“Plano B” existe o que falta é respeito por parte do Governo do Estado da Paraíba.


Vladimir Chaves


Em todos os meios de comunicação o que se ouve é que o Governo do Estado não possui um “plano B” para amenizar o problema de abastecimento de água em Campina Grande e outros municípios atingidos pela negligencia da CAGEPA, meios para o “plano B” existem o que falta é vontade política e respeito a cidade de Campina Grande. A CAGEPA tem um cadastro de mais de DOIS MIL pipeiros, houvesse o mínimo de respeito a população, em especial as comunidades carente, o Governo do Estado já teria decretado Calamidade Pública e colocado uma frota de carros pipas nas ruas das cidades atingidas pela irresponsabilidade da CAGEPA.

quarta-feira, 20 de março de 2019

 Nenhum comentário

Cagepa massacra Campina Grande!


Vladimir Chaves


Criminoso, criminoso, mil vezes criminoso o que a Cagepa pratica contra a cidade de Campina Grande, sobretudo contra a população carente, quatro dias sem uma gota d'água e apenas respostas desencontradas e cínicas, agora divulgam um plano emergencial e comportam-se como se o problema estivesse resolvido, jogam na mídia uma narrativa falsa, cínica, desavergonhada e estupida, que tenta criar a falsa sensação que o problema acabou, bando de irresponsáveis uma parcela significativa da população não possui reservatórios e muito menos condições para adquirir tais reservatórios.

Até quando os irresponsáveis, responsáveis por essa empresa vão poder fazer o que bem entender contra Campina Grande, quando é que essa cidade vai levantar a voz para dá um basta nos crimes rotineiramente praticados contra os consumidores? Chega, basta!

Privatizem essa porra! #PrivatizaCagepa

terça-feira, 19 de março de 2019

 Nenhum comentário

Bolsonaro emite decreto que só permite nomeações de pessoas com 'Ficha Limpa'


Vladimir Chaves


O presidente Jair Bolsonaro promulgou nesta segunda-feira, 18, o DECRETO Nº 9.727, DE 15 DE MARÇO DE 2019, que aplica critérios da lei da Ficha Limpa para nomeação de cargos em comissão no Executivo Federal. A medida faz parte das prioridades para os 100 primeiros dias do mandato.

Pela nova norma, não poderão exercer cargos em comissão pessoas que caírem nos critérios de inelegibilidade da Ficha Limpa. Há também outros requisitos a serem cumpridos, que são mais rígidos quanto maior for a remuneração do cargo em comissão.

De acordo com o texto, são critérios gerais para as nomeações: Idoneidade moral e reputação ilibada; perfil profissional ou formação acadêmica compatível com o cargo ou a função para o qual tenha sido indicado; aplicação da Lei da Ficha Limpa.

A Ficha Limpa torna inelegível, por exemplo, quem for condenado por órgão colegiado por crimes como: formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, crimes contra a administração pública, entre outros. Atualmente, a nomeação para cargos de comissão é livre e fica a cargo do ministro responsável pela área. As regras do decreto passam a valer a partir de 15 de maio e não afetam pessoas que já foram nomeadas.

Critérios específicos

O texto prevê, de acordo com o nível do cargo, exigências relacionadas a tempo de experiência e especialidades profissionais. O nomeado deve cumprir no mínimo um dos requisitos a seguir:

Experiência profissional em atividades correlatas à área de atuação de 2 anos; ou ter ocupado cargo ou função de confiança em qualquer poder público ou ente federativo por 1 ano; ou especialização, mestrado ou doutorado na área do órgão ou do cargo; ou ser servidor público ocupante de cargo efetivo de nível superior ou militar.

Eusouazul.com

segunda-feira, 18 de março de 2019

 Nenhum comentário

Frente Parlamentar contra a Corrupção será lançada nesta terça


Vladimir Chaves


Será lançada nesta terça-feira (19) a Frente Parlamentar Mista Ética contra a Corrupção. O lançamento ocorrerá no Salão Nobre do Congresso Nacional, às 14h30, quando serão apresentados a missão e os objetivos da frente.

A deputada Adriana Ventura (Novo-SP), que vai coordenar o grupo, já defendeu a votação da proposta de emenda à Constituição que restringe o foro privilegiado para algumas autoridades (PEC 333/17 e apensadas).

O foro privilegiado garante às autoridades o direito de serem investigadas e julgadas somente em tribunais superiores, e não pela Justiça comum. Já aprovada pelo Senado, a proposta foi aprovada por comissão especial da Câmara e aguarda votação pelo Plenário da Casa.

Associação suprapartidária

Frente parlamentar mista é uma associação de deputados e senadores de vários partidos para debater um assunto determinado. Para ser criada, a frente deve registrar um requerimento com o apoio de pelo menos 1/3 de membros do Poder Legislativo.

 Nenhum comentário

24 senadores já assinaram o pedido da CPI da Lava Toga, nenhum da Paraíba.


Vladimir Chaves


Dos 81 senadores, até o momento (14.03), apenas 24 senadores assinaram o requerimento para criação da CPI da Lava Toga, da bancada da Paraíba nenhum senador assinou e muito manifestou qualquer opinião sobre o assunto, apesar desta ser uma das mais importantes CPIs dos últimos 50 anos.

Para apresentar o pedido de CPI, são necessários 27 assinaturas, especulações dão conta que a senadora Soraya Thronicke, do PSL, deve assinar o requerimento na manhã desta quarta-feira.

Veja a lista do senadores que já assinaram:

1. Alessandro Vieira
2. Jorge Kajuru
3. Selma Arruda
4. Eduardo Girão
5. Leila Barros
6. Fabiano Contarato
7. Rodrigo Cunha
8. Marcos do Val
9. Randolfe Rodrigues
10. Plínio Valério
11. Lasier Martins
12. Styverson Valentim
13. Alvaro Dias
14. Reguffe
15. Oriovisto Guimarães
16. Cid Gomes
17. Eliziane Gama
18. Major Olímpio
19. Izalci Lucas
20. Carlos Viana
21. Luiz Carlos Heinze
22. Esperidião Amin
23. Jorginho Mello
24. Telmário Mota

quinta-feira, 14 de março de 2019

 Nenhum comentário

Vereador cobra do Governo do Estado construção de maternidade regional em Campina Grande.


Vladimir Chaves


A Câmara Municipal de Campina Grande aprovou requerimento do vereador Antônio Alves Pimentel, solicitando do Governo do Estado estudos para construção de uma maternidade regional na cidade.

Segundo o vereador, a maternidade municipal (Isea), não consegue atender a demanda, tendo em vista que parturientes de mais de 80% dos municípios paraibano buscam atendimento no Isea, e mesmo com as melhoras e ampliações feitas pela Prefeitura de Campina Grande, não está sendo possível atender de forma satisfatória.  

“A construção de uma maternidade regional vem dá suporte, é mais um espaço para atender as mulheres” concluiu Pimentel.

quarta-feira, 13 de março de 2019

 Nenhum comentário

Bancada paraibana se reúne com ministro da Saúde nesta quarta feira


Vladimir Chaves


O coordenador da bancada federal da paraíba, deputado federal Efraim Filho, agendou audiência com o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, na pauta a liberação de recursos, investimentos e o credenciamento de programas e ações do governo federal para o Estado e os seus municípios.

"O fato de a primeira reunião da bancada ser com o ministério da Saúde, que é a demanda número um da população, tem o simbolismo de demonstrar o compromisso da bancada com os temas que realmente podem mudar para melhor a vida do cidadão paraibano", disse o coordenador.

O tratamento humanizado de pacientes com câncer, o credenciamento no SUS do Hospital do Bem em Patos, a situação dos hospitais filantrópicos Napoleão Laureano em João Pessoa e do Hospital da FAP em Campina Grande. Os investimentos nos hospitais federais universitários em Cajazeiras, Campina Grande e João Pessoa; a liberação de recursos para ampliação de postos de saúde nos municípios; recursos para custeio, manutenção, aquisição de equipamentos, remédios e realização de exames pelo Estado e municípios, entre outros temas que serão tratados pelos parlamentares.

"A bancada está unida temos compromisso e responsabilidade por buscar recursos e investimentos que ajudem a melhorar os serviços públicos de saúde prestados ao nosso cidadão. Conheço bem o Ministro Luiz Mandetta, e ele será sensível as prioridades apresentadas pela bancada paraibana", concluiu Efraim.

A reunião está agendada para as 14:30 desta quarta-feira, no Ministério da Saúde.

terça-feira, 12 de março de 2019

 Nenhum comentário