Homenagem: Central de Imprensa Joacir Oliveira.


Vladimir Chaves


A Prefeitura Municipal de Campina Grande, inaugura nesta terça-feira (18) a Central de Imprensa Joacir Oliveira, instalado no Centro Cultural Lourdes Ramalho, na área do Parque do Povo.

Na solenidade o prefeito Romero Rodrigues, receberá familiares e amigos do homenageado, que foi um dos expoentes da imprensa campinense, sobretudo na área do radiojornalismo.

segunda-feira, 17 de junho de 2019

 Nenhum comentário

Bolsonaro pretende reduzir para 4% imposto sobre computadores, celulares e jogos eletrônicos


Vladimir Chaves


O presidente Jair Bolsonaro disse que o governo federal estuda a possibilidade de reduzir impostos cobrados sobre a importação de produtos do setor de tecnologia da informação, entre eles, computadores e celulares. Por meio de sua conta no Twitter, Bolsonaro afirmou que a redução poderá ser de 16% para 4%. 

"Para estimular a competitividade e inovação tecnológica, o governo estuda, via secretaria do Ministério da Economia, a possibilidade de reduzir de 16% para 4% os impostos sobre importação de produtos de tecnologia da informação, como computadores e celulares", disse.

O presidente disse que também está sendo avaliada a redução de impostos para jogos eletrônicos.

 Nenhum comentário

Desestatização: Dois terços das estatais federais devem ser reduzidas em quatro anos


Vladimir Chaves


O secretário especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, Salim Mattar, afirmou que nos próximos quatro anos o número de empresas estatais deverá ser reduzido em pelo menos dois terços. O Brasil tem 134 companhias de controle da União.

“Nossa missão é reduzir o gigantismo estatal que é obeso, lento, burocrático e oneroso para o pagador de impostos, sufocando o cidadão e a iniciativa privada”, declarou em palestra no Conexão Empresarial, em Nova Lima (MG).
O secretário disse que a modelagem para a desestatização das empresas estatais está em estudo. “Em quatro anos devemos reduzir o número de estatais. Elas deverão ser fechadas, fundidas, vendidas”, afirmou.

Mattar mostrou ainda que, além das empresas estatais, o país detém mais de 750 mil imóveis. De acordo com ele, o valor obtido com a venda desses ativos (estatais e imóveis) pode ser usado para o abatimento da dívida pública federal, que atualmente é de cerca de R$ 3,8 trilhões.

“Nós vamos reduzir a dívida através da venda de ativos. Tenham confiança. Vai haver muita mudança positiva no Brasil. Vamos reduzir o gigantismo do estado”, finalizou.

 Nenhum comentário

CDL denuncia atos de violência promovidos por sindicatos e partidos de esquerda


Vladimir Chaves


Em nota a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande, condenou as ações criminosas que marcaram as manifestações convocadas por partidos e sindicatos de esquerdas. Segundo a nota grupos partidários usaram sindicatos e trabalhadores como escudo para promover todo tipo de violência e depredação ao patrimônio público.
MOMENTO EM QUE A LOJA RUTRA ERA INVADIDA E DEPREDADA

Confira a nota:

CDL – NOTA: SOBRE AS MANIFESTAÇÕES

A Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL Campina Grande vem a público externar seu repúdio a ação criminosa orquestrada por sindicalistas e grupos políticos de esquerda, que no início da tarde desta sexta-feira (14), provocou uma série de transtornos ao comércio da cidade e promoveu o incentivo a violência e a depredação do patrimônio privado.

Lamentamos a postura irresponsável desses grupos partidários que usam sindicatos e trabalhadores inocentes como escudos para impor ideologias ultrapassadas e com fraca adesão popular.

Esclarecemos aos nossos associados e ao público em geral que a CDL solicitou por meio de ofício, ao comando da Polícia Militar da Paraíba, o reforço da segurança na área do Centro da cidade. Mesmo assim, no momento em que lojas eram depredadas e lojistas ameaçados não foi possível localizar nenhum policial fazendo o trabalho de monitoramento da área ocupada. Sendo assim, repudiamos a omissão do comando da Polícia Militar por não garantir a segurança da população e permitindo que prejuízos fossem causados aos lojistas e trabalhadores no pleno exercício de suas atividades.

A CDL reconhece o direito constitucional da promoção de manifestações, porém defende que o cidadão comum deve ser livre para decidir se deve ou não aderir a estes movimentos. É de nos causar indignação as imagens de trabalhadores comuns sendo impedidos de adentrarem aos seus recintos de trabalho e de comerciantes obrigados a fechar as portas das suas lojas temendo as claras ameaças de invasões.

A Diretoria

sábado, 15 de junho de 2019

 Nenhum comentário

Inversão de valores: Deputado pede prisão do ministro Moro e liberdade do maior corrupto do país.


Vladimir Chaves


Além das cenas de violência e vandalismos que marcaram as manifestações organizadas por sindicatos e partidos políticos de esquerda, nesta sexta-feira (14), houve ainda ações inusitadas como a que foi promovida pelo deputado federal Frei Anastácio (PT).

Numa completa inversão de valores o parlamentar desfilou entre os poucos manifestantes que aderiram a mobilização, portando uma faixa que pedia a prisão do ex-juiz federal e ministro da Justiça, Sergio Moro, e a soltura de um presidiário condenado por dezenas de crimes.

“As mobilizações de hoje mostraram que essa “quadrilha” tem que ser desmontada. Ela foi criada para promover golpes contra o povo brasileiro. Mas está desmoronando. As máscaras estão caindo”, disse o deputado.

 3 comentários

Empresa que contratar beneficiário do Bolsa Família poderá ser dispensada de contribuição previdenciária


Vladimir Chaves


A empresa que contratar beneficiário do Bolsa Família poderá ficar dispensada de pagar contribuições previdenciárias e sociais. É o que prevê projeto de lei (PL 578/2019), do senador Alvaro Dias (Podemos-PR), aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Ao considerar o projeto “genial”, o relator, senador Irajá (PSD-TO), disse que a proposta reduz encargos para o empregador, reinsere pessoas no mercado de trabalho e não traz ônus ao governo, que deixa de pagar o Bolsa Família enquanto o beneficiário estiver empregado.

sexta-feira, 14 de junho de 2019

 Nenhum comentário

Manifestações espalham o terror no país, primeira vítima em estado grave.


Vladimir Chaves


Cenas de terror espalham-se por todo os país, baderna e violência marcam os protestos organizados por sindicatos e partidos de esquerda, que utilizam-se de todos os meios para impedir o direito de ir e vir dos trabalhadores.

Até o momento o caso mais grave aconteceu na região de Venda Nova, em Belo Horizonte, quando um grupo de marginais tocaram fogo em uma “montanha” de pneus ao lado de um ônibus urbano lotado de passageiros, causando pânico e deixando dezenas de feridos.


Dentre os feridos o caso mais grave foi o de uma senhora de 52 anos, que encontra-se internada em estado grave, após se intoxicar com a fumaça dos pneus queimados e ter uma parada cardiorrespiratória.


 Nenhum comentário