair Bolsonaro se ajudar a Itália a fazer justiça, “presenteando” Battisti com um futuro na prisão da pátria”, disse Salvini”, disse nas redes sociais.

Na mesma postagem, Salvini confidencia que se irrita ao saber que Battisti, que tem sentença de prisão perpétua na Itália, aproveita a vida nas praias brasileiras. Ele se referiu ao fato de Battisti morar em casa de amigos em Cananeia, litoral paulista.

Ontem (13), o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão imediata de Battisti e deu a entender que a extradição está nas mãos do presidente da República. Bolsonaro reiterou, em várias ocasiões, ser favorável à extradição de Battisti.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Manzuá Eletrônica: Deputado defende retorno da “Operação Manzuá”


Vladimir Chaves


O deputado estadual eleito pelo PSL, Moacir Rodrigues, está propondo o retorno da “Operação Manzuá”, com um novo formato. O parlamentar informou que irá procurar o governador eleito e as autoridades envolvidas com a segurança pública, para sugerir a implantação da Manzuá Eletrônica.

“Vamos levar as autoridades o projeto “Manzuá Eletrônica”, que consiste em barreiras nas principais rodovias e estradas do estado equipadas com câmaras de alta resolução, capazes de realizarem o reconhecimento facial dos motoristas e passageiros, além da identificação das placas dos automóveis, com as imagens sendo repassadas em tempo real as polícias Federal, Militar, Civil, Rodoviária e outros órgãos de segurança. É a tecnologia a favor da segurança!” disse Moacir.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

CNI/Ibope: para 75% dos brasileiros, Bolsonaro está no caminho certo


Vladimir Chaves


Pesquisa CNI-Ibope divulgada hoje (13) mostra que 75% dos brasileiros – três em cada quatro – acreditam que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e sua equipe estão no caminho certo em relação às decisões tomadas até o momento. De acordo com o estudo, 14% acham que Bolsonaro está no caminho errado e 11% não sabem ou não responderam à pergunta.

Os números mostram que, quanto maior a renda familiar, maior o percentual dos que acreditam que o presidente eleito está no caminho certo. O índice é de 70% entre aqueles com renda familiar de até um salário mínimo e chega a 82% entre os que têm renda familiar superior a cinco salários mínimos.

Entre os brasileiros ouvidos, 64% têm expectativa de que o governo Bolsonaro será ótimo ou bom.

Prioridades

Para 41% e 40% dos entrevistados, respectivamente, melhorar os serviços de saúde e promover geração de empregos devem ser as prioridades do governo para 2019. Em seguida, aparecem combater a corrupção e combater a violência e a criminalidade, ambos com 36%, e melhorar a qualidade da educação, apontada por 33%.

Melhorias
O levantamento mostra que dois em cada três brasileiros acreditam que a situação econômica do país vai melhorar em 2019, enquanto parcela similar espera que a própria vida vai melhorar ou melhorar muito no próximo ano.

Cerca de quatro em cada dez brasileiros (43%) acreditam que a segurança pública está entre os principais problemas que vão melhorar no primeiro ano de governo do presidente eleito. Em seguida, aparecem a corrupção (37%) e o desemprego (36%).

Equipe de governo

A pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros ouvidos aprova as indicações para compor a equipe de Bolsonaro, bem como as medidas que vêm sendo anunciadas pela equipe.

Entre os entrevistados, 80% se dizem pelo menos um pouco informados sobre as indicações do presidente eleito para os cargos de primeiro escalão do governo – ministros e colaboradores da equipe de transição. Desses, 55% consideram as indicações adequadas ou muito adequadas.

Pouco mais de oito em cada dez se dizem informados, em alguma profundidade, sobre as propostas já anunciadas pelo presidente eleito. Entre eles, 75% afirmam aprovar de forma geral as propostas. O percentual de aprovação cresce de acordo com o grau de informação que o entrevistado diz ter sobre o novo governo.

A pesquisa foi feita entre 29 de novembro e 2 de dezembro e ouviu 2 mil eleitores de 127 municípios. A margem de erro máxima estimada é de 2 pontos percentuais, e o nível de confiança é de 95%.

 Nenhum comentário

Senado aprova aumento de pena para o crime de maus-tratos a animais


Vladimir Chaves


O Plenário do Senado aprovou a ampliação da pena para o crime de maus-tratos a animais (PLS 470/2018). Hoje, a pena prevista é de 3 meses a um ano de detenção, além de multa. Com o projeto, a pena agora será de 1 a 4 anos de detenção, com a possibilidade de multa mantida. O texto também estabelece punição financeira para estabelecimentos comerciais que concorrerem para o crime e segue agora para a análise da Câmara dos Deputados.

A sugestão de pena mais rigorosa foi apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na semana passada e teve como motivação o caso de um cachorro espancado e morto em uma unidade da rede de supermercados Carrefour, em Osasco (SP). O projeto tramitou em caráter de urgência. Por isso, a senadora Simone Tebet (PMDB-MS) apresentou parecer favorável, em Plenário, pelas Comissões de Meio Ambiente (CMA) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Debate
A aprovação do projeto, no entanto, não foi sem polêmica. O senador Otto Alencar (PSD-BA) disse não se colocar “contra o projeto”, mas questionou a multa aos estabelecimentos. Para o senador, a multa deveria ser direcionada somente à pessoa física que cometer o crime. Ele também sugeriu a previsão, no projeto, da possibilidade de defesa contra possíveis ataques de animais.

O senador Guaracy Silveira (DC-TO) também criticou o texto, pedindo “mais sensatez” aos colegas. Já o senador Telmário Mota (PTB-RR) apresentou um voto em separado, contrário a algumas questões do projeto, argumentando que a medida vai “acabar com a vaquejada”. Ele criticou, por exemplo, o tempo da pena — que ele considerou exagerada. Telmário ainda reclamou da rápida tramitação e lamentou o que chamou de preconceito e hipocrisia dos movimentos que defendem os animais.

Randolfe Rodrigues negou que seu projeto atinja manifestações culturais como a vaquejada. Para ele, as posições contrárias à sua proposta, na verdade, são um “lobby a favor das rinhas de galo”. O senador Reguffe (sem partido-DF) parabenizou Randolfe pela iniciativa e destacou que o projeto “é meritório”. O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) também manifestou apoio ao projeto, ao qual chamou de "marco civilizatório". Ele, porém, pediu uma reflexão sobre questões como trabalhadores que usam carroças de tração animal e a caça para alimentação. Também apoiaram a matéria os senadores Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Antonio Anastasia (PSDB-MG) e Antonio Carlos Valadares (PSB-SE).
Alterações

O projeto altera a legislação (Lei 9.605/1998) para estabelecer a pena de 1 a 4 anos de detenção para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, ainda que por negligência. Hoje, a lei prevê pena de 3 meses a 1 ano de detenção. A possibilidade de aplicação de multa continua mantida.

O projeto também determina que estabelecimentos comerciais que concorrerem para a prática de maus tratos, ainda que por omissão ou negligência, serão multados no valor de um a mil salários-mínimos. Os critérios para o valor da multa serão a gravidade e a extensão da prática de maus-tratos, a adequação e a proporcionalidade entre a prática de maus-tratos e a sanção financeira e a capacidade econômica da corporação que for multada. Os recursos arrecadados com as multas serão aplicados em entidades de recuperação, reabilitação e assistência de animais.

Na justificativa do projeto, Randolfe lembra que o crime de dano, de “destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia”, previsto no Código Penal (DL 2.848/1940), possui penalidade que pode ser seis vezes maior que a prevista hoje para o crime de mutilar um animal. Para o senador, não é razoável tratar o dano a um objeto inanimado e a um ser vivo que sente dor com tamanha desproporção.
Na visão do autor, seu projeto pode aprimorar “a proteção ao meio ambiente e aos animais contra práticas abusivas que infligem dor e sofrimento absolutamente desnecessário a vidas de seres indefesos, que, quando bem-cuidados, só nos rendem afeto, carinho e alegrias”.

Randolfe agradeceu o apoio dos colegas e de entidades ligadas à defesa dos direitos dos animais. Mais cedo, uma comitiva visitou o presidente do Senado, Eunício Oliveira, para defender o projeto. Randolfe ainda registrou a presença da ativista Luisa Mell, da empresária Paula Lavigne e da atriz Paolla Oliveira, entre outros, que acompanharam a votação da matéria em Plenário.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

 1 comentário

Ministro do Meio Ambiente é investigado por mandar tirar busto de terrorista de parque


Vladimir Chaves


O futuro ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, é acusado pelo Ministério Público de São Paulo de ter mandado retirar do Parque Estadual do Rio Turvo, no município de Cajati, o busto, as fotos e as placas explicativas sobre a passagem do guerrilheiro Carlos Lamarca pelo Vale do Ribeira, no interior do estado. A ordem teria sido dada durante visita ao parque, no ano passado, quando Salles era secretário de Meio Ambiente de São Paulo.

Para o promotor Nilton de Oliveira Mello Neto, que apresentou ação civil pública contra Salles em agosto passado o então secretário agiu à revelia do processo administrativo legal e apenas imbuído de "patente móvel ideológico". A ação está em curso na Justiça.

O busto havia sido instalado em 2012, após decisão formal do conselho do parque, com a intenção de preservar a memória da região. Segundo o inquérito, Salles visitou o parque pouco antes de deixar o cargo, em agosto de 2017 e, quando avistou o busto, determinou ao gestor do parque, Tiago Leite Veck, que o retirasse.

O prefeito de Cajati, Lucival Cordeiro, confirmou, em depoimento, que Salles pediu ajuda da prefeitura para retirar, além do busto, todos os painéis sobre Lamarca. Os funcionários teriam feito a retirada e entregado o material para a Polícia Militar, que o levou para a sede do Comando de Policiamento Ambiental, na capital paulista. Segundo o cabo da Polícia Militar Adilson Domingues, que transportou o busto, seus superiores disseram apenas que a ordem partiu do então secretário.

Lamarca e outros 16 guerrilheiros da Vanguarda Popular Revolucionária (VRP) passaram pelo Vale do Ribeira em 1969, para fugir da perseguição durante a ditadura militar. A gruta da Capelinha e a Trilha do Lamarca faziam parte das atrações do parque, numa tentativa de aliar história e natureza.

Em entrevista ao GLOBO, Salles confirma que mandou retirar o busto de Lamarca e que a Justiça já negou duas liminares do Ministério Público.

— Não é uma destinação correta você usar recursos de compensação ambiental para fazer estátua em homenagem a quem quer que seja. Essa foi uma decisão minha como secretário e estava dentro das minhas atribuições.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Brasil tem 5,2 milhões de crianças na extrema pobreza e 18,2 milhões na pobreza


Vladimir Chaves


Os indicadores sociais revelam uma realidade perversa para crianças e jovens no Brasil. No ano passado, 12,5% da população brasileira de 0 a 14 anos vivia na extrema pobreza e 43,4% na pobreza, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta semana.

Em números absolutos, são 5,2 milhões de brasileiros de 0 a 14 anos na extrema pobreza – o equivalente a quase toda a população da Dinamarca – e 18,2 milhões na pobreza – pouco mais do que o número de habitantes do Chile.
No Brasil, 10% mais ricos ganham cerca de 17,6 vezes mais que os 40% mais pobres

A pesquisa mostrou um outro dado alarmante: entre todos os grupos etários, o porcentual de pobreza por contingente populacional tem maior concentração nas crianças e jovens.

Segundo o IBGE, é considerado em situação de extrema pobreza quem dispõe de menos de US$ 1,90 por dia, o que equivale a aproximadamente R$ 140 por mês. Já a linha de pobreza é de rendimento inferior a US$ 5,5 por dia, o que corresponde a cerca de R$ 406 por mês. Essas linhas foram definidas pelo Banco Mundial para acompanhar a pobreza global.

Em relação a 2016, houve uma ligeira piora. Há dois anos, 11,4% dos brasileiros entre 0 e 14 anos estavam na extrema pobreza e 42,9% na pobreza.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

É nesta segunda a diplomação de Bolsonaro e Mourão Cerimônia acontece no plenário do Tribunal Superior Eleitoral


Vladimir Chaves


A diplomação do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e de seu vice, general Hamilton Mourão, acontece nesta segunda-feira (10), às 16h. A solenidade acontece no plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, Distrito Federal.

De acordo com a legislação eleitoral brasileira, antes de um presidente eleito tomar posse, o TSE deve comprovar que ele cumpriu todas as formalidades legais. A diplomação é um atestado de que as eleições ocorreram regularmente e que os candidatos foram efetivamente escolhidos pela maioria do povo.

Os dois cumpriram os pré-requisitos necessários para que a cerimônia aconteça, como a aprovação das contas de campanha pela Corte. A data previamente definida era a terça-feira dia 11, mas foi antecipada em um dia devido à próxima cirurgia do presidente eleito.

O procedimento, previamente marcado para o 12 de dezembro, foi adiado para depois da posse.

 Nenhum comentário

Bruno Cunha Lima anuncia saída do Solidariedade


Vladimir Chaves


“Eu não sou guiado por circunstâncias. Eu faço escolhas”. A frase é do deputado estadual Bruno Cunha Lima e foi dita ao anunciar a sua saída do partido Solidariedade. Ele tomou a decisão após o indicativo da ida do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, para a legenda e a solicitação de que ambos fizessem uma composição para direção estadual do partido.

Bruno explicou que tem uma maneira de pensar e atuar na política que diverge do sistema, impossibilitando uma composição dentro do Solidariedade. De acordo com o parlamentar, para evitar problemas futuros, ele tomou a decisão de deixar a legenda. “Por eu entender que não tem condições de se fazer composição, decidi sair para evitar divergências futuros e poder seguir fazendo política como acredito, alinhado à renovação que as pessoas querem.”

O deputado informou ainda não tem definição sobre sua filiação a um novo partido, apesar de já ter sido procurado por dirigentes de outras duas legendas. Revelou também que vem se dedicando ao projeto da criação de uma fundação, que atuará na formação de jovens líderes e abrigará ações de combate ao câncer, inclusão da pessoa com deficiência.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Multidão prestigia abertura do “Natal Iluminado 2018” e festeja a passagem da “Caravana da Coca-Cola” com Papai Noel


Vladimir Chaves


Um grande público, formado por milhares de pessoas de todas as idades, especialmente crianças, prestigiou com entusiasmo e emoção ao lançamento oficial, na noite de ontem, 5, do projeto Natal Iluminado 2018, em evento que contou com um espetáculo de luzes, música e uma programação especial voltada para a família, como acontece todos os anos.

A iniciativa da Prefeitura Municipal de Campina Grande se consolida cada vez no calendário turístico da cidade. A programação de abertura do Natal Iluminado começou por volta das 18h30min com a apresentação do Coral da Escola Municipal Leonardo Vitorino, do bairro do Pedregal, integrado por 22 crianças, que cantaram músicas natalinas sob a regência do maestro Herbert Silva Bezerra. Em seguida, aconteceu o acendimento da árvore de Natal de 22 metros, instalada próximo ao Monumento dos Pioneiros.

Assim que a árvore natal gigante foi ligada, um show pirotécnico e uma série de apresentações artísticas ocorreram nas proximidades do Parque da Criança e da Praça José Américo, área que também foi especialmente decorada para integrar a estrutura natalina da cidade. Foram atrações o DJ Moisés Vitalic e saxofonista Jardel Max.

Uma das novidades deste ano foi a integração ao evento da Caravana da Coca-Cola, um projeto de marketing ousado que percorre várias cidades do Brasil. O comboio mágico chegou, por volta das 21h, ao Açude Velho, após percorrer por mais de duas horas um roteiro que incluiu o centro da cidade e vários bairros. Os cinco caminhões da caravana foram recepcionados por uma multidão considerável que ocupou boa parte da área próxima à Estátua dos Pioneiros e a Praça José Américo.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Econômico do Município, Rosália Lucas, a programação foi coroada de sucesso, pois atraiu um público expressivo. “De fato, em nome do prefeito Romero Rodrigues, fizemos questão de agradecer aos milhares de campinenses que estivaram na noite desta quarta-feira em nossa programação natalina”, afirmou, informando que ao longo do mês de dezembro serão realizados outros eventos destinados a manter viva a chama dos tradicionais festejos natalinos da cidade", ressaltou.

Campina tem mais de 200 mil lâmpadas de LED no Natal Iluminado

Os números impressionam, mas é a beleza de todos os utensílios e o encantamento com o clima natalino que transformarão a cidade de Campina Grande durante este mês. São mais de 200 mil lâmpadas de LED, 500 adornos, mais de 25 mil metros de mangueira, três árvores gigantes de natal e milhares de outros equipamentos que irão embelezar a cidade no Natal Iluminado deste ano.

No total, a iluminação natalina da cidade está espalhada por 16 pontos, contemplando também os distritos de Galante e São José da Mata. Locais tradicionais como a sede da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), o Açude Velho, a Praça da Bandeira e a Avenida Brasília prometem encantar pessoas de todas as idades.

Este ano, a Prefeitura de Campina Grande está investindo aproximadamente R$1 milhão no projeto, que há anos tem tornado a cidade mais bonita e transformado o ambiente da Rainha da Borborema. A Praça José Américo, que fica próximo ao Parque da Criança e ao Açude Velho, também deverá ser um dos locais mais visitados por turistas e campinenses.

“Todo o esforço que temos feito para concretizar esse projeto tem o objetivo de transformar a cidade num espaço verdadeiramente com clima natalino. Há muito tempo a população de Campina clamava por isso e temos conseguido nos últimos anos atrair os olhares e a atenção de quem passa pelas ruas da cidade”, observou o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que lamentou não estar na cidade por conta de compromissos oficiais em Brasília.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

"O STF é uma vergonha". Projeção de protesto iluminado no prédio do Supremo vira notícia no mundo


Vladimir Chaves


A atitude arbitrária do ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, ao tentar intimidar cidadãos de manifestarem indignação contra o STF, terminou por causar um efeito contrário ao desejo de Lewandowski, que mandou prender um cidadão pelo fato do mesmo ter dito que tinha vergonha do STF.

Numa atitude drástica o ministro mandou prender o advogado Cristiano Caiado de Acioli, pelo fato dele ter tido ao ministro que tinha vergonha do STF, durante um voo com destino a Brasília.

Em sinal de protesto, o Movimento Brasil Livre (MBL) projetou no prédio do Supremo a frase “Vergonha STF”. A imagem, ganhou as redes sociais causando uma repercussão negativa contra a suprema corte no mundo inteiro.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

 Nenhum comentário

Feira Central de Campina Grande terá funcionamento normal no feriado de 8 de dezembro.


Vladimir Chaves


Comerciantes da Feira Central de Campina Grande, através da Associação dos Feirantes do Mercado Central (AFEMEC), solicitaram da administração do mercado central para que a feira tenha funcionamento normal no feriado do dia 8 de dezembro, (Nossa Senhora da Imaculada Conceição).

Segundo o administrador do Mercado Central, Aguinaldo Batista, a pedido dos próprios comerciantes a feira funcionará normalmente no sábado, 8 de dezembro.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Quase um terço das cidades brasileiras corre o risco de virar desertos de notícia, diz pesquisa


Vladimir Chaves


Pelo menos 30% dos municípios brasileiros correm o risco de virar “desertos noticiosos”, áreas sem cobertura de jornalismo local. Essas localidades, mapeadas pela pesquisa Atlas da Notícia, têm apenas um ou dois veículos jornalísticos e abrigam 34 milhões de pessoas.

Caso essas cidades deixem de ter jornais impressos, sites de notícias, revistas, rádios ou redes de televisão, elas podem se juntar aos outros 51% de municípios brasileiros encontrados pela pesquisa que não têm cobertura alguma. Nesses “desertos”, moram 30 milhões de pessoas.

Somados os percentuais das duas categorias, são 81% de cidades no Brasil em situação de vulnerabilidade. O quadro é preocupante, segundo analisa Angela Pimenta, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor), instituição que realizou o Atlas da Notícia.

“Nesses locais, a dependência dos veículos é maior em relação ao poder público para verba de publicidade, e há uma cultura menos difundida da liberdade de expressão”, disse ela ao Centro Knight. “O poder público não tem escrutínio jornalístico. E o direito à informação, previsto na Declaração dos Direitos Humanos, não é atendido”.

Os piores cenários estão nas regiões Norte (onde 70% das cidades são “desertos”) e Nordeste (64% de “desertos”), especialmente em municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Localidades sem veículos de jornalismo têm população média de 11 mil habitantes. As cidades com risco de perderem cobertura jornalística local, por sua vez, têm média populacional ligeiramente maior, de 65 mil pessoas.

Este é outro ponto de alerta, de acordo com Sérgio Spagnuolo, fundador e editor do Volt Data Lab, agência de jornalismo de dados que desenvolveu o levantamento. “Esses ‘quase desertos’ vão pegar cidades maiores e jogar nesse mundo dos desertos de notícias. São cidades mais desenvolvidas, com mais pessoas, se tornando desertos”, disse ao Centro Knight.

A pesquisa também verificou uma dependência maior de cobertura feita por rádios e jornais impressos, sobretudo fora dos grandes centros urbanos, como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Pela primeira vez, o Atlas da Notícia mapeou todos os tipos de veículos de imprensa e encontrou 32,1% de rádios, 27% de impressos, 22,2% de televisões, 18,4% de meios digitais e 0,4% de revistas.

A dependência do jornalismo impresso é ainda mais significativa quando se considera que, dentre os 81 veículos fechados no Brasil desde 2011, 46 eram jornais, de acordo com dados da pesquisa. “Há nesse panorama duas crises: a crise político-econômica, que pressiona esses meios sobretudo na questão do financiamento, e a disrupção digital”, analisa Pimenta.

Para Pimenta, a falta de verba pode também influenciar a qualidade do jornalismo produzido, já que o trabalho de reportagem exige recursos.

“Há uma tendência de sair da reportagem para produzir opinião e colunismo. Se não existe a matéria prima da reportagem para sustentar análises e opiniões sobre a vida local, o resultado é um jornalismo mais fragilizado para essas populações”, observou ela.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

Deputado diz que reforma do Código Tributário pode alavancar economia do pais.


Vladimir Chaves


Para o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), a economia brasileira só será alavancada quando todos os municípios forem tratados de forma isonômica no Código Tributário, especificamente o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“A distribuição das verbas precisa ter um critério universal, a economia brasileira só será alavancada quando os municípios forem tratados de forma igualitária” disse o deputado.

Justificando sua tese o parlamentar citou como exemplo o caso de Campina Grande, que com uma população de 407 mil habitantes recebeu no ano de 2017, R$ 73 milhões do FPM, mesmo valor que recebeu a cidade de Alagoinha na Bahia, com 155 mil habitantes.

Em 2017, a cidade de João Pessoa com 801 mil habitantes recebeu R$ 226 milhões de FPM, já a cidade de Aracaju com 641 mil habitantes recebeu R$ 213 milhões.

O Código Tributário foi criado em 1966, dando privilégios as capitais, que tem direito a 10% do FPM.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

 Nenhum comentário

ANP cobra esclarecimentos sobre preços de combustíveis a distribuidoras


Vladimir Chaves


A ANP solicitou hoje (27/11), em um prazo máximo de 15 dias, esclarecimentos às principais empresas distribuidoras sobre os preços dos combustíveis. O pedido atende à atribuição legal da Agência de zelar pela proteção do consumidor quanto a preços, qualidade e oferta de produtos, prevista na Lei Nº 9478/97 e na Resolução CNPE Nº 4/2002.

Agência tem adotado várias medidas para dar maior transparência à formação de preços e solicitado informações dos agentes periodicamente. Dessa forma, foi observada a redução significativa de preços da gasolina A pela Petrobras, sem que essa decisão tenha chegado ao consumidor final.

De acordo com a pesquisa de preços divulgada pela ANP na semana passada, o valor da gasolina C*, que estava, na média nacional, em R$ 2,1381, no dia 18 de setembro, tinha se reduzido para R$ 1,6761. No entanto, apenas R$ 0,04 tinham sido repassados ao consumidor final. O último acompanhamento da ANP, divulgado esta semana, indica que embora o preço da gasolina C* tenha caído cerca de R$ 0,51 nos dois últimos meses, só cerca de R$0,26 foram repassados pelas distribuidoras. O consumidor final, por sua vez, somente constatou uma redução da ordem de R$ 0,10 nos preços praticados na bomba.

* O preço da gasolina C é composto por 73% do preço da gasolina A praticado pela Petrobras (venda às distribuidoras) mais 27% do preço do etanol. O valor não considera tributos.

 Nenhum comentário