Wilson Santiago participa de festividades no Sertão do estado


Vladimir Chaves

Neste final de semana, o presidente do PTB/PB e pré-candidato ao Senado Wilson Santiago cumpre agenda de compromissos no Sertão paraibano.

A visita começa neste sábado (17) por Cajazeiras, onde Wilson se reúne com lideranças locais e da região. À noite, Wilson Santiago segue para São José de Piranhas onde, a convite do prefeito Domingos Neto, participa da ‘Micaranhas 2014’, evento promovido pela Prefeitura Municipal.

O Carnaval fora de Época da cidade de São José de Piranhas é realizado sempre no mês de maio e já se tornou um dos maiores eventos do Alto Sertão Paraibano.

No domingo (18), Wilson também se reunirá com lideranças de Sousa e da região.

sábado, 17 de maio de 2014

 Nenhum comentário

Deputado Romário acusa PT de promover campanha sórdida contra sua imagem.


Vladimir Chaves

O deputado federal pelo Rio Janeiro, Romário (PSB), recorreu às redes sociais, para denunciar que está sendo vítima de uma campanha sórdida na página do “Facebook” do Partido dos Trabalhadores.

O parlamentar tornou-se alvo de militantes petistas, depois que passou a denunciar superfaturamentos e atrasos nas obras da Copa da FIFA. Segundo o deputado, entre as suas funções como representante do povo está a de fiscalizar o poder Executivo, e que o governo do PT ao invés de ataca-lo deveria atacar a corrupção no país.

Postagem feita na página do Partido dos Trabalhadores (Facebook)

CHUTE DE CANELA

“O deputado federal Romário (PSB-RJ), quem diria, criticou tanto a #CopaDasCopas, mas vai ganhar muito dinheiro por participar de duas peças publicitárias relacionadas ao mundial.”

Confira a integra do desabafo do ex-craque da Seleção Brasileira.

A página do Partido dos Trabalhadores (PT) aqui no Facebook iniciou hoje uma campanha sórdida para denegrir a minha imagem.

Vou explicar algumas coisas, porque eu, ao contrário deles, jogo limpo:

Sou um deputado federal, eleito pela população do Rio de Janeiro. Entre as minhas funções está fiscalizar o poder Executivo. Visitei todas as cidades-sede da Copa e todas as críticas que faço são com propriedade. Este país gastou MAIS do que deveria e realizou MENOS do que era obrigação. Tudo que vi está registrado em relatórios na Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados, colegiado que fui presidente.

Eu não sou, nem nunca fui contra a Copa do Mundo de Futebol. Fui o primeiro a dizer que o Brasil faria a maior Copa de todos os tempos.

Mas, infelizmente, a cultura política deste país, conseguiu transformar algo bom em algo ruim. Não souberam planejar, superfaturaram obras, não entregaram as que prometeram, principalmente as de mobilidade, e agora, o governo do PT, que superestimou o evento, está colhendo os frutos que plantou com a revolta da população.

O próprio ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria da Presidência da República, admite a frustração com tantos atrasos com o mundial. Mas não é só isso. Matéria da Folha de S. Paulo revela que, a 30 dias da Copa, apenas 41% das 167 obras e intervenções previstas estão prontas. O pior índice de conclusão é nas obras de mobilidade: somente 10% foram concluídas até agora.

Está aqui para quem quiser ler: 
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/05/1453965-atraso-nas-obras-da-copa-e-frustrante-diz-ministro.shtml

O inimigo que este PT deveria atacar é a corrupção. Alguém?

Obs: Criticar corrupção não me impede de fazer publicidade e ganhar o meu dinheiro honestamente. Para o azar dos que criticam, eles não foram CAMPEÕES de um mundial de futebol. Eu fui e com muito mérito. Vou colher os frutos disso por toda minha vida. Isso ainda me mantém independente para criticar o que acho errado.

Aos que se incomodam, o choro é livre!

Não vão me calar!

#MimimiPetista!

 Nenhum comentário

Segurança pública vai “cruzar os braços” em todo o país – Policias militar, civil, federal e rodoviário federais


Vladimir Chaves

Os policiais civis, federais, rodoviários federais e militares paralisarão suas atividades em todo o País no próximo dia 21 (quarta-feira). O objetivo é cobrar do Executivo Federal uma política nacional de segurança pública voltada para defender os cidadãos e também melhorar as condições de trabalho da força policial.

Para organizar a paralisação nos estados, as entidades nacionais convocaram seus sindicatos filiados a realizarem assembleias locais. No caso da polícia civil, os estados da Bahia, Pará e Santa Catarina foram os primeiros a aprovarem participação na atividade. O presidente da COBRAPOL, Jânio Bosco Gandra, informa que os demais estados realizam assembleias ao longo desta semana.


Na data, em Brasília, será promovida uma passeata até o Ministério da Justiça e/ou a Praça dos Três Poderes. A paralisação é uma alerta aos governantes que a categoria dos trabalhadores policiais irão a partir desse movimento denunciar à sociedade brasileira, bem como a todos os países, as mazelas em que passam as forças policiais brasileiras, sem que haja por parte dos governos, implementações de políticas de segurança pública e reações contra a violência, corrupção, impunidade, sucateamento das forças policiais e principalmente a desvalorização sistêmica dos policiais o que leva um número alarmante de suicídios, doenças crônicas e um total desestímulo à continuidade da atividade policial causando, dentre outros males, um êxodo de bons policiais para outras carreiras do serviço público e para a iniciativa privada, práticas anti-sindicais (cerceamento dos movimentos grevistas), iniciativas legislativas para acabar com o direito da Aposentadoria Especial dentre outras iniciativas semelhantes.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

 Nenhum comentário

José Maranhão “dedura” Cartaxo e em seguida defende o uso da estrutura de poder do prefeito na campanha.


Vladimir Chaves

Durante um café da manhã “oferecido” hoje (15), por correligionários do presidente estadual do PMDB e pré-candidato a deputado federal, José Maranhão, dois pronunciamentos chamaram atenção dos mais atentos as degenerações da política brasileira.

O primeiro foi quando o presidente do PMDB, “dedurou” o petista Luciano Cartaxo, revelando que o mesmo teria ido a sua casa propor que ele saísse candidato ao Senado Federal. Detalhe: De público o PT da Paraíba tem “gritado” aos quatro cantos do Estado que não abre mão de indicar o candidato ao Senado na chapa encabeçada pelo PMDB, inclusive, chegou a apresentar uma lista tríplice com nome de petistas.

O segundo foi quando José Maranhão, sem nenhum constrangimento defendeu a candidatura ao Senado Federal do presidente municipal do PT de João Pessoa, Lucélio Cartaxo, irmão gêmeo do prefeito da capital Luciano Cartaxo. De acordo com José Maranhão, apesar de Lucélio Cartaxo, ser um desconhecido na politica paraibana o fato dele ser irmão do prefeito de João Pessoa, que dispõe de uma estrutura de poder (a prefeitura) isso poderia beneficiar o candidato.

"Lucélio não tem tradição política, mas é irmão de Luciano e, evidentemente, a estrutura de Luciano, que hoje é grande, poderia funcionar bem transferindo os votos que Lucélio precisa para ser senador" disse José Maranhão.

quinta-feira, 15 de maio de 2014

 Nenhum comentário

Luciano Cartaxo completa 500 dias de poder sem realizar uma só obra de porte em João Pessoa.


Vladimir Chaves

Sem ter o que mostrar o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT), comemorou seus 500 dias de poder a frente da capital paraibana, com um ato ecumênico na Igreja São Francisco, Centro Histórico da Capital. Ladeado por auxiliares e uma inexpressiva participação popular o alcaide esforçou-se em vão tentando justificar a ausência de obras estruturantes e de grande relevância para cidade.

Segundo o prefeito o “sucesso” da sua administração está na vontade de fazer alguma coisa pela cidade, desde o primeiro dia que assumiu o poder. No entanto, as únicas ações que Cartaxo, conseguiu elencar como “obras estruturantes” nesses 500 dias, foram; o alargamento da Avenida Epitácio Pessoa, duplicação da Avenida Panorâmica e as adequações no Viaduto do Cristo.

Na área de educação ele apontou como feito inédito a entrega de uma creche (Colinas do Sul), das 44 prometidas e o passe livre para estudantes da rede municipal. O passe livre foi uma conquista dos estudantes depois das memoráveis manifestações de junho de 2013.

Na área de saúde, ele disse ter superado a falta de médicos nas Unidades de Saúde da Família (USF), afirmativa essa que se confronta com o dia a dia da população que precisa de atendimento médico.

Citou ainda a entrega de 2.000 casas do Projeto Minha Casa Minha Vida, que teve inicio na gestão do seu antecessor Luciano Agra, a revitalização da Casa da Pólvora, dos Casarões do Centro Histórico e do Bairro São José.


Estranhamente o prefeito não citou a principal marca do seu governo, que são as festas de ruas, talvez temendo protesto dos poucos cidadãos presentes. 

 Nenhum comentário

Câmara Municipal de João Pessoa aprova voto de solidariedade ao Ministro Joaquim Barbosa


Vladimir Chaves

A Câmara Municipal de João Pessoa aprovou voto de solidariedade ao Ministro Joaquim Barbosa, Presidente do Supremo Tribunal Federal, em razão das ameaças de morte feitas através de perfis falsos do Facebook.

Para o autor da proposição, vereador Lucas de Brito, crimes como esse contribuem para o enfraquecimento do Estado Democrático de Direito. “atitudes de violência, de desrespeito e de incivilidade vem contribuindo para o enfraquecimento do Estado Democrático de Direito e do pluralismo político. O pior é que tudo isso acontece acompanhado de um retrógrado patrulhamento ideológico, instrumento de intimidação utilizado contra os que ousam divergir” disse vereador.

A Polícia Federal investiga o caso e já identificou um dos criminosos, SÉRVOLO DE OLIVEIRA E SILVA, Secretário de Organização do Diretório do PT em Natal e membro da Comissão de Ética da agremiação partidária no Rio Grande do Norte.

O voto de aplauso foi aprovado por unanimidade, tendo apenas a abstenção do vereador petista Benilton Lucena.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

 Nenhum comentário

Justiça Eleitoral suspende inserções do PT na TV


Vladimir Chaves

A corregedora-geral de Justiça Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a ministra Laurita Vaz, concedeu liminar favorável ao PSDB na ação impetrada contra as inserções do PT na televisão. A ministra determinou a suspensão imediata das inserções.

O PSDB argumenta, na ação, que nas inserções, a presidente Dilma Rousseff antecipava a campanha em favor da sua reeleição. A decisão liminar é válida até o julgamento no plenário do TSE.

Na ação, o PSDB denuncia que, nas inserções houve “explícita associação às imagens do ex-presidente Lula e da atual titular do cargo, a segunda representada, a sugerir a ideia de continuidade dessas mudanças”.

 Nenhum comentário

Mulheres da Polícia Militar doam cabelos para pacientes com câncer


Vladimir Chaves

Um gesto de solidariedade e amor ao próximo. Assim foi descrita a atitude de várias mulheres da Polícia Militar da Paraíba que doaram, os próprios cabelos para confeccionar perucas para pacientes com câncer do Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. A mobilização foi em apoio à campanha ‘fios de alegria’, promovida pela Rede Feminina de Combate ao Câncer.

A paciente Samara Silva Marinho, em tratamento de um câncer de pâncreas, emocionou-se ao ver as policiais na campanha. “Eu sempre tinha a imagem delas ali combatendo o crime e fico bastante emocionada em saber que dentro dessa farda tem um coração enorme, porque esse cabelo vai ajudar e muito a gente, já que uma peruca custa mais de R$ 3 mil reais e nem todo mundo tem condições de comprar, né?”, lembrou.

A doação foi realizada no próprio hospital Napoleão Laureano, no bairro de Jaguaribe, na capital, onde está acontecendo o ‘corte solidário’, uma espécie do dia D da campanha que vai até o dia 30 deste mês. Fardadas, as policiais militares se submeteram a retirada das mechas de, no mínimo, 10 centímetros e levaram também os cabelos de quem estava de serviço e cortou antes para doá-los.

Para a tenente-coronel Maria Filha, a participação da Polícia Militar é fundamental pelo papel que a própria corporação desempenha na sociedade. “Estamos na campanha levando a solidariedade da nossa instituição, através das policiais militares femininas, com a doação de cabelo para às mulheres que atualmente se encontram em tratamento contra o câncer, pois a polícia militar da Paraíba, além da segurança, ela promove também o amor à população”, disse.


Idealizadora da campanha, a voluntária Jéssica Guedes Pereira destacou a importância da participação das mulheres da Polícia Militar. “Foi muito importante essa atitude das policiais militares, pois mostraram solidariedade em vir até o hospital de coração aberto para apoiar a campanha com essa doação, já que como mulher a importância do cabelo é gigantesca, mesmo sendo da polícia, elas são antes de tudo mulheres e demonstram esse gesto de atenção em prol das pacientes com câncer”, avaliou. 

 Nenhum comentário

Técnico da seleção brasileira é alvo de investigação criminal


Vladimir Chaves

Autoridades portuguesas anunciaram nesta quarta-feira que Luiz Felipe Scolari está sendo alvo de uma investigação criminal em Portugal. A informação foi confirmada um dia depois de o jornal holandês Het Financieele Dagblad ter revelado documentos obtidos pelo site www.offshorealert.com, segundo os quais o Departamento de Investigação e Ação Penal de Portugal fez um pedido de assistência jurídica para os Estados Unidos para ajudar a apurar o caso envolvendo o técnico da seleção brasileira, que é suspeito de evasão fiscal e lavagem de dinheiro no país europeu.

O treinador teria deixado de declarar 7,4 milhões de euros (R$ 22,4 milhões pelo câmbio atual) entre 2003 e 2008, período em que comandou a seleção portuguesa. Segundo a denúncia, ele teria usado três empresas para burlar o Fisco português. A suspeita é que o treinador utilizou a Flamboyant Sports CV, com sede na Holanda, para intermediar um contrato de imagem no valor de 200 mil euros (R$ 605 mil) com a marca de roupas esportivas Nike. Ele também teria outros contratos com a empresa inglesa Chaterella Investors Ltd (CIL) e Taliston Financial, das Ilhas Virgens Britânicas. Somente esses negócios somariam mais de 7 milhões de euros (R$ 21 milhões).

As autoridades de Portugal, porém, não especificaram qual é o tema da investigação relacionada a Felipão, respeitando as leis do sistema judicial do país, que ordenam sigilo durante o curso da apuração dos fatos. O Departamento de Investigação e Ação Penal de Portugal apenas se limitou a informar que um inquérito foi aberto para apurar o caso envolvendo o comandante da seleção brasileira.


Na última terça-feira, quando o caso estourou, Felipão divulgou nota oficial, por meio de sua assessoria, para negar que tenha cometido qualquer irregularidade fiscal. "Eu fiz todas as minhas declarações de renda corretamente. Em todos os países que trabalhei sempre declarei os meus rendimentos. Tenho absoluta convicção da correção das minhas declarações. Se há algo errado, não é comigo. Que a Justiça apure todos os fatos", disse.

 Nenhum comentário

Ciro Gomes em companhia do Ministro da Saúde debocha de uma cidadã que reclama do caos na saúde.


Vladimir Chaves

O Secretário de Saúde do Estado Ceará, Ciro Gomes, ao ser questionado por uma cidadã sobre os gastos com a Copa da FIFA em detrimento a caos na saúde pública, em tom de deboche desprezou as reclamações da cidadã.  O mais revoltante é que a cena foi presenciada pelo Ministro da Saúde, Artur Chioro, que com um sorriso irônico na cara, ignorou toda a cena.

“Vocês não melhoram a saúde, como é que você vai receber a Copa do Mundo com a saúde nesse estado?” questionou a cidadã brasileira.

“Vá tratar da sua mãe com essa conversa ai” debochou o secretário de estado.

No momento em que um servidor tentava conversar com a senhora que questionava o arrogante Ciro Gomes, na presença do ministro “sorridente”, ele puxou o servidor e disse: “Ela não quer tratamento nenhum. Deixa ela se virar com a Copa do Mundo dela”.


Confira o vídeo: 


 Nenhum comentário

Comissão de Constituição e Justiça do Senado deve votar hoje projeto que criminaliza os movimentos sociais.


Vladimir Chaves

Projeto de Lei do Senado (PLS 508\2013) que tenta criminalizar as manifestações populares deverá entrar na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), nesta quarta-feira, a garantia foi dada pelo presidente da CCJ, senador Vital do Rêgo (PMDB).

Assustados com os movimentos populares de junho de 2013, alguns parlamentares trataram de apresentar projetos de lei que inibam e criminalizem os que ousarem ir às ruas protestarem, um dos mais fervorosos inimigos das manifestações populares, o relator da PLS 508\2013, senador Pedro Taques (PDT), defende punição severa para os manifestantes que usarem máscaras, capacetes ou qualquer outro utensilio que dificulte a identificação do manifestante.

O pretexto usado para endurecer contra os movimentos sociais é o de combater o vandalismo e a violência nas manifestações, apesar do Código Penal Brasileiro, já prever punições para esses tipos de crime.


Como tramita em caráter terminativo, se a proposta for aprovada pela CCJ pode seguir direto para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para votação em Plenário.

O Projeto de Lei é de autoria do senador Armando Monteiro (PTB-PE).

 Nenhum comentário

Deputado denuncia que gabinetes recebem vantagens de até R$ 400 mil e exige tratamento igual.


Vladimir Chaves

Num “surto” de revolta e sinceridade o deputado estadual Tião Gomes, subiu a tribuna da Assembleia Legislativa e expôs as “entranhas” da Casa, revelações que si comprovadas, em qualquer país serio do mundo, resultaria em cassações de mandatos e ressarcimento aos cofres públicos. 

Demonstrando indignação o deputado subiu a tribuna não para condenar os possíveis atos de vantagens indevidas usufruídas pelos colegas de parlamento, mas para cobrar tratamento igualitário.

Diante do silencio sepulcral dos presentes, o deputado denunciou que alguns gabinetes chegam a receber mensalmente até R$ 400 mil, em gratificações e contratos, motivo da revolta do parlamentar, que se queixou de receber “apenas” R$ 50 mil.

“Não é possível que um deputado tenha hoje no gabinete R$ 400 mil de gratificações e contratos, enquanto outros têm R$ 50 mil reais” lastimou-se.
Aos gritos cobrou “transparência” e sem entrar em detalhes disse que não podia aceitar o que se escuta nos bastidores da Assembleia Legislativa. “Não é possível o que se conversar nos bastidores, nós queremos transparência” discorreu.

Para o deputado denunciante a oposição tem recebido tratamento de segunda classe, enquanto os aliados do presidente da assembleia, deputado Ricardo Marcelo, tem recebido tratamento de primeira classe.

“Nós não podemos ser tratados como segunda classe e aqueles que estão na situação do presidente, serem tratados como de primeira classe, aqui todos nós somos iguais”.

“Nossos gabinetes tem que ser iguais, não existe diferença, porque o que nós sabemos nos bastidores é que determinados deputados tem os gabinetes avantajados, enquanto a oposição sofre minguando num pequeno gabinete enquanto outros deputados ficam rindo de nós” lamentou.

Concluindo o parlamentar deixou um recado sutil aos colegas; “Não estou intimidando ou colocando essa casa numa guerrilha, eu só quero que essa Casa seja democrática. Vamos saber quanto cada deputado tem no seu gabinete, vamos abrir porque eu não aceito mais isso, não aguento mais isso, enquanto eu estou trabalhando pregando a democracia, outros vivem ai rindo a toa, porque tem os seus gabinetes estourados”.

terça-feira, 13 de maio de 2014

 Nenhum comentário

Outro suplente assumirá mandato na Câmara Municipal de Campina Grande.


Vladimir Chaves

A Câmara Municipal de Campina Grande deverá empossar nos próximos dias mais um suplente. O vereador Galego do Leite (PMN) irá tirar licença no final do mês para tratar de assuntos particulares, abrindo vaga para o primeiro suplente da coligação, Saulo Germano (PMN).

Atualmente três suplentes exercem mandatos na “Casa de Felix Araújo”, Ivonete Ludgério (PSB), na vaga de Joia Germano; Aldo Cabral (PC do B), na vaga de Lafite e o Pastor Josemar (PRB) na vaga do vereador Lula Cabral (PRB).


Galego do Leite, foi eleito com 2.347 votos, o primeiro suplente Saulo Germano, obteve 1.905 votos.

 Nenhum comentário

PT de Campina Grande anuncia que não vota no candidato do PMDB.


Vladimir Chaves

O ex-presidente do PT de Campina Grande, Raimundo Cajá, disse na manhã de hoje que a maioria dos dirigentes do partido não irá acompanhar a decisão da direção estadual da legenda que na última semana homologou o apoio ao candidato do PMDB, ao governo do estado.

De acordo com o petista, a decisão da instância estadual confronta-se com a base do partido que defendia candidatura própria. “O PT deveria ter apresentado um projeto de poder, ter candidatura própria, temos muitas dificuldades para absorver essa decisão” disse.

O petista revelou ainda que um grupo formado por ele, o secretário de organização e o vice-presidente do partido, irá abrir um comitê de apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Por outro lado, segundo uma fonte, outra parcela significativa do partido deverá apoiar a candidatura do senador Cássio Cunha Lima, ao governo do estado. “Menos de 10% dos dirigentes irão apoiar o candidato do PMDB” disse o petista que pediu reservas, temendo perseguições. 

 Nenhum comentário

Prefeitura de Campina Grande inicia vacinação contra febre aftosa.


Vladimir Chaves

As comunidades rurais de Campina Grande estão sendo beneficiadas, a partir desta segunda-feira, 12, com a vacinação contra a febre aftosa que se estende até o dia 31, as equipes de vacinação da Secretaria Municipal de Agricultura estarão atendendo às comunidades dos distritos de Catolé, São José da Mata e Galante.

De acordo o secretário de Agricultura, Fábio Medeiros, serão aplicadas 250 doses nos animais das propriedades cadastradas para atendimento neste primeiro dia de campanha.

“Toda a nossa equipe está mobilizada para atender às comunidades rurais de Campina Grande, beneficiando, especialmente, ou de forma prioritária, os pequenos proprietários. Por isso, até o final deste mês, estaremos visitando diariamente os sítios e fazendas localizados em nosso município”, garantiu.

A febre aftosa é uma doença viral altamente contagiosa que afeta animais biungulados, ou seja, que possuem dois dedos. Os mais afetados são bovinos de leite e de corte e os suínos.

Cronograma da semana:

Terça-feira (13) vacinações nos sítios Tatu de Baixo e Amorim, fazendas Santa Marta e Cruzeiro.

Quarta-feira (14) vacinação nas comunidades Sítio Luango, Fazenda Ubáia, Fazenda Floresta e Sítio Deserto.

Quinta-feira (15) Sítio Torres e na Fazenda Liberal.

Sexta-feira (16) Sítios Várzea do Arroz, Surrão dos Poços e Brito
.

segunda-feira, 12 de maio de 2014

 Nenhum comentário

No país que falta saúde e educação sobram granadas, bombas, spray de pimenta e balas de borracha.


Vladimir Chaves

A um mês da Copa do Mundo, levantamento exclusivo realizado pelo Exército a pedido do G1 mostra que, desde a Copa das Confederações, quando protestos violentos tomaram as ruas do país, as polícias militares reforçaram o estoque de armas não letais.

Entre junho de 2013 e abril deste ano, os órgãos de segurança pública compraram mais de 270 mil granadas e projéteis de gás lacrimogêneo e de pimenta e 263.088 cartuchos de balas de borracha de diversos tipos e modelos.

A munição química não letal adquirida seria suficiente para fazer mais de 819 lançamentos de granadas de gás e fazer 797 disparos de balas de borracha por dia no período.

O levantamento mostra um incremento nas aquisições pelos órgãos de segurança em 2014, principalmente devido ao temor de uma nova onda de manifestações durante a Copa do Mundo. Nos últimos 11 meses, foram comprados pelas PMs 113.655 granadas lacrimogêneo e 21.962 granadas de pimenta - 59% e 73%, respectivamente, adquiridos nos primeiros quatro meses deste ano.

Também foram comprados 134.731 cartuchos de gás de diversos calibres, que são jogados sobre multidões com lançadores de calibre 12, 38 e 40 para evitar que os policiais cheguem muito perto das pessoas. Os dardos podem cair no meio de massas a uma distância que pode variar entre cinco metros e 120 metros do atirador, em média.

Estratégia diferente
Amazonas e Amapá foram os únicos estados que não pediram ao Exército autorização para a compra de armas não letais desde a Copa da Confederações. As secretarias de Segurança dos dois estados foram procurados pela reportagem do G1 para comentar o assunto, mas não se manifestaram.

Em 2013, uma série de atos levou milhares de pessoas às ruas do país, fazendo as polícias atuarem na contenção de casos de violências, vandalismo e depredações. Em alguns casos, houve denúncias de excesso ou mau uso de armas químicas, com pessoas passando mal, gás atingindo residências, confrontos e feridos por balas de borracha e de pimenta.

“No meio da multidão, o indivíduo se sente mais forte, se sente o super-homem, ele perde a noção da individualidade. O objetivo das armas não letais é tirar o indivíduo da coletividade, fazer ele ter medo”, explica o coronel Carlos Alberto de Camargo, ex-comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo.

O que se compra

Os dados do Exército mostram que Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal, São Paulo e Bahia foram os estados que mais compraram armas não letais desde junho do ano passado.

Segundo o coronel Camargo, o material comprado pelos estados mostra como tropas de Choque devem atuar na "contenção de distúrbios civis, como as polícias chamam o controle de multidões."

Desde a Copa das Confederações, a PM de São Paulo fez três compras de armas não letais e a da Bahia, outras três. Minas Gerais foi o estado com maior volume de aquisições. Em uma delas, feita em fevereiro deste ano, 95 mil granadas de diversos tipos e com cargas elevadas de lacrimogêneo e de pimenta foram encomendadas.

A corporação do Distrito Federal adquiriu, também em fevereiro, mais de 50 mil unidades de sprays lacrimogêneos (CS) pequenos (85 gramas) e grandes (450 gramas).

As polícias dos demais estados, principalmente a do Rio, preferem os sprays de pimenta, que não é comprado por São Paulo. Em abril deste ano, a PM do Rio pediu autorização para compra de 4.800 deles, a maioria de novos modelos que passaram a ser produzidos a partir dos distúrbios da Copa das

Confederações.

As novas armas pretendem facilitar o uso manual pelos policiais, com versões em gel, spray, aerossol e espuma e com altas concentrações de pimenta para espirrar a médias e curtas distâncias.

A Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), órgão vinculado ao Ministério da Justiça, fez três pedidos totalizando 12.700 sprays de pimenta, tanto em gel quanto em espuma. A Senasp não informou se vai doar os equipamentos para as corporações estaduais.

Granadas de alta concentração
Os dados do Exército obtidos pelo G1 mostram que as polícias continuam comprando cartuchos de borracha de diversos modelos. Alguns deles têm apenas uma bala, que pode ser amarela ou preta, chamada de "precision". Outros cartuchos têm múltiplos projéteis esféricos de elastômero dentro, que podem atingir maior velocidade e ferir várias pessoas ao mesmo tempo.

A Senasp comprou 96 mil do modelo de cartucho. A PM do Piauí comprou 14 mil, a do Distrito Federal adquiriu 28 mil e a de Minas Gerais pediu 35 mil. São as três corporações que mais compraram o tipo de munição.

Em relação aos gases, Bahia, Minas, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Ceará fizeram compras de mais de mil cartuchos para serem usados em lançadores. A PM paulista usa as granadas com alta concentração de lacrimogêneo, que carregam três pastilhas de gás e que se distribuem sobre o solo. A munição gera um intenso volume de fumaça e dificulta a devolução contra a tropa.

Entre junho e dezembro de 2013, a PM de São Paulo comprou 14.875 granadas dos dois modelos com carga tríplice de lacrimogêneo. Elas foram adquiridas para uso nos últimos 11 meses por unidades de segurança da Bahia, de Mato Grosso, do Rio Grande do Sul, do Ceará, de Goiás, do Rio Grande do Norte, do Pará e de Minas Gerais – só a PM do estado comprou 10 mil unidades delas em abril  – além da Polícia Rodoviária Federal, no DF.

Algumas polícias também adquiriram recentemente a munição multi-impacto, que, além de gás lacrimogêneo ou pimenta, leva internamente múltiplas esferas de borracha, que se dispersam quando é atirada. As polícias de MG (mil unidades), Rio Grande do Norte (50), SP (120), Ceará (120), Pará (260), Rio de Janeiro (500) compraram o modelo dunidades desde as Confederações.
As PMs do Rio de Janeiro, Distrito Federal e Maranhão pediram autorização para comprar munição de tinta não lavável (normalmente vermelha). A reportagem do G1 procurou as corporações para comentarem o uso de armas de tinta, multi-impacto e com múltiplas cargas de lacrimogêneo, mas não recebeu retorno.

Segundo o ex-comandante da PM paulista, a escolha de qual tipo de munição não letal usar depende das características, do treinamento de cada tropa e da situação.


“A grande variedade de intensidade nas cargas, dimensões e tipos ocorre porque cada um tem uma função específica, dependendo da ocasião. Vários condicionantes, como o vento, chuva, se o local é aberto ou fechado, a quantidade das pessoas e a disposição, a distância delas dos policiais, interferem na escolha de um ou de outro”, explica o coronel Camargo.


G1

 Nenhum comentário

Condenados do “mensalão” pagaram advogados com dinheiro público.


Vladimir Chaves

Segundo denuncia publicada no jornal Estado de São Paulo, os diretórios nacionais do PT e do PR contrataram com recursos públicos, provenientes do Fundo Partidário, os mesmos advogados que representam, na esfera privada, condenados no julgamento do mensalão e réus acusados de corrupção após as investigações das operações Porto Seguro e Sanguessuga, da Polícia Federal.

De acordo com a reportagem o PT pagou no período ao menos R$ 485 mil ao escritório Fregni – Lopes da Cruz por honorários de ações cíveis. Em Brasília, a equipe atua na defesa do ex-presidente do partido José Genoino. 

Confira a integra da matéria

 Nenhum comentário

Projeto isenta de IPTU casa alugada a servidor municipal


Vladimir Chaves

Tramita na Câmara Municipal de Campina Grande, Projeto de Lei do vereador Miguel Rodrigues (PPS), que objetiva conceder isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), para o imóvel alugado ao servidor público municipal efetivo, durante a vigência do contrato de locação.

Segundo o vereador Miguel Rodrigues, esta propositura vem reparar uma grande lacuna na legislação local, descrita na Lei Orgânica do Município, em seu artigo 115, que atualmente beneficia apenas com isenção, os servidores que possuem um único imóvel em seu nome. “Desta forma, a Câmara e o Executivo, terão a oportunidade de repara um erro histórico e beneficiar através de isenção, aqueles que ainda não conseguiram conquistar sua casa própria e, a duras penas, pagam além do aluguel, o IPTU” destacou Miguel Rodrigues.


O parlamentar ainda justificou que, apesar da existência de programas habitacionais e de uma política de incentivo na aquisição da casa própria através do Governo Federal, muitos servidores não conseguiram comprar seu imóvel, pois, em sua grande maioria, têm que arcar com os gastos do aluguel e os encargos decorrentes.

 Nenhum comentário

Força de Marina pode levar à inversão de posições na chapa


Vladimir Chaves

Neste mês, o PSB confirmou que a sua chapa para concorrer à eleição presidencial deste ano será encabeçada pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). Consequentemente, a ex-senadora e ex-ministra Marina Silva (Rede) será a vice. No entanto, a seis meses do pleito, todas as pesquisas apontam que Marina tem mais intenção de votos do que Campos. O vice ter mais intenções de voto do que cabeça de chapa é fato que nunca aconteceu nos pleitos presidenciais após a redemocratização.

A situação faz com que especialistas e membros da Rede acreditem que Campos abrirá mão dos anéis para não perder os dedos e cederá seu lugar de estrela da companhia para Marina em nome da vitória. Por outro lado, a tese é refutada pelo PSB.

Marina leva vantagem por ser conhecida nacionalmente devido à eleição de 2010, quando fazendo uma campanha mais modesta, em termos financeiros e de arco de alianças, conseguiu pelo PV 20 milhões de votos. Já Campos tem mais representatividade em Pernambuco, Estado que o socialista governou de 2006 até o início deste ano. Ele conseguiu 3,5 milhões de votos no pleito de quatro anos atrás.

A situação, de acordo com o cientista político Rudá Ricci, é uma exceção na história das disputas presidenciais no país. Normalmente, os vices são escolhidos para garantirem características à chapa que o principal nome não tem, mas de forma discreta. “Nenhum vice teve tanta representatividade quanto ela. A Lei Eleitoral permite que o candidato seja mudado a até 20 dias da eleição. Se Campos não começar a subir nas pesquisas, ele terá que ceder seu lugar para Marina, que pode ter mais chances de ganhar”, explicou Ricci.

O estudioso destaca que se Marina se transformar em cabeça de chapa, a composição do cenário eleitoral poderá ser drasticamente mudada. Em algumas pesquisas, com essa composição, o senador Aécio Neves (PSDB) aparece atrás de Marina. O efeito disso, segundo Ricci, seria um desânimo na candidatura tucana e a volta de Lula ao páreo.

“Marina é peça chave na eleição. Se ela se tornar candidata, Aécio ficará enfraquecido e pode focar sua campanha no fortalecimento de seu candidato ao governo do Estado, Pimenta da Veiga (PSDB). Do outro lado, seria arriscado manter Dilma, e o PT precisaria de outro fenômeno para combater Marina: Lula.”

Um dos fundadores da Rede Sustentabilidade em Minas, José Fernando Aparecido de Oliveira, também aventa a possibilidade de Marina se tornar cabeça de chapa. Para ele, a política é dinâmica e as verdades absolutas mudam. “Como disse José Maria Alkmin, a política é como nuvem, e muda de posição a cada instante. O que está em questão é um projeto de país”, disse Zé Fernando, parafraseando o ex-vice presidente do Brasil.

O presidente do PSB de Minas, o deputado federal Júlio Delgado, no entanto, é enfático ao afirmar que Campos e o PSB não cederão o espaço da cabeça de chapa a Marina Silva. Para o dirigente partidário, a experiência de Eduardo Campos como governador faz diferença na hora de administrar. “Impossível Marina ser cabeça de chapa. Ela é nossa vice. O PSB acolheu companheiros da Rede para ajudar na campanha. Campos já foi governador. Ele tem mais o perfil de um chefe do Poder Executivo”, ponderou Delgado.

domingo, 11 de maio de 2014

 Nenhum comentário

Queda de Dilma nas pesquisas faz crescer dissidência do PMDB


Vladimir Chaves

A divulgação da última pesquisa Datafolha, que mostra uma tendência consistente de queda na avaliação e intenção de votos da presidente Dilma Rousseff , foi um incentivo a mais para empurrar para fora do barco governista setores expressivos da base aliada que já estavam de olho no crescimento dos adversários Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Campos (PSB-PE). 

Uma parte dos quatro maiores partidos aliados — PMDB, PP, PSD e PR — não acompanhará Dilma este ano. No PMDB, mesmo com o vice Michel Temer, as defecções no apoio a Dilma já atingem Rio, Bahia, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Acre e Roraima. Também há problemas no Paraná, no Mato Grosso do Sul e no Espírito Santo.

Na avaliação de aliados de diversos partidos, até as convenções de julho que decidirão pela manutenção ou não das alianças nacionais com o PT, a dissidência crescerá caso a presidente continue caindo nas pesquisas de intenção de votos. Aécio vem sendo o maior beneficiário das dissidências entre os partidos “dilmistas”.

No PMDB, estão com ele até o momento os diretórios de Bahia, Rio e Acre; ele pode ainda herdar dissidências no Ceará e no Paraná. Campos, que tinha muitos interlocutores no partido, perdeu terreno com a chegada de Marina Silva, mas ainda deve levar o apoio do PMDB gaúcho e pernambucano, e tem conversas com o diretório do Mato Grosso do Sul.

Segundo cálculos ainda não oficiais do PMDB, de 12 a 14 diretórios estaduais fecham com Dilma. Em alguns estados haverá palanque duplo, como Piauí, Rio Grande do Norte e Goiás. Na próxima semana, a Executiva Nacional reúne os presidentes dos diretórios estaduais, as bancadas da Câmara e do Senado para debater o quadro. Peemedebistas avaliam que a confirmação ou não da aliança PT-PMDB em 2014, na convenção do dia 10 de junho, dependerá do desempenho da presidente Dilma nos próximos dias. 

 Nenhum comentário

Datafolha: 61% dos eleitores são contra o voto obrigatório


Vladimir Chaves

Se pudesse escolher, a maior parte dos eleitores não compareceria às urnas em 5 de outubro, segundo pesquisa Datafolha publicada no jornal Folha de S. Paulo deste domingo. A pesquisa mostra que 61% dos entrevistados são contra o voto obrigatório e que 57% não iriam votar nas próximas eleições se o voto fosse facultativo.

O número de pessoas que não compareceria às eleições é o maior já identificado desde 1989, quando o instituto de pesquisa começou a fazer essa pergunta em suas pesquisas. Nas investigações anteriores, o total de pessoas que não votariam se não houvesse obrigatoriedade nunca foi maior do que 50%

A pesquisa mostra que a rejeição ao voto obrigatório é maior entre os mais velhos e os quem tem mais renda e escolaridade.

A maior parte dos eleitores contrários ao voto obrigatório está no grupo entre 45 e 59 anos (68%). Entre os que ganham mais de dez salários mínimos, a taxa chega a 68%. Entre quem tem nível superior a rejeição é de 71%.

 Nenhum comentário