Igreja Assembleia de Deus de Campina Grande comemora 90 anos de fundação.


Vladimir Chaves

O final de semana em Campina Grande foi marcado pelas celebrações de comemoração dos 90 anos de fundação da Igreja Evangélica Assembleia de Deus na cidade. Milhares de fieis desfilaram pelas ruas centrais levando sua mensagem de amor, paz e esperança.

“Foi um ato que mudou a historia de Campina, vi de perto pessoas nas calçadas chorando, pessoas não crentes mais que querem uma Campina de paz, uma campina sem violência, homens de Deus orando de joelhos no coração da cidade pedindo a proteção de Deus para a mesma” disse Cesar um dos fieis da igreja.

A programação de aniversário segue até o dia 25. Na próxima sexta-feira dia 24, ocorrerá a 45ª Assembleia Geral Ordinária no Templo Central (Bairro da Prata), às 9h palestra para mulheres, com a participação da missionária Judite Alves, no auditório SENAI e às 18h30 aniversário do pastor Daniel Nunes no Ginásio no Ginásio o Meninão.

No sábado, às 9h acontecerá a palestra para os diáconos, presbíteros, evangelistas e pastores no Templo Central, às 14h na Vila Olímpica Plinio Lemos, Grande batismo nas águas, e às 18h30 Culto de gratidão e consagração dos obreiros no Ginásio o Meninão.

História:
A história da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande teve início com o paraibano Manoel Francisco Dubu, o primeiro homem no Brasil a ser batizado com o Espírito Santo. Em 1912, ele aceitou a fé pentecostal pregada pelos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren, no Estado do Pará. E ao retornar à Campina Grande, em 17 de dezembro de 1914, trouxe a mensagem pentecostal aos seus conterrâneos.

Outra pessoa que contribuiu com a evangelização em solo campinense foi Felipe Nery Fernandes, natural de Recife (PE). Felipe, que era alfaiate, veio morar em Campina Grande em 1922 e começou a reunir um grupo de crentes em sua casa por um período de três anos, onde dirigiu vários cultos evangélicos. A partir de janeiro de 1924, os cultos passaram a ser realizados de forma regular, considerando-se esta data como marco inaugural da organização da Assembleia de Deus em Campina Grande, (conforme consta nos Estatutos da Igreja).

Nesse período, o missionário Joel Carson trouxe o evangelista Manoel Pessoa Leão, que deu início à construção do primeiro Templo Sede da Igreja, na Antiga Rua das Areias, atualmente Rua Presidente João Pessoa, no centro da cidade. A doação do terreno foi feita pelo irmão José Benoni e apesar dos poucos recursos financeiros, o templo foi concluído e recebido pelo Pr. Francisco Gonzaga em 1925.

O atual Templo Sede da Igreja no município foi estabelecido pelo Pr. Silvino Silvestre da Silva, que deu início à construção em 1945, na Rua Antenor Navarro, número 693, no bairro da Prata. Uma obra imensa para aqueles dias e para a quantidade de crentes da época, sendo inaugurada em 1950.

Outro líder que marcou a história da Assembleia de Deus foi o Pr. Francisco Pacheco de Brito, que assumiu a presidência da Igreja em Campina Grande no ano de 1986. Até então, havia cerca de 15 congregações na cidade, situadas em bairros como Jeremias, Santa Rosa, Liberdade, Cuités, Bodocongó e José Pinheiro. O pastor Pacheco expandiu o trabalho no município, fixando em cada bairro uma congregação e alcançando as demais cidades do Estado.

Hoje, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Campina Grande tem como presidente o pastor Daniel Nunes da Silva (eleito em 2011) e conta com o seu Templo Sede e 104 congregações na cidade, além de 107 igrejas filiadas nos municípios e distritos da Paraíba. A instituição também possui missionários em oito países: Paraguai, Bolívia, Equador, Argentina, Índia, Jordânia, Peru e Portugal.

Desde sua fundação na década de 1920, a Igreja vem servindo à sociedade com ações de natureza espiritual e social, e nos últimos anos também tem se destacado na propagação da Palavra de Deus através da mídia (TV e rádio), resgatando centenas de vidas e abençoando famílias inteiras.


Credito: Fotos Irmão Cesar.

0 comentários:

Postar um comentário