Governo Bolsonaro libera mais R$ 100 milhões para o Minha Casa, Minha Vida.


Vladimir Chaves


O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) repassou mais R$ 100 milhões para o Minha Casa, Minha Vida (MCMV). O aporte contemplará a Faixa 1 do Programa, que atende famílias com renda mensal de até R$ 1.800. Outra medida para alavancar o MCMV foi à publicação em edição extra do Diário Oficial da União, da portaria n. 2.151, que autoriza novos financiamentos para as Faixas 1,5 e 2.

O montante faz parte do compromisso assumido pelo Governo Federal para regularizar o fluxo de pagamentos para as obras em execução. Atualmente, 234 mil unidades habitacionais estão em andamento no País. Na última semana, dia 4, o MDR repassou R$ 443 milhões à Caixa Econômica Federal - operadora do Programa. Neste mês de setembro, o aporte federal para o MCMC foi de R$ 543 milhões.

Já a portaria n. 2.151 viabiliza novas contratações para as Faixas 1,5 e 2 sem a necessidade de recursos da União. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será a principal fonte de recursos dessa categoria do MCMV - que recebeu R$ 450 milhões do MDR em 2019. Até o final do ano, poderão ser injetados no setor da construção cerca de R$ 26,2 bilhões do Fundo.

“A partir de amanhã as liberações já estão autorizadas. O governo do presidente Jair Bolsonaro tem focado nos pagamentos que vão atender as famílias da Faixa 1 que possuem menor renda. Os recursos também impulsionam a economia com manutenção e criação de novos empregos”, destacou o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

O documento complementa a Portaria Interministerial n. 7/2019 - publicada em agosto pelos Ministérios do Desenvolvimento Regional e da Economia, que limitou o aporte de R$ 450 milhões. O objetivo das Pastas é continuar com as obras em andamento.

Investimentos

Em 2019, o MDR liberou R$ 3,27 bilhões para o MCMV, sendo R$ 2,82 bilhões para a Faixa 1 - o valor corresponde a 86,2% dos investimentos. Já as Faixas 1,5 e 2 receberam R$ 450 milhões.

Até o mês de agosto, dos R$ 5,4 bilhões recebidos pelo MDR, mais de R$ 3,27 bilhões foram destinados ao MCMV. O valor pago representa 60,5% do total disponibilizado.


Os recursos federais estão sendo essenciais para a conclusão de unidades habitacionais neste ano. Ao todo, o Governo Federal já entregou à população mais de 242 mil empreendimentos em todo o Brasil - mais de 1.500 casas por dia.

Reformulação

Ciente do ritmo de execução do programa e do cenário econômico do país, o MDR e os ministérios da Economia e Casa Civil têm trabalhado em conjunto, desde o início do ano, para garantir os repasses necessários ao MCMV. Os órgãos também têm atuado na reformulação do Programa de Habitação de Interesse Social para aperfeiçoar a aplicação dos recursos e, assim, assegurar a população o acesso à moradia digna.



quinta-feira, 12 de setembro de 2019

 Nenhum comentário

Bolsonaro descarta recriação da CPMF e aumento de tributos


Vladimir Chaves


Em mensagem no seu micro blog Twitter, o presidente Jair Bolsonaro descartou a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) ou o aumento da carga tributária.

Ele repercutiu ainda a exoneração do secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra. De acordo com a publicação, a saída de Cintra do cargo está ligada à defesa que o agora ex-titular da Receita fazia da criação de um novo imposto sobre movimentações financeiras.

"Paulo Guedes exonerou, a pedido, o chefe da Receita Federal por divergências no projeto da reforma tributária. A recriação da CPMF ou aumento da carga tributária estão fora da reforma tributária por determinação do Presidente", escreveu Bolsonaro.


 Nenhum comentário

Geração de energia eólica bate recorde no Nordeste.


Vladimir Chaves


O Nordeste registrou novo recorde de geração média diária de energia eólica, na última sexta-feira (6), ao produzir 8.722 MW médios, volume que atendeu 87% da carga da região no dia.

A informação foi confirmada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). O fator de capacidade das eólicas da região chegou a 74%.

De acordo com o operador, o recorde decorreu da intensificação do sistema de alta pressão que atuou no litoral do estado da Bahia, o que proporcionou geração eólica mais elevada.

O recorde anterior de geração média no Nordeste havia ocorrido em 26 de agosto, quando foram produzidos 8.650 MW médios.

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

 Nenhum comentário

Carteira estudantil digital começará a ser emitida em 90 dias


Vladimir Chaves



A carteira estudantil digital começará a ser emitida em 90 dias e será ofertada nas lojas Google Play e Apple Store. Com o documento, os estudantes vão poder pagar meia-entrada em shows, cinema, teatro e outros eventos culturais. O prazo começa a contar hoje (9), com a publicação da medida provisória (MP) que dispõe sobre o pagamento de meia-entrada no Diário Oficial da União.

O estudante que solicitar a carteira digital terá que consentir com o compartilhamento dos dados cadastrais e pessoais com o Ministério da Educação (MEC) para subsidiar o Sistema Educacional Brasileiro — o novo banco de dados nacional dos alunos, a ser criado e mantido pela pasta.

O MEC poderá usar essas informações apenas para formulação, implementação, execução, avaliação e monitoramento de políticas públicas. O sigilo dos dados pessoais deve ser garantido sempre que possível.

O estudante com idade igual ou superior a 18 anos e o responsável legal pelo aluno menor de idade responderão pelas informações autodeclaradas e estarão sujeitos às sanções administrativas, cíveis e penais previstas em lei na hipótese de fraude.

De acordo com a MP, a carteirinha digital poderá ser emitida pelo MEC; pela Associação Nacional de Pós-Graduandos; pela União Nacional dos Estudantes (UNE); pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes); por entidades estudantis estaduais, municipais e distritais; diretórios centrais dos estudantes; centros e diretórios acadêmicos e outras entidades de ensino e associações representativas dos estudantes, conforme definido em ato do ministro da Educação.

O MEC poderá ainda firmar contrato ou instrumento congênere com a Caixa Econômica Federal para emissão gratuita ao estudante do modelo físico da carteira de identificação estudantil.

Segundo a MP, a nova carteira estudantil física solicitada em um ano será válida até 31 de março do ano seguinte e a digital, enquanto o aluno permanecer matriculado em estabelecimento que forneça os níveis e as modalidades de educação e ensino. O documento perderá a validade quando o estudante se desvincular do estabelecimento.

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

 Nenhum comentário

Bolsonaro sim! Maia, Alcolumbre e Aras não!


Vladimir Chaves


Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre foram eleitos para presidir a Câmara e o Senado, respectivamente, sob os protestos da esquerda, e hoje esses servem mais a esquerda que a reconstrução do país. Os protestos eram apenas teatro, encenação, o mesmo ocorre agora quando a esquerda encena repudio a indicação de Augusto Aras para PGR. É bem verdade que Augusto Aras, não é o esquerdista dos sonhos de consumo da esquerda, especialmente da banda podre que saqueou os cofres do país, mas que é melhor que nada.

Agora não me venham os “bolsonaristas” me tacharem de esquerdista por discordar dessa indicação, discordei do apoio de Bolsonaro a Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e agora do Augusto Aras, é preciso entender que assim como nem todo esquerdista e “Lulista”, nem todo cidadão de direita é “bolsonarista”. Os “lulistas” se Lula mostra as duas mãos e afirmar que tem 10 dedos, eles irão acreditar e defender com a vida que o presidiário tem 10 dedos, me parece que alguns “bolsonaristas” estão sendo acometidos desse mal. Sou vacinado!
Votei, fiz campanha e continuo acreditando nas boas intenções do presidente Bolsonaro, se alguém me perguntar qual nota daria ao governo Bolsonaro, sem pestanejar, sem hesitar um segundo sequer darei nota 10. Mas isso não me impede de discordar de certos apoios que a meu ver o presidente dá por estar refém de um sistema maldito, que lhes impõem restrições. Maia, Alcolumbre, Aras e tantos outros esquerdistas não terão a minha simpatia, meus aplausos, minha concordância pelo fato de ter tido o apoio a contragosto do presidente.

As palavras constrangidas do presidente Bolsonaro, deixam claro que a indicação foi a contragosto, num universo pequeno para ele, não lhes restou outra coisa a não ser submeter-se ao poder do sistema miserável.

Reproduzo o que disse nosso constrangido presidente: “Estou recebendo muita crítica de gente que votou em mim. Se não acreditam em mim e continuar fazendo esse trabalho de não acreditar, eu caio mais cedo, mais cedo o PT volta. Vamos esperar dar um tempo ao novo PGR, o universo era pequeno, e eu tinha que escolher".

Eu confio nas boas intenções do presidente Bolsonaro, admiro sua coragem e o amor que tem pelo nosso país, compreendo sua situação e a capacidade de articulação política para não ser derrubado permitindo o retorno dos criminosos que saquearam os cofres do país. Reitero que, Maia, Alcolumbre, Aras e tantos outros a serviço do sistema perverso nunca terão minha simpatia.


Vladimir Chaves


sexta-feira, 6 de setembro de 2019

 Nenhum comentário

Vereador cobra atenção do Governo do Estado para o Hospital da FAP.


Vladimir Chaves


O pleito do vereador Márcio Melo, para que o Governo do Estado dê atenção a Fundação Assistencial da Paraíba (Hospital da FAP), semelhante a que tem oferecido ao Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa, recebeu apoio até mesmo da bancada de oposição na Câmara Municipal de Campina Grande.

Para o vereador Marcio Melo, o Hospital da FAP é tão importante quanto o Napoleão Laureano, e nada justifica que receba atenção diferenciada pelo Governo do Estado da Paraíba.

O governo estadual autorizou repasse anual de R$ 4,2 milhões para o Hospital Napoleão Laureano, além disso, a Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou Projeto de Resolução 106/2019, que institui o Programa de Incentivo a Doação Voluntária de Percentual sobre Subsídios e os deputados irão doar 1,2% dos seus salários para o Laureano.

Enquanto isso o Hospital da FAP, enfrenta grandes dificuldades devido à defasagem na tabela de preços do SUS, que a mais de dez anos não tem reajuste, além da falta de apoio do Governo do Estado.

A FAP hoje é uma referência em oncologia no interior do Estado – atendendo mais de 50% dos pacientes do interior do estado, além de dezenas de municípios de estados vizinhos como Pernambuco e Rio Grande do Norte.

No ano passado a instituição realizou 72.000 sessões de radioterapia, mais de 18.000 sessões de quimioterapia e mais de 24.000 sessões de hemodiálise.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

 Nenhum comentário

Proteção a Rodrigo Maia e irmão de Dias Toffoli, provoca demissão coletiva de procuradores da Lava Jato.


Vladimir Chaves


Seis procuradores da República que integram a Força Tarefa da Operação Lava Jato pediram demissão coletiva em protesto contra a atitude gravíssima da Procuradora-Geral Raquel Dodge.

O protesto coletivo teve como motivação a insatisfação generalizada contra a Procuradora, que pediu o arquivamento de parte da delação premiada do ex-presidente da Construtora OAS, Léo Pinheiro. Dodge teria pedido para arquivar trechos relacionados ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ao irmão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.

Desfalcaram a Lava Jato os seguintes procuradores: Raquel Branquinho, Maria Clara Noleto, Luana Vargas, Hebert Mesquita, Victor Riccely e Alessandro Oliveira.

 Nenhum comentário