Datafolha: Apenas 10% aprovam o governo da presidente Dilma Rousseff.


Vladimir Chaves

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, no jornal Folha de São Paulo, aponta que 65% dos brasileiros consideram o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) “ruim” ou “péssimo”. Ainda de acordo com o instituto, apenas 10% dos entrevistados consideraram o governo da petista como "bom" ou "ótimo".

Confira o resultado da pesquisa de avaliação do governo de Dilma:
- Ótimo/bom: 10%
- Regular: 24%
- Ruim/péssimo: 65%
- Não sabe: 1%


O levantamento foi realizado pelo Datafolha com 2.840 pessoas de 174 municípios do país entre os dias 17 e 18 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

sábado, 20 de junho de 2015

 Nenhum comentário

Ronaldo Filho emite nota e esclarece alusão ao seu nome na Operação Sete Chaves


Vladimir Chaves

A Assessoria de Imprensa do vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho, de Campina Grande, emitiu no início da tarde deste sábado, 20, esclarecendo a citação do nome do mesmo na “Operação Sete Chaves”

Leia a integra da nota.

Logo que tomou conhecimento de alusões ao seu nome no inquérito da Polícia Federal referente à Operação Sete Chaves, Ronaldo Cunha Lima tomou as seguintes providencias:

1) Compareceu espontaneamente, com seu advogado Solon  Benevides,  à Superintendência da Policia Federal em João Pessoa e prestou os seguintes esclarecimentos:

1.1) Todas as citações referentes ao seu nome, seja no relatório do inquérito ou nas interceptações telefônicas das pessoas investigadas, se referem única e exclusivamente à sua atuação como advogado, desde o ano de 1997, juntamente com o colega, já falecido, Fernando Porto.

1.2) Ronaldo Filho entregou, na ocasião, cópia dos contratos advocatícios à autoridade policial, esclarecendo que o objetivo para o qual foi contratado era o de tentar fazer uma composição com as empresas, no que tange à exploração do minério.

1.3) Disse, também, que sua atuação profissional, juntamente com Fernando Porto, abrangia a área do Direito Minerário, visando obter os melhores resultados do contrato advocatício celebrado, que é o dever de qualquer advogado militante.

1.4) Negou, peremptoriamente, ter relação comercial ou acionária com qualquer das empresas investigadas, pois, pelos contratos juntados aos autos, a sua atuação se limitava exclusivamente à advocacia empresarial.

1.5) Ronaldo Cunha Lima Filho autorizou expressamente ao delegado a quebra de seus sigilos bancário, telefônico, fiscal e telemático (e-mails) como demonstração clara sobre sua real atividade profissional no objeto do contrato, que anexou ao inquérito.

Tendo em vista que os outros investigados tiveram contra si medidas coercitivas decretadas, Ronaldo Filho achou por bem impetrar um Habeas Corpus preventivo junto ao TRF-5, pois, como sua atuação era meramente de advogado e hoje ocupa um cargo eletivo na Prefeitura de Campina  Grande, evidentemente o zelo pela imagem de homem público é um dever que tem perante a sociedade.

O desembargador, ao indeferir o Habeas Corpus, deixou claro que não vislumbrava indícios de nenhuma medida coercitiva contra a sua pessoa, o que sinaliza a veracidade do que provou durante sua visita espontânea à autoridade policial.

Os advogados de Ronaldo Filho peticionaram ao juiz federal da Comarca de Patos, juntando a cópia dos esclarecimentos prestados pelo seu cliente, como também foi mantido contato telefônico com o Procurador que está à frente das investigações, afirmando em síntese que o vice-prefeito está à disposição para qualquer outro esclarecimento que se faça necessário no apoio e colaboração das investigações.

Finalmente, a nota se encerra com o advogado e vice-prefeito campinense destacando não ter nada a esconder, em sua vida pública ou nas atividades privadas. E garante: lutará de forma veemente para fazer prevalecer suas prerrogativas de exercício pleno da advocacia, em respeito à instituição a que pertence – a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) -, pois do contrário um profissional do Direito ficará impedido de atuar na sua área, sob pena de serem mal interpretadas as suas interlocuções com o cliente, esperando a correção dos fatos devidamente esclarecidos para garantia não apenas pessoal, mas de qualquer advogado neste país.

 Nenhum comentário

Renan e Cunha cobram reação de Dilma à agressão contra senadores na Venezuela


Vladimir Chaves

Após as agressões sofridas nesta quinta-feira (18), em Caracas, pelos senadores brasileiros em visita de solidariedade aos líderes políticos que se encontram presos pelo governo Nicolás Maduro, os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha, afirmaram que irão cobrar do governo brasileiro reação ao episódio de hostilidade. As informações são do site do jornal O Globo.

De acordo com a reportagem, Renan disse que irá telefonar para a presidente Dilma Rousseff para cobrar uma reação “altiva” do governo federal contra o episódio relatado pela delegação brasileira na Venezuela. “Qualquer agressão aos nossos senadores, à nossa delegação, é uma agressão ao Legislativo. Estou telefonando para a presidente e vou cobrar do governo brasileiro uma reação altiva”, afirmou.

O presidente do Senado ressaltou que “o que importa é o clima de tensão, de intimidação, de ofensa, de agressão. E eu vou cobrar do governo brasileiro. A democracia hoje não tem mais como conviver com essas coisas medievais”.

Para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a Casa “não concorda com nenhum tipo de agressão ou retaliação” contra quem quer que seja e que irá se “associar a qualquer tipo de reação”. “Eu mesmo fiz gestões diretas para que recebesse os brasileiros da forma adequada”, disse, acrescentando que já falou com Renan Calheiros. “Ele já está tomando as providências, não só emitindo nota, mas já procurou a presidente Dilma”, disse.

Em nota, a Presidência do Senado declarou que “as democracias verdadeiras não admitem conviver com manifestações incivilizadas e medievais”. Leia abaixo a íntegra da nota da Presidência do Senado:

“O Presidente do Congresso Nacional recebeu relatos apreensivos da delegação de senadores brasileiros em viagem a Venezuela através dos senadores Cássio Cunha Lima, Aloysio Nunes Ferreira, Ronaldo Caiado e Aécio Neves.

Há relatos de cerco à delegação brasileira, hostilidades, intimidações, ofensas e apedrejamento do veículo onde estão os senadores brasileiros.

O Presidente do Congresso Nacional repudia e abomina os acontecimentos narrados e vai cobrar uma reação altiva do governo brasileiro quanto aos gestos de intolerância narrados.

As democracias verdadeiras não admitem conviver com manifestações incivilizadas e medievais. Eles precisam ser combatidos energicamente para que não se reproduzam.

quinta-feira, 18 de junho de 2015

 Nenhum comentário

Câmara aprova moção de repúdio a ataques sofridos por senadores brasileiros na Venezuela


Vladimir Chaves

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (18) uma moção de repúdio aos atos de protesto contra a delegação brasileira de senadores que foram à Venezuela para verificar as condições dos direitos humanos dos presos políticos naquele país, entre eles o ex-prefeito de Caracas Antonio Ledezma.

Quando a comitiva de senadores desembarcou em Caracas, o micro-ônibus em que se deslocavam os senadores brasileiros parou em um congestionamento e manifestantes venezuelanos atacaram o veículo, protestando contra a presença dos senadores na Venezuela.

O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP) disse que episódio ocorrido na Venezuela confirma que houve um movimento organizado e contrário aos senadores líderes de oposição brasileiros em missão naquele país.

“Esse Parlamento dá uma demonstração clara de repúdio contra agressões sofridas por brasileiros na Venezuela”, disse ele, ao defender a moção de repúdio por conta da intimidação sofrida por senadores brasileiros.

O deputado Celso Russomanno (PRB-SP), por sua vez, lembrou que a entrada da Venezuela no Mercosul foi condicionada à autorização para que os países membros pudessem fiscalizar o exercício da democracia naquele país.

“A garantia de parlamentares brasileiros é o mínimo que se pode exigir. Por lá, as coisas acontecem de maneira orquestrada. Certamente para que os parlamentares não tivessem êxito no que foram fazer lá”, disse.

"As democracias verdadeiras não admitem conviver com as manifestações incivilizadas e medievais. Elas precisam ser combatidas energicamente para que não se reproduzam”, diz a nota.

 Nenhum comentário

Filho de Zé Dirceu "festeja" ataque a senadores brasileiros.


Vladimir Chaves

O filho de Zé Dirceu, deputado Zeca Dirceu (PT), usou as redes sociais para debochar dos senadores brasileiros, que em missão oficial na Venezuela, foram hostilizados pelas milícias simpatizantes do ditador Nicolás Maduro.

O deputado acusou ainda os senadores de fazerem uso do dinheiro público para fazerem “onda com o dinheiro da população”.


 Nenhum comentário

“Nós caímos em uma arapuca montada pelo governo totalitário da Venezuela” senador José Agripino.


Vladimir Chaves

O senador José Agripino, integrante da comitiva de senadores que tenta visitar presos na Venezuela, disse que os senadores brasileiros caíram num “arapuca” montada pela ditadura de Nicolás Maduro.

“Nós caímos em uma arapuca montada pelo governo totalitário da Venezuela que permitiu o pouso, mas não permitiu que nos movimentássemos. Montaram congestionamentos nas proximidades do aeroporto para evitar nosso trânsito. Impedir que levássemos nossa mensagem aos presos políticos”

Agripino lamentou ainda o fato do embaixador do Brasil na Venezuela, ter abandonado a comitiva a própria sorte.


Onde existe preso político não existe Democracia. A ditadura na Venezuela é um fato. Nós estamos cumprindo missão humanitária e democrática. O embaixador do Brasil na Venezuela nos recebeu no aeroporto e depois foi embora. Não há representante do governo brasileiro conosco” lamentou.

 Nenhum comentário

Senador Cássio diz que está bem, apesar dos ataques promovidos pelas milícias do ditador da Venezuela.


Vladimir Chaves

Integrando a comitiva de senadores brasileiros, que em missão oficial, tenta visitar presos políticos na Venezuela, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), recorreu às redes sociais para tranquilizar o povo brasileiro que apesar dos ataques sofridos pelas milícias do ditador Nicolás Maduro, todos os senadores estão bem.

O senador Cássio, relata ainda a covardia do embaixador do Brasil, que fugiu deixando a comitiva de senadores entregues a própria sorte.

"Estamos bem! Mas não conseguimos avançar mais do que 2 km do aeroporto. As estradas todas bloqueadas. Nossa van foi cercada por militantes da ditadura e nos hostilizaram. Clima tenso. Porém estamos em segurança. O embaixador do Brasil 'fugiu' . Nos deixou na mão” postou Cássio Cunha Lima.

 Nenhum comentário

Sitiados: Embaixada brasileira abandona comitiva e senadores são atacados pelas milícias do ditador Maduro.


Vladimir Chaves

Sem nenhuma proteção do governo venezuelano a comitiva de senadores brasileiros que se encontra na Venezuela, para uma visita oficial aos presos políticos do regime do ditador Nicolás Maduro, terminou sendo atacada pelas milícias bolivarianas. Ainda mais grave foi à atitude do embaixador do Brasil na Venezuela, que depois de recepcionar os senadores no aeroporto os abandonou a própria sorte.

A situação tensa está sendo relatada pelos senadores nas redes sociais.

“Não conseguimos sair do aeroporto. Sitiaram o nosso ônibus, bateram, tentaram quebrá-lo. Estou tentando contato com o presidente Renan. Filmei o apedrejamento que fizeram contra nosso ônibus, mas o sinal de internet é ruim. O embaixador do Brasil na Venezuela nos recebeu no aeroporto e foi embora. Agora estamos sendo agredidos e não tem representante do governo” postou o senador Ronaldo Caiado.

“Estamos aqui para defender a democracia e até agora o governo venezuelano tem demonstrado pouco apreço por ela. Estamos em Caracas, sitiados em uma via pública. Nossa van foi atacada por manifestantes” postou o senador Aécio Neves

 Nenhum comentário

Câmara dos Deputados: "Brincando” de fazer reforma política.


Vladimir Chaves

Numa demonstração de que a reforma política não passa de uma “brincadeirinha” e que falta vontade política para promover as mudanças que o país almeja, a Câmara dos Deputados rejeitou por 230 votos a 89 e 9 abstenções, emenda do deputado Índio Costa (PSD), que obrigava os candidatos às eleições proporcionais e majoritárias a registrarem suas propostas na Justiça Eleitoral.

O texto também proibia a reeleição daqueles que, comprovadamente, deixassem de cumprir as propostas durante os mandatos.

Confira como votou a bancada da Paraíba. SIM, votou a favor da emenda, NÃO contra a emenda.

EFRAIM FILHO
SIM
DAMIÃO FELICIANO
OBSTRUÇÃO
HUGO MOTA
NÃO
MANOEL JUNIOR
AUSENTE
VENEZIANO
NÃO
AGUINALDO RIBERIO
NÃO
WELLINGTON ROBERTO
NÃO
RÔMULO GOUVEIA
SIM
PEDRO CUNHA LIMA
OBSTRUÇÃO
LUIZ COUTO
NÃO
WILSON FILHO
AUSENTE
BENJAMIN MARANHÃO
SIM

 Nenhum comentário

Câmara aprova brecha para que políticos possam mudar de partidos


Vladimir Chaves

Por 317 votos a 139 e 6 abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou a criação de uma janela de 30 dias para que o político possa mudar de partido sem perda do mandato.

A emenda do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), prevê que a janela será nos 30 dias seguintes à promulgação da PEC. Segundo o texto aprovado, a desfiliação não prejudicará o partido que perdeu o filiado quanto à distribuição de recursos do Fundo Partidário e ao acesso gratuito ao tempo de rádio e televisão.

Confira como votou a bancada da Paraíba
EFRAIM FILHO
NÃO
DAMIÃO FELICIANO
SIM
HUGO MOTA
SIM
MANOEL JUNIOR
SIM
VENEZIANO
SIM
AGUINALDO RIBERIO
SIM
WELLINGTON ROBERTO
SIM
RÔMULO GOUVEIA
NÃO
PEDRO CUNHA LIMA
SIM
LUIZ COUTO
NÃO
WILSON FILHO
SIM
BENJAMIN MARANHÃO
SIM


 Nenhum comentário

Hoje: Campina Grande tenta bater recorde de “Maior Quadrilha Junina do Brasil”


Vladimir Chaves

Chegou mais um grande dia no Maior São João do Mundo. Hoje, quarta-feira (17), o Parque do Povo será palco para o “Quadrilhão Mexe, Campina”, que busca manter o título de “Maior Quadrilha Junina do Brasil”, junto ao Rank Brasil, arrastando mais de 750 casais para dançar muito forró no pátio do palco principal do Parque do Povo. A contagem de casais será iniciada às 15h e a apresentação do Quadrilhão segue até as 17h.

O momento é de diversão para campinenses e turistas, e quem ainda não se inscreveu, poderá participar indo caracterizado com roupas típicas da dança e realizar sua inscrição durante a concentração, que começa às 14h, na Pirâmide do Parque  do  Povo.

A partir das 15h, a equipe do Rank Brasil começará a contagem de casais, verificando se Campina Grande conseguiu, mais uma vez, bater o recorde de Maior Quadrilha Junina do Brasil. A primeira vez que a cidade conquistou o título foi em 2013, quando reuniu 628 pares. Em 2014, ultrapassou a marca, reunindo 716 casais e para obter o registro este ano, o Quadrilhão deve apresentar mais integrantes que a última edição.


O “Quadrilhão Mexe Campina” é promovido pela Prefeitura Municipal de Campina Grande, por meio da Coordenadoria de Turismo, em parceria com as secretarias de Esporte, Juventude e Lazer, Saúde, Cultura, Assistência Social e Educação. Todos os anos o evento conta também com o apoio da Associação de Quadrilhas Juninas (Asquaju-CG), que mobiliza quadrilhas oficiais para participar do Quadrilhão.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

 Nenhum comentário

Salão do Artesanato reúne artistas de mais de sessenta municípios em Campina Grande


Vladimir Chaves

Com o tema “Mãos que trabalham nossa cultura”, Campina Grande está sediando o 22º. Salão do Artesanato, que acontece na antiga Ourovel, na Avenida Severino Cabral, no bairro do Catolé. Cerca de 400 artesãos comercializam os trabalhos, representando 62 municípios paraibanos. A iniciativa, que se prolonga até o próximo dia 30 de junho, contribui para elevar o fluxo turístico e comercial da cidade durante a realização do Maior São João do Mundo.

O espaço conta com uma área total de 2.900m² com stands, depósitos, hall de entrada, salas de coordenação, gestão, cadastro, enfermaria, brigada de incêndio, caixa de autoatendimento e banheiros, além de uma praça de alimentação com palco onde acontecem as apresentações artísticas juninas. O evento é uma realização Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) e acontece tradicionalmente no período de realização do Maior São João do Mundo, sendo mais um atrativo da mais importante festa popular do interior do Brasil.

Como forma de facilitar a leitura dos visitantes, o salão não é separado por stands convencionais, mas um stand contínuo, onde as tipologias mudam de uma forma integrada. Cerca de cem profissionais participaram da sua montagem.

Entre os artesãos, a avaliação preliminar sobre o salão é positiva. Quem pensa assim, por exemplo, é Alex Fabiano, artesão de João Pessoa, que pela segunda fez participa do evento. Ele trabalha com artesanato há sete anos, confeccionando brinquedos, especialmente carros feitos com uso de pinho e outras madeiras recicláveis. Os seus produtos são vendidos a preços que variam entre R$ 300,00 e R$ 25,00. “Considero este salão uma ótima oportunidade de valorização do trabalho artesanal no Estado, sobretudo num período em que Campina Grande recebe tantos turistas durante a sua festa de São João”, afirmou.

Por sua vez, a turista Paula Alencar, oriunda do estado do Ceará, reconhece a beleza e importância do artesanato paraibano. “Em minha terra, temos muita tradição em termos de artesanato, mas a Paraíba está de parabéns pela sua produção”, destacou, acrescentando que veio a Campina Grande para participar do Maior São João do Mundo, mas, além de curtir um bom forró, não poderia deixar de retornar a sua terra com lembranças adquiridas em lugares como o Salão do Artesanato e a própria Vila do Artesão.

 Nenhum comentário

Câmara rejeita criação de cota para mulheres no Legislativo


Vladimir Chaves

A Câmara dos Deputados rejeitou emenda apresentada pela bancada feminina à reforma política (PEC 182/07) que garantia um percentual de vagas no Legislativo para as mulheres. Foram apenas 293 votos a favor do texto, mas o mínimo necessário era de 308. Houve 101 votos contrários e 53 abstenções.

O texto previa uma espécie de reserva de vagas para as mulheres nas próximas três legislaturas. Na primeira delas, de 10% do total de cadeiras na Câmara dos Deputados, nas assembleias legislativas estaduais, nas câmaras de vereadores e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Na segunda legislatura, o percentual subiria para 12% e, na terceira, para 15%.

As vagas deveriam ser preenchidas pelo sistema proporcional. Se a cota não fosse preenchida, seria aplicado o princípio majoritário para as vagas remanescentes.

Confira como votou a bancada da Paraíba.
EFRAIM FILHO
SIM
DAMIÃO FELICIANO
SIM
MANOEL JUNIOR
AUSENTE
VENEZIANO
SIM
AGUINALDO RIBEIRO
NÃO
WELLINGTO ROBERTO
SIM
RÔMULO GOUVEIA
SIM
PEDRO CUNHA LIMA
NÃO
LUIZ COUTO
SIM
WILSON FILHO
SIM
BENJAMIM MARANHÃO
ABSTENÇÃO
HUGO MOTA
AUSENTE



 Nenhum comentário

Reforma politica: Câmara aprova voto impresso.


Vladimir Chaves

Finalmente a Câmara dos Deputados aprovou algo de relevância no processo de votação da reforma política. Por 433 votos a 7 os parlamentares aprovaram emenda do deputado Leonardo Piccinani (PMDB), que obriga o voto impresso nas urnas eletrônicas.

O objetivo é aumentar o controle do eleitor e de permitir auditorias nas urnas eletrônicas, a emenda prevê que a urna deverá imprimir o voto, a ser conferido pelo eleitor antes da conclusão da votação. O voto impresso dessa maneira será depositado automaticamente em local lacrado podendo ser usando em auditórias futuras.

Confira como votou a bancada da Paraíba.
EFRAIM FILHO
SIM
DAMIÃO FELICIANO
SIM
MANOEL JUNIOR
SIM
VENEZIANO
SIM
AGUINALDO RIBEIRO
SIM
WELLINGTO ROBERTO
SIM
RÔMULO GOUVEIA
SIM
PEDRO CUNHA LIMA
SIM
LUIZ COUTO
SIM
WILSON FILHO
SIM
BENJAMIM MARANHÃO
SIM
HUGO MOTA
FALTOU



 Nenhum comentário

MPF/PB quer que União e Estado da Paraíba forneçam canabidiol para pacientes


Vladimir Chaves

O Ministério Público Federal na Paraíba, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), ajuizou ação civil pública, com pedido de liminar, para que a União e o Estado da Paraíba forneçam o canabidiol gratuitamente a 18 pacientes. Pede-se que o medicamento seja dado, mensalmente, em quantidade suficiente para o tratamento de cada um deles, por tempo indeterminado.

O MPF requer também que União e Estado realizem todos os contatos com os fornecedores para a aquisição dos fármacos, bem como todo o processo de compra, importação, frete e liberação do canabidiol perante a aduana brasileira, e a estocagem e distribuição da substância, desde que obedeça à periodicidade mensal necessária.

Ainda segundo a ação, Estado e União devem apresentar ao MPF, em 30 dias, contados da decisão liminar, cronograma completo de aquisição, estocagem e fornecimento da medicação, válido por dois anos, no mínimo. Ao final desse período, o cronograma será substituído por outro, para idêntico período subsequente, e assim por diante, sendo que sua não apresentação não desobrigará Estado e União de iniciar ou continuar o fornecimento do canabidiol aos pacientes.

Na ação, o procurador regional dos direitos do cidadão, José Godoy Bezerra Souza, ressalta que o estado de saúde das crianças e jovens é grave e o tratamento com o canabidiol, ao qual vêm se submetendo, “não pode sofrer interrupção – ou tem de ser iniciado imediatamente, no caso dos pacientes que não tiveram a oportunidade de começá-lo”, alerta.


Devido às dificuldades financeiras, há pacientes que não recebem a dose completa prescrita de canabidiol. Outros tiveram de parar com a medicação, devido ao alto custo de importação. Atualmente, o custo mensal do canabidiol para uma das crianças, de apenas quatro anos, é de cerca de R$ 3 mil, mantido pelos familiares com a realização de rifas e pedido de doações entre amigos e parentes. Outra família possui duas crianças com síndromes convulsivas e nunca teve amparo algum do estado.

terça-feira, 16 de junho de 2015

 Nenhum comentário