Brasil vai às ruas em defesa do governo Bolsonaro, confira as cidades onde haverá mobilizações.


Vladimir Chaves


Manifestações convocadas pelas redes sociais por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, devem acontecer nesse domingo (15), nos 26 estados e Distrito Federal. Apesar do surto de Coronavírus e o pedido de cautela do presidente, os internautas mantiveram a convocação e vão as ruas nesse domingo em defesa do governo Bolsonaro e contra as pautas bombas do Congresso Nacional.

Confira a relação dos estados e as cidades onde acontecerão as mobilizações:

ALAGOAS
Maceió: Praça Vera Arruda, 9h

AMAPÁ
Macapá: Parque do Forte, 16h

AMAZONAS
Manaus: Ponta Negra, 15h
BAHIA
Ilhéus: Praça da Irene, 14h30m
CEARÁ
Fortaleza: Praça da Imprensa, 16h

DISTRITO FEDERAL
Brasília: Em frente ao Congresso Nacional, 10h

ESPÍRITO SANTO
Guaçaí: Praça João Acacinho, 15h
Vila Velha: Posto Moby Dick até a Praça do Papa, 14h

GOIÁS
Anápolis: Praça Dom Emanuel, 9h
Goiânia: Praça Cívica, 15h
Iporá: Semáforo da Av. Pará, 15h
Porangatu: Parque Agropecuário, 17h
Rio Verde: Parque Ecológico-Espelho d'água, 10h

MARANHÃO
Imperatriz do Maranhão: Praça Brasil, 8h
Rosário: Praça do Banco do Brasil, 9h
São Luiz: Praça do Pescador, Av. Litorânea, 9h

MATO GROSSO
Cuiabá: Praça das Bandeiras, 15h (carreata); Praça do Choppão, 16h (concentração final)
Rondonópolis: Em frente ao Rondon Plaza, 15h

MATO GROSSO DO SUL
Campo Grande: Obelisco, Av. Afonso Pena, 16h
Corumbá: Rua Frei Mariano, entre as Ruas Cabral e Joaquim Murtinho, 15h
Dourados: Praça Antônio João, 13h

MINAS GERAIS
Além Paraíba: Carreata - saindo da Ilha do Lazarento, 16h
Belo Horizonte: Praça da Liberdade, 10h
Gov. Valadares: Praça dos Pioneiros, 10h
Ipatinga: Trevo do Caçula, 9h
Ituiutaba: Praça da Prefeitura, 16h
Juiz de Fora: Parque Halfeld, 10h
Montes Claros: Av. Sanitária em frente ao Senac, 10h
Muriaé: Praça Cel. Pacheco de Medeiros, 14h
Patos de Minas: Praça Champagnat, 10h
Ponte Nova: Ginásio Palmeirense, 15h
Sacramento: Praça do Rosário, 15h
Sete Lagoas: Orla da Lagoa da Boa Vista, 10h
Três Corações: Praça Odilon Resende de Andrade/Centro, 14h
Uberaba: Praça Por do Sol, 14h
Uberlândia: Praça Tubal Vilela, 10h

PARÁ
Barcarena: Praça de Alimentação da Vila dos Cabanos, 15h
Belém: Escadinha na Presidente Vargas, 8h
Parauapebas: Havan, 15h
Santarém: Orla da Cidade, 17h
Tucuruí: Posto Cidade Luz, 15h
Xinguara: BR 155, saída para Redenção, 15h

PARAÍBA
Campina Grande: Praça da Bandeira, 15h
João Pessoa: Busto de Tamandaré, 15:00 h.
Patos: Praça do Cepa 16h.

PARANÁ
Arapongas: Praça Mauá, 9h
Apucarana: Praça Catedral, 15h
Campo Mourão: Aeroporto, 14h30m
Cascavel: Catedral, 15h
Colorado: Praça Central, 15h
Cornélio Procópio: Automar, 15h
Curitiba: Boca Maldita, 14h
Francisco Beltrão: Praça Central, 9h
Foz do Iguaçu: Praça do Mitre, 9h
Guarapuava,: Praça Cleve, 14h30m
Guaratuba: Praia Central, 9h30m
Irati: Praça da Bandeira, 15h
Lapa: Parque Linear, 15h
Londrina: Av. JK x Av. Higienópolis, 15h
Marchal Cândido Rondon: Rotatória da Bandeira, Av. RGS x Maripá, 15h
Maringá: Praça da Catedral, 15h
Paranavaí: Praça dos Pioneiros, 15h
Pato Branco: Praça Presidente Vargas, 15h
Ponta Grossa: Praça Barão do Guaraúna, 15h
Pontal do Paraná: Câmara Municipal, 14h
Prudentópolis: Rodoviária, 14h
Toledo: Lago Municipal, 9h
Umuarama: Praça Miguel Rossafa, 16h
União da Vitória: Praça Hercílio Luz, 15h

PERNAMBUCO
Caruaru: ao lado do Grande Hotel, 10h
Petrolina: Praça Maria Auxiliadora, ao lado da Catedral, 16h
Recife: Av. Boa Viagem, 14h

PIAUÍ
Teresina: Ponte Estaiada, 16h

RIO DE JANEIRO
Araruama: Praça Antônio Raposo, 10h
Barra Mansa: Praça da Matriz, 15h
Macaé: Orla da Praia dos Cavaleiros, 10h
Niterói: Praia de Icaraí, em frente à Reitoria da UFF, 10h
Petrópolis: Praça Dom Pedro, 14h
Resende: Parque das Águas, 15h
Rio das Ostras: Centro da Cidadania, 9h
Rio de Janeiro: Posto 5 Copacabana, 10h
Saquarema: Carreata - Posto Ipiranga Bacaxá, 9h
Vassouras: Carreata - Posto Chapisco Madruga Vassouras, 9h
Volta Redonda: Praça Brasil, 9h

RIO GRANDE DO NORTE
Mossoró: Praça do Teatro Dix-Huit Rosado, 8h
Natal: Midway, 15h

RIO GRANDE DO SUL
Bento Gonçalves: Carreata - Praça Planalto, 15h
Cachoeira do Sul: Praça Honorato, 15h
Caxias do Sul: Praça Dante, 15h
Cruz Alta: Praça da Matriz, 15h
Farroupilha: Praça da Bandeira, 15h
Flores da Cunha: Praça das Bandeiras, 15h
Gramado: Rua Coberta, 15h
Lajeado: Parque dos Dicks, 15h - Carreata saindo do Parque do Imigrante às 15h em direção ao Parque dos Dicks
Osório: Parque dos Rodeiros, 10h
Passo Fundo: Praça da Mãe, 15h
Pelotas: Altar da Pátria, 15h
Porto Alegre: Parcão, 15h
Rio Pardo: Rua Andrade Neves em frente ao Clube Literário (Esquina Patriótica), 15h
Santa Cruz do Sul: Praça da Bandeira, 15h
Santa Maria: Praça Saldanha Marinho, 15h
Uruguaiana: Carreata - Antiga Estação Férrea, 14h

RONDÔNIA
Cacoal: Praça Municipal, 14h
Porto Velho: Espaço Alternativo, 16h

SANTA CATARINA
Blumenau: Praça da Prefeitura, 16h
Caçador: Praça da Corroça, Beira Rio, 15h
Camboriú: Praça Almirante Tamandaré, 16h
Chapecó: Praça Cel. Bertaso, caminhada até Havan, 14h
Concórdia: Rua Coberta em frente à Praça Municipal, 9h30m
Criciúma: Rua da Gente, 15h
Florianópolis: Trapiche Beira Mar, 16h
Gaspar: Escadaria da Matriz, 9h
Itajaí: Praça Beira Rio, 15h
Itapema: Av. Nereu Ramos, esquina com a rua 230 Meia Praia, 15h
Joinville: Praça da Bandeira, 14h30m
Lages: Posto Petrolages, 15h
Penha: Praça Expedicionário Inácio Crispen, 15h
São Francisco do Sul: Praça da Bandeira, 14h

SÃO PAULO
São Paulo: Av. Paulista, 13h
Araçatuba: Em frente à Havan, 10h
Araraquara: Parque Infantil, 15h
Bauru: Av. Getúlio vargas (PF), 10h
Botucatu: Praça da Catredal, 15h
Bragança Paulista: Lago do Taboão, 10h
Campinas: Largo do Rosário, 10h
Campo Limpo Paulista: Av. Alfried Kupp, 10h
Dracena: Praça Arthur Pagnozi, 10h
Franca: Praça Central, 15h
Guaratinguetá: Carreata - Saída Av. Presidente Getúlio Vargas, 10h
Guarujá: Praça das Bandeiras, 14h
Guarulhos: Av. Paulo Faccini, 14h
Hortolândia: Havan, 8h. Após, carreata para participação na Av. Paulista
Indaiatuba: Concha Acústica, Parque Ecológico, 10h
Itu: Praça do Carmo, 10h30m
Ituverava: Praça da Alimentação na Praça 10 de Março, 10h
Jaú: Beco em frente ao Ginásio Dr. Neves, 10h
Limeira: Praça Toledo Barros, 14h
Marília: Em frente à Prefeitura, 16h
Mogi das Cruzes: Av. Cívica, 10h
Mogi Guaçu: Parque dos Ingás, 14h
Ourinhos: Praça dos Burgueses, 14h
Pederneiras: Av. Ricardo Alves (Supermercado Confiança), 16h
Peruíbe: Igreja Matriz, 14h
Pindamonhangaba: Praça do Quartel, 10h
Piracicaba: Praça José Bonifácio, 10h30m
Pirassununga: Carreata e Passeata - Praça Central, 10h30m
Praia Grande: Praça das Cabeças, 14h
Presidente Prudente: Parque do Povo, 17h
Promissão: Banco do Brasil, 10h
Ribeirão Preto: Em frente à Recra, 10h
Santos: Praça da Independência, 14h
São José dos Campos: Parque Vicentina Aranha, 14h
São José do Rio Preto: Av. Andaló, Prefeitura, 10h
São Paulo: Av. Paulista, 13h
Sorocaba: Parque do Campolim, 14h
Sumaré: Praça das Bandeiras, 19h
Taquaritinga: Praça Guilherme Franco, 10h
Tupã: Em frente ao Estádio Municipal, 16h
Valinhos: Carreata - saída do portão da Festa do Figo, 9h, até o Largo do Rosário em Campinhas
Vinhedo: Em frente à padaria JF no Portal, 15h
Votuporanga: Parque da Cultura, 16h

SERGIPE
Aracaju: Carreata com saída às 14h nos Arcos da Orla, destino Mirante 13 de julho

TOCANTINS
Araguaína: Vias Lago, 17h
Gurupi: Parque Mutuca, 16h30m
Palmas: Praça dos Girassóis, 16h

sábado, 14 de março de 2020

 Nenhum comentário

Coronavírus: Deputada quer 4 anos de cadeia para o cidadão que desobedecer “medidas sanitárias preventivas”.


Vladimir Chaves


A deputada Joice Hasselmann (PSL), protocolou o Projeto de Lei 601/2020, em regime de urgência, que se aprovado pode condenar um cidadão a até quatro anos de cadeia caso desobedeça “medidas sanitárias preventivas” adotadas pelo governo.

O inusitado projeto de aumento de pena é justificado pela deputada como forma de “ajudar as autoridades sanitárias a exigir o cumprimento das orientações dos órgãos sanitários”, como o Coronavírus

“Projeto de Lei n. 601/2020, aumenta a pena do crime de infração de medida sanitária preventiva, previsto no art. 268 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), que é de detenção, de um mês a um ano, e multa, para a de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa".

 Nenhum comentário

Coronavírus: Pastoral carcerária exige libertação de presos.


Vladimir Chaves


A Pastoral Carcerária Nacional, “preocupada” com a saúde e bem-estar dos presidiários, públicou carta aberta à população para exigir medidas concretas, como o desencarceramento de pessoas presas. Segundo a Pastoral, para evitar uma epidemia do novo coronavírus dentro das prisões brasileiras.

A Pastoral da Igreja Católica justifica citando como exemplo o Irã. Segundo eles, 120 mil detentos foram libertados desde o início da crise. Entre os critérios usados para liberação no Irã estão resultado negativo no exame e penas menores do que cinco anos.

Segundo a entidade, se o vírus se espalhar pelas prisões brasileiras, “as consequências serão desastrosas”, pois os detentos possuem imunidade muito baixa por conta das condições degradantes existentes a que estão submetidos e muitos presos provavelmente viriam a entrar em óbito pela gravida da doença.

“De nada adianta celas mais limpas, se estas ainda continuam superlotadas, se os presos não tem materiais de higiene, tem pouco tempo de banho de sol, há racionamento de água na unidade, alimentação precária, além das torturas físicas e psicológicas – condições constantes nas unidades prisionais de todo o país”, afirmam.

 Nenhum comentário

Senador Nelsinho Trad testa positivo para coronavírus


Vladimir Chaves


O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) testou positivo para o coronavírus (Covid-19). Em nota divulgada pela sua assessoria na noite de ontem (13), o senador confirmou o resultado do exame e está em isolamento domiciliar. Trad é o primeiro parlamentar brasileiro a confirmar ter Covid-19.

O senador, de 58 anos, é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Casa e acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na viagem oficial aos Estados Unidos na última semana. Durante o voo que transportou a comitiva, Trad estava em uma poltrona próxima à do secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, que foi diagnosticado com o vírus.

Leia a nota de Trad, na íntegra:

"Estive, como todos sabem, a trabalho, representando o Senado Federal na viagem com o presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos. No retorno ao Brasil, fomos todos na comitiva que viajou com o presidente surpreendidos, quando um dos integrantes do voo de regresso foi positivado para o Covid-19. Segui fiel e estritamente os protocolos de quem se enquadra em comunicante de caso. Fiz o exame, que resultou positivo. Serenamente, com fé em Deus, e atendendo todas as orientações dos profissionais de saúde envolvidos nesse enfrentamento, estou em casa com a minha família, guardando o período de isolamento. Não há de se agravar. Com fé em Deus, sempre aprendi que problemas existem para serem solucionados".

 Nenhum comentário

Simpatizantes do governo Bolsonaro vão às ruas dia 15


Vladimir Chaves


Após o presidente Jair Bolsonaro pedir cautela em  relação as manifestações pró-governo marcadas para domingo dia 15, militantes de direita e simpatizantes do governo Bolsonaro reafirmaram a intenção de manterem os atos, criando inclusive a hashtag #DesculpeJairMasEuVou.

Mesmo com a tentativa de sabotagem do movimento, por parte até mesmo parlamentares do PSL, a maioria das grandes cidades mantiveram a data e prometem uma grande mobilização em defesa do governo Bolsonaro.

sexta-feira, 13 de março de 2020

 Nenhum comentário

Exames de Coronavírus do presidente Bolsonaro dá negativo.


Vladimir Chaves


O exame do presidente Jair Bolsonaro, testou negativo para o Coronavírus. O resultado foi divulgado, nesta sexta-feira (13/3), pelo próprio presidente no seu Facebook.

“HFA/SABIN atestam negativo para o COVID-19 o Sr. Pres. da República Jair Bolsonaro.” Postou o presidente.

O teste positivo do Secretário de Comunicação da Presidência da República, Fabio Wajngarten, para o novo coronavírus Covid-19 fez com que o chefe do Executivo se submetesse a exames para saber se tinha a doença. Wajngarten viajou junto com Bolsonaro para os Estado Unidos.

 Nenhum comentário

CORONAVÍRUS: Samu de Campina Grande estabelece protocolo de atendimento


Vladimir Chaves


A Secretaria de Saúde de Campina Grande continua fortalecendo a rede de serviços para o atendimento aos casos suspeitos de coronavírus na cidade. Agora, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência criou um protocolo especializado de atendimento a pacientes com suspeita do novo COVID-19, tanto para o atendimento de pacientes com sintomas da doença, quanto para o transporte entre as unidades de atendimento inicial e os hospitais de referência.
O protocolo estabelece procedimentos diferenciados para esses casos, desde o atendimento da ligação, passando pela regulação do médico, o envio da equipe, o transporte, até a disponibilização da vaga para acolhimento nas unidades de referência, que são as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o Hospital Municipal Pedro I. 

Para isso, os socorristas do Samu vão utilizar um macacão impermeável, máscaras, óculos e luvas diferenciados. O protocolo também estabelece a desinfecção das ambulâncias após o atendimento e o descarte extremamente cuidadoso dos materiais utilizados no atendimento.

“Esse padrão de atendimento está sendo implantado com o objetivo de diminuir ao máximo o risco de infecção das equipes de socorro e de evitar a proliferação do vírus. É uma medida de prevenção”, explicou o Diretor Técnico do Samu-CG, Dr. Ismael Kim, responsável pela elaboração do protocolo.

Além dessa medida, a Secretaria Municipal de Saúde também realizou capacitação com todos os profissionais da rede de atenção primária, da média e da alta complexidade. As UPAs foram equipadas e os profissionais treinados para receber os casos suspeitos e o Hospital Municipal Pedro I foi preparado com leitos de UTI e observação. Até o momento, Campina Grande tem apenas um caso suspeito registrado.

 Nenhum comentário

Documentário sobre Marielle derruba audiência da Rede Globo


Vladimir Chaves


A exibição do primeiro episódio de “Marielle – O Documentário” derrubou a audiência da Rede Globo.

às 23h35, a série registrava 18,6 pontos na medição em tempo real da Kantar Ibope Media e liderava o ranking. À 0h20, estava empatada com o programa humorístico “A Praça é Nossa”, do SBT: 10 a 10.

Um ponto representa 74.987 domicílios e 203.309 indivíduos. Os dados consolidados serão divulgados no decorrer do dia de hoje (13).

 Nenhum comentário

Pesquisa Paraná: 36,2% acha que o país estaria melhor com militares governando, 43,2% é a favor do fechamento do Congresso.


Vladimir Chaves


O Instituto Paraná Pesquisas realizou pesquisa de opinião entre os dias 5 e 9 de março. A pesquisa apresentou duas questões estimuladas.

_Caso o Brasil estivesse sendo governado por militares e não por políticos, o país estaria melhor, pior ou igual ao que está no momento?

Melhor 36,2%
Igual 24,4%
Pior 32,7%
Não/sabe/não opinou 6,7%

_O Sr (a) é a favor ou contra o fechamento do Congresso Nacional, ou seja, não ter mais Deputados e Senadores?

A favor 43,2%
Contra 51,2%
Não sabe/não opinou 5,6%

O instituto ouviu 2.010 pessoas, com idade acima de 16 anos em 26 Estados e Distrito Federal, abrangendo 162 municípios entre os dias 5 a 9 de março de 2020.

quinta-feira, 12 de março de 2020

 Nenhum comentário

Coronavírus: saiba o que é uma pandemia


Vladimir Chaves


A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia para o Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus. Segundo a OMS, uma pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença. O termo é utilizado quando uma epidemia – grande surto que afeta uma região – se espalha por diferentes continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa. Atualmente, há mais de 115 países com casos declarados da infecção.

A questão da gravidade da doença não entra na definição da OMS de pandemia que leva em consideração apenas a disseminação geográfica rápida que o vírus tem apresentado.

"A OMS tem tratado da disseminação [do Covid-19] em uma escala de tempo muito curta, e estamos muito preocupados com os níveis alarmantes de contaminação e, também, de falta de ação [dos governos]", afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, no painel que trata das atualizações diárias sobre a doença. "Por essa razão, consideramos que o Covid-19 pode ser caracterizado como uma pandemia", explicou durante a conferência de imprensa em Genebra.

"Pandemia não é uma palavra a ser usada de forma leviana ou descuidada. É uma palavra que, se mal utilizada, pode causar medo irracional ou aceitação injustificada de que a luta acabou, levando a sofrimento e morte desnecessários", declarou.

Recomendações permanecem

O diretor-geral da OMS ressaltou que a declaração não significa a adoção de novas recomendações no combate ao vírus.

“Descrever a situação como uma pandemia não altera a avaliação da OMS sobre a ameaça representada por esse coronavírus. Não altera o que a OMS está fazendo nem o que os países devem fazer”, disse Adhanon.

Durante a conferência, ele lembrou o que a OMS preconiza a todos países. “Lembro a todos os países que solicitamos: ativar e ampliar seus mecanismos de resposta a emergências, informar profissionais sobre riscos e como podem se proteger; encontrar, isolar, testar e tratar todos os casos de Covid-19, rastreando todos os contatos”.

"Todos os países devem encontrar um bom equilíbrio entre proteger a saúde, minimizar disrupções econômicas e sociais e respeitar os direitos humanos", avaliou o diretor-geral.

Outras pandemias

A última vez que a OMS declarou uma pandemia foi em 2009, para o H1N1. Estima-se que a doença tenha infectado cerca de 1 bilhão de pessoas e matado milhares no primeiro ano de detecção.

Ainda segundo a OMS, uma pandemia de gripe ocorre quando um novo vírus emerge e se espalha pelo mundo, e a maioria das pessoas não tem imunidade.

Há 100 anos, o mundo enfrentou uma outra pandemia, a de gripe espanhola. Estima-se que entre 50 e 100 milhões de pessoas tenham morrido entre 1918 e 1920.

Brasil está mais preparado

O médico infectologista Rivaldo Venâncio, coordenador de Vigilância em Saúde e Laboratórios de Referência da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), afirmou que o Brasil está mais preparado para lidar com o Covid-19 do que estava, em 2009, para enfrentar a pandemia da gripe H1N1. Segundo ele, a população precisa se manter informada, mas não há razão para pânico.

 Nenhum comentário

Confira como votou a bancada da Paraíba na derrubada do Veto que cria despesas extras de R$ 20 bilhões.


Vladimir Chaves


Em mais uma ação nociva contra o Brasil o Congresso Nacional derrubou o Veto 55 do presidente Bolsonaro, que trata da ampliação do beneficio do BPC. A irresponsabilidade dos congressistas deve causar um impacto no orçamento de R$ 20 bilhões ao ano, em 10 anos o impacto será de R$ 200 bilhões, o que compromete 25% do total que o país economizaria com a nova Reforma da Previdência.

Nas redes sociais o presidente Bolsonaro, lamentou a irresponsabilidade: “O Congresso derrubou nosso veto e ampliou o número de famílias que podem se habilitar ao BPC, Benefício de Prestação Continuada. Tal medida impõe uma despesa extra de R$ 20 bilhões ao Executivo no corrente ano”.

Para o governo, a derrubada do veto cria despesas obrigatórias ao Executivo sem indicação da respectiva fonte de custeio, o que deve forçar o governo a judicializar a decisão Congresso.

Constituição Federal: "Art. 195 (...) § 5º - Nenhum benefício ou serviço da seguridade social poderá ser criado, MAJORADO ou ESTENDIDO sem a correspondente fonte de custeio total”.

No Senado Federal 45 senadores votaram pela derrubada do Veto, enquanto que apenas 14 votaram pela manutenção do Veto. Na Câmara dos Deputados, foram 137 votos a favor do veto, contra 302 votos contrários.

Da bancada da Paraíba apenas dois deputados e um senador votaram pela manutenção do veto, enquanto que sete deputados e dois senadores votaram pela derrubada do veto, confira abaixo:

VOTARAM PELO AUMENTO DAS DESPESAS

Damião Feliciano
Edna Henrique
Gervásio Maia
Julian Lemos
Pedro Cunha Lima
Rui Carneiro
Wilson Santiago
Veneziano Vital
Daniella Ribeiro

Contra o aumento das despesas:

Aguinaldo Ribeiro
Efraim Filho
José Maranhão.

 Nenhum comentário

Márcio Melo endossa o nome de Tovar na disputa pela Prefeitura de Campina Grande.


Vladimir Chaves


O vereador Márcio Melo Rodrigues disse hoje que vê “com muita simpatia” a pré-candidatura do deputado licenciado e secretário de Planejamento, Tovar Correia Lima (PSDB) à Prefeitura Municipal de Campina Grande, nas eleições de outubro vindouro.

Segundo o vereador, Tovar reúne todas as condições para dá prosseguimento ao trabalho exitoso do prefeito Romero Rodrigues.

“Tovar reúne as condições para administrar Campina Grande e dar continuidade ao trabalho eficiente atualmente desenvolvido pelo prefeito Romero Rodrigues, além disso, possui um perfil que agrega visão de futuro, capacidade administrativa e seriedade no tratamento da coisa pública”.

Além da Secretaria de Planejamento, Tovar já ocupou o cargo de secretário chefe de Gabinete e secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, foi um dos vereadores mais atuante de Campina Grande e atualmente é deputado licenciado.

quarta-feira, 11 de março de 2020

 Nenhum comentário

Inflação fica em 0,25% em fevereiro, a menor para o mês desde 2000.


Vladimir Chaves


A inflação do país foi a 0,25% em fevereiro, menor resultado para o mês desde 2000, quando o índice foi de 0,13%. A alta foi puxada pelos reajustes praticados no início do ano letivo, especialmente referentes aos cursos regulares (4,42%). O resultado de fevereiro foi acima da taxa de 0,21% em janeiro. Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados hoje (11) pelo IBGE.

No acumulado do ano, a inflação acumula 0,46% e, nos últimos 12 meses, o índice registrou 4,01%. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta em fevereiro. O principal destaque é o grupo educação, que apresentou a maior variação (3,70%) e o maior impacto (0,23 ponto percentual) no índice do mês.


“É comum a educação ter o maior impacto no mês de fevereiro, que é quando ocorrem os reajustes de mensalidade no início do ano letivo. Então tivemos essa alta nos cursos regulares, em que aparecem o ensino fundamental, médio, graduação e pós-graduação e também nos cursos diversos, que incluem os preparatórios e de idiomas, por exemplo”, explica o gerente de Índice de Preços do IBGE, Pedro Kislanov.

“Os cursos regulares têm grande impacto no índice porque tem um peso maior dentro do orçamento das famílias”, observa Kislanov. Os cursos regulares tiveram alta de 4,42% e foram o item responsável pela maior contribuição individual (0,20 p.p.) no IPCA de fevereiro, enquanto os cursos diversos registraram alta de 2,67%, com impacto de 0,02 p.p. Já o grupo Alimentação e bebidas desacelerou para 0,11%, afetado novamente pela queda nos preços das carnes (-3,53%), que haviam recuado 4,03% em janeiro.

“Com essa queda, o item carnes está devolvendo a alta de 32,40% no acumulado de 2019, embora ainda não tenha devolvido completamente. É importante destacar que a distribuição entre as áreas é diferente. No Rio de Janeiro, por exemplo, os preços das carnes têm caído mais”, comenta Kislanov. A deflação das carnes contribuiu para a desaceleração da alimentação no domicílio (0,06%, frente a 0,20% em janeiro). No lado das altas, os destaques foram o tomate (18,86%) e cenoura (19,83%).

A alimentação fora do domicilio (0,22%) também desacelerou em relação a janeiro (0,82%). A refeição (0,35%) e o lanche (0,02%) apresentaram variações menores na comparação com o mês anterior (1,05% e 0,42% respectivamente).

O grupo transportes (-0,23%) apresentou deflação em fevereiro, após apresentar alta de 0,32% em janeiro. A gasolina (-0,72%) e as passagens aéreas (-6,85%) foram os maiores impactos negativos no grupo. O grupo habitação (-0,39%) também registrou deflação em fevereiro, após alta de 0,55% no mês anterior. A queda foi puxada principalmente pelo item energia elétrica (-1,71%).

“A explicação para isso é a mudança da bandeira tarifária. Em janeiro estava em vigor a bandeira amarela, em que é cobrado um acréscimo para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Em fevereiro passou a vigorar a bandeira verde, em que não há cobrança adicional”, comenta Kislanov.

INPC varia 0,17% em fevereiro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor, referente às famílias com rendimento monetário de um a cinco salários mínimos, variou 0,17% em fevereiro, enquanto havia registrado 0,19% em janeiro. O resultado também é o menor para o mês de fevereiro desde 2000, quando o índice ficou em 0,05%. O acumulado do ano foi o de 0,36% e nos últimos 12 meses, o índice apresentou alta de 3,92%, abaixo dos 4,30% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Os produtos alimentícios variaram 0,13% em fevereiro, após registrar alta de 0,45% em janeiro. Já os não alimentícios variaram 0,18% em fevereiro, após alta de 0,12% em janeiro. 

Fonte: IBGE - Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo.

 Nenhum comentário